Leitores

ABC do CDC

29/8/2019
Gisele Bernardo

"Simplesmente divino (ABC do CDC  – 29/8/19). Parabéns dr. Rizzatto Nunes pela sua perspicácia e seu notório saber jurídico."

Advogado agredido - Prerrogativas

25/8/2019
Newton Teixeira Carvalho

"Lamentável a atitude deste promotor (Migalhas 4.669 – 20/7/19 – "A força do Direito deve superar o direito da força"). Falta de respeito com o ilustre advogado, com as partes, com a própria instituição e com o Estado Democrático de Direito. Espero que, a bem do MP, a instituição tome alguma medida."

Advogado inadimplente

31/8/2019
Regina Aniz

"É ridícula a suspensão por inadimplência (Migalhas quentes – 1/4/19). A OAB não é clube e nem prestador de serviços e também não faz nada para que o processo tenha mais agilidade a fim de que o processo termine e o advogado receba sua sucumbência."

Aposentadoria

27/8/2019
Sérgio Furquim

"A lei 9.784/99 prevê em seu artigo 49, que: concluída a instrução de processo administrativo, a Administração tem o prazo de até trinta dias para decidir, salvo prorrogação por igual período expressamente motivada. Em razão desta ameaça, mesmo sem a resposta da Previdência, poderá reclamar seu direito na Justiça. Portanto, o prazo de análise e concessão/indeferimento deve observar o prazo máximo de 60 dias (nos casos de prorrogação). Ocorre que a previdência não esta respeitando a lei. Já tem pedido fazendo seis meses e ainda não obteve resposta. Um desrespeito com o cidadão."

Artigo - 1001 formas para não conhecer um recurso especial

25/8/2019
Ricardo Oliveira de Sousa

"Parabéns dr. Guilherme Chaves pelo excelente material, muito obrigado por essa bela ajuda (Migalhas 4.669 – 20/8/19 – Recurso especial)."

Artigo - A MP 873/19 e a liberdade sindical

29/8/2019
Nilson Belvio Camargo Pompeu

"Gostei muito e concordo com as conclusões (Migalhas de peso – 22/3/19). Parabéns pelo texto elucidativo."

Artigo - Abusos das autoridades ou da lei?

29/8/2019
Cristina Andrade da Costa Machado

"Infelizmente não temos instruções para compreender determinadas colocações de leis (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – "Abusos das autoridades ou da lei?"). O brasileiro não teve dentro das grades escolares o acesso ao entendimento de moral e cívica e de algumas orientações sobre leis. Por conta disto, na minha ignorância, tanto com esta lei sendo aprovada ou não o que predominará aqui em nosso país onde as leis de defesa só beneficiam os 'grandes' e poderosos, estaremos a mercê da sorte. E que Deus nos ajude! Um país onde se cria leis conforme as necessidades dos desonestos e corruptos poderemos recorrer a quem? Todos que estão relacionados as áreas de Direito Penal estão corrompidos. Basta ter dinheiro para pagar que tudo se resolve. É o apocalipse?"

Artigo - Culpa consciente e dolo eventual do atirador de elite

25/8/2019
Wagner Roberto de Oliveira

"Sim, dolo eventual, pois aí seria um erro, inclusive, por estar em defesa dos cidadãos ora sequestrados, uma garantia constitucional (Migalhas de peso – 25/8/19). Portanto, veremos que este será libertado do erro não desejado. Meus parabéns a esta equipe em Direito Penal."

Artigo - Da exclusão do sócio da sociedade limitada

28/8/2019
Flavio Pougy

"Congratulo a autora pelo ótimo texto, uma aula que esgota o tema de forma sucinta e didática (Migalhas de peso – 9/6/04)."

Artigo - Eduardo Bolsonaro pode ser embaixador em Washington?

28/8/2019
Durval Tavares

"Sabe-se que o embaixador em qualquer país não trabalha sozinho (Migalhas de peso – 28/8/19). Com uma equipe de alto nível creio que realizará um bom trabalho nos USA."

Artigo - Filiação socioafetiva: repercussões a partir do provimento 63 do CNJ

28/8/2019
Sheila Donio

"Gostaria de entender como 'as novas permissões trazidas por este provimento são dignas de favorecer um enorme contingente de pessoas em todo o território nacional' se os cartórios pararam de reconhecer a maternidade e paternidade socioafetivas até os 12 anos da criança (Migalhas de peso – 29/4/19). Como é possível uma mãe não ter direitos de mãe até a filha ou filho completar 12 anos? Ou, como pode facilitar a vida de alguém, exigir que a família tenha gastos com advogados e processos judiciais simplesmente para registrar uma criança?"

Artigo - Mudar o provimento 94/00? Pra que?

28/8/2019
Daniela Scotini Freitas Pereira

"Excelente artigo (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Publicidade na advocacia). Acredito, no meu modesto entender, que a regulamentação da publicidade nos meios virtuais é necessária, considerando a atualidade."

Artigo - O Coaf no divã do psiquiatra

27/8/2019
José Rubens Gomes Pereira

"Sem comentários sobre o assunto, pois temos a impressão de estarmos no limiar da loucura (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – "O Coaf no divã do psiquiatra"). A cada manhã acordamos a sobre salto para sabermos qual será o disparate deste governo. Até onde teremos paciência para estas trapalhadas? Muito explicativo o texto em questão."

27/8/2019
Sônia Regina Penteado

"Um conto que merece permanecer nos anais dos melhores contos jurídicos (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – "O Coaf no divã do psiquiatra"). Parabéns ao autor!"

28/8/2019
Abílio Neto

"Tudo bem detalhado e mastigado (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – "O Coaf no divã do psiquiatra"). Essa mudança de Coaf para Uif é uma farsa. Parabéns!"

Artigo - O direito à memória sob ameaça pelo revisionismo histórico e as fake news impulsionadas pelo próprio governo brasileiro

29/8/2019
Alexandre Marcondes

"O artigo é simplesmente um primor (Migalhas de peso – 28/8/19). Parabéns dra. Gabriela."

Artigo - Projeto aprovado na Câmara amplia as hipóteses de deserdação. Mas ainda é pouco

31/8/2019
Djalma Rezende

"Parabéns pelo substancioso artigo, dr. (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Hipóteses de deserdação)."

Atividades insalubres

29/8/2019
Joaquim Dias Luz

"A interpretação está correta, desde que o empregado forneça com regularidade os equipamentos individuais necessários pra neutralizar o risco da exposição (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Atividades insalubres)."

Barba e bigode

26/8/2019
Claiton Costa Vieira

"A roupa não faz parte do ser humano, é apenas convenção social (Migalhas 4.673 – 26/8/19 – Barba e bigode). Já os pelos são inatos de qualquer ser humano e tal decisão fere de morte os direitos de primeira geração."

26/8/2019
Reginaldo Ferreira Lima

"A analogia utilizada pelo Tribunal no fundamento transcrito é de flagrante imbecilidade (Migalhas 4.673 – 26/8/19 – Barba e bigode)."

26/8/2019
Valdomiro Albini Burigo

"Ora, achamos que atenta sim contra a dignidade (Migalhas 4.673 – 26/8/19 – Barba e bigode). É disso que advém os abusos de poder. Depois, na Justiça do Trabalho isso é pior, porque nela, a maioria são de pessoas humildes e já vários casos ocorreram de atentado desse tipo contra reclamantes que foram às audiências de bermuda, chinelo de dedo, etc. e tiveram problemas. Vejamos o caso de ir ao Fórum de chapéu, ainda utilizado pelos advogados mais idosos e calvos. São obrigados a tirar o chapéu ao entrar, mas a Justiça não fornece o móvel ou local próprio para deixá-lo, obrigando a pessoa a andar com o mesmo na mão por onde for. Não é possível! Absurdo. Tem que acabar. É o que pensamos."

CNJ - Protesto gratuito

31/8/2019
Renato Dantés Macedo

"Novamente o Poder Judiciário extrapolando sua competência, já que se trata de matéria legislativa, cabendo ao Congresso Nacional fazê-lo (Migalhas quentes – 31/8/19). Mais uma norma que protege as grandes empresas, especialmente as instituições financeiras."

Combate a incêndios

26/8/2019
Zé Preá

"Bolsonaro acha-se o Mito
Zombando até da Ciência
E aí veio o fogaréu
Castigando sem clemência
E matando de vergonha
Quem o pôs na presidência!"

27/8/2019
Cleanto Farina Weidlich

"Quem o pôs na presidência,
peço licença ao amigo,
difícil compreender quem anda pensando 'igualzito',
só espero que o Pai do Céu,
continue abençoando,
o que foi por nós batizado, de verdadeiro mito; 
meu querido eu te abençoo, como aos demais que padecem,
dessa míope ilusão,
de tentar sacrificar nosso eleito capitão;
desde a chamada 'abertura', proclamada por Figueiredo,
andamos catando às cegas,
veio o refrão maldito:
A esperança venceu o medo,
todos muito iludidos,

Pela vestal platinada, igual o 'Canto da Sereia', nem Ulisses resistiu,
com seus holofotes certeiros, seus encantos e mistérios
surgiu um fenômeno no mundo,
é o 'Salvador da Nação'
e vejam só o que aconteceu, com a verdade doendo, ficamos todos invertidos,
nosso raciocínio embota, paramos de usufruir nossa alta inteligência,
vai ser longa a caminhada, com tanta gente comprada,
espalhando maledicência,
eu aqui fico pensando,
só um Deus nos salve e mais nada!

P.S. Quando acerto em 'tanta gente comprada, não estou me referindo ao amigo, que apesar de pensar diferente, como qualquer outro que pense diferente, terá sempre o meu máximo respeito e reverência, por se tratar de pessoa de alta cultura intelectual e humanística, é, e vai continuar sendo meu amigo, além de desfrutar da minha sempre crescente admiração. Divergimos nas ideias, mas sem perder de vista que já foi dito por alguém há muito tempo, 'eu defendo até a morte o teu direito de pensar diferente', não fossem as diferenças, toda a humanidade seria advogado, já pensaram que mundo chato seria o nosso. Tem que haver gente pra tudo nesse mundo, inclusive para falar mal do Bolsonaro, daí, logo em seguida surge a verdade, e o Mito – dito por nós brasileiros do bem, da ordem e do despertar da letargia provacada pela desinformação profissional das últimas três décadas – se fortalece, simples assim."

28/8/2019
Abílio Neto

"Amigo Cleanto, quem lhe responde não é o Zé Preá, mas a pessoa que o encarna. Eu se tivesse votado em Bolsonaro, com toda certeza já estaria arrependido e até envergonhado diante de tanta empáfia, arrogância e falsidade. Antes do 2º turno e limitado às pesquisas que a internet permite, concluí em duas horas que o capitão é um farsante e uma pessoa perigosa. Votei no professor da USP. Parte do que captei antes das eleições, coloquei aqui na semana passada num comentário sob o título 'Bolsonaro'. Continuaremos assim: Bolsonaro é seu representante e eu o rejeito. Grande abraço!"

Deltan Dallagnol

27/8/2019
Ivete Maria Caribé da Rocha

"Para Deuslagnol todos os direitos e despacho do juiz amigo no domingo, para os pobres mortais, perseguidos da Lava Jato, a condenação sem provas, por mera convicção (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – Fora de pauta)!"

Evento comunitário - Dúvidas jurídicas

27/8/2019
Gláucio Guedes

"Absurdo (Migalhas quentes – 27/8/19). Mantenham o povo sem acesso à informação e joguem no lixo o nosso juramento."

Falecimento - Ruy Rosado

26/8/2019
Reginaldo Baffa

"Um grande perda, deixou seu nome gravado na história do Direito (Migalhas quentes – 24/8/19). Conhecia só de nome, porém, suas decisões aí estão expostas ao mundo jurídico. Meus sentimentos à família."

Filhos de pelos

30/8/2019
Ubiratan de Freitas

"Muito bem (Migalhas 4.677 – 30/8/19 – Filhos de pelos). Que bom ver o aprimoramento do Judiciário e da sociedade quanto a este tema. Super justo com os animais. Muito esclarecedor também o vídeo: objetivo, de precisão cirúrgica e didático."

Galo Maurice

29/8/2019
Cláudia Rejane de Queiroz

"Decididamente, sou a favor do galo (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – Galo Maurice)."

Gramatigalhas

26/8/2019
Felipe Augusto Marques

"Ótima explicação, muito obrigado (Gramatigalhas – 20/6/18 – Acentos – Podem dois em mesma palavra?)."

27/8/2019
Eliane Aparecida Cattai Maciel da Silva

"Excelente explicação (Gramatigalhas – 25/7/07 – Entre ti e mim). Bastante elucidativa. Gostei muito. Grata."

28/8/2019
Matheus de Oliveira Silva

"Sou professor de Português iniciante. Em sala, eu falava da importância de se estudar Gramática quando um aluno me surpreendeu com a seguinte pergunta, em palavras mais simples: Como eram emitidos os documentos oficiais no período do português fonético? Fiquei desarmado. Mas então: usavam um português despadronizado? Recorriam ao latim? Como faziam? Agradecimentos do Brasil."

Incêndios

30/8/2019
Teócrito Abritta

"Mas as queimadas continuam sem nenhuma repressão, destruindo áreas de reserva etc. (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Fogo proibido). O decreto é apenas um artifício legal para defender-se em futuras acusações de omissão ou até mesmo conivência."

Infração disciplinar - OAB

28/8/2019
André Luiz Pereira da Silva

"Então os programas de rádio e TV que tentam ajudar seus espectadores com a presença de advogados fazendo esclarecimentos do público estão proibidos (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Evento para captar?)?"

30/8/2019
Nina Perkusich

"Excelente decisão (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Evento para captar?)."

Justiça em números

29/8/2019
Juliano Claudino

"Redução nos processos e piora na qualidade dos julgados (Migalhas 4.677 – 30/8/19 – Justiça em números)."

30/8/2019
Juliano Claudino

"Tudo que o Judiciário brasileiro não tem - transparência e eficácia (Migalhas 4.677 – 30/8/19 – Justiça em números)."

Lava Jato

26/8/2019
José Renato Almeida

"Quanta falta faz a entrada dos ptchulecos nas contas (ou mochilas de dinheiro) aos milhares de membros da organização criminosa que se apoderou dos recursos da Nação, para uso pessoal e manutenção do poder, com esquemas de corrupção institucionalizada? Multiplicam-se os ataques à Lava Jato e ao governo Bolsonaro nas mídias nacionais e internacionais, repercutida com rara insistência pela imprensa domesticada com verbas milionárias de propaganda oficial de governos passados. A falta das propinas, estimada em R$ 250 bilhões/ano, está deixando milhares de gangsteres em perigosa síndrome de abstinência, que os leva a atos temerários, contra as instituições democráticas e aos milhões de brasileiros que votaram pelo combate a esses crimes continuados, ocorridos nas últimas décadas, elegendo Jair Bolsonaro a presidência da República. A principal bandeira de campanha de Bolsonaro, de combater a corrupção em todos os níveis e áreas das governanças, está sendo ameaçada por vários ataques na Câmara, Senado, STF, empresários e na imprensa mal acostumados. A 63ª fase da Lava Jato (Carbonara Chimica) nesta semana, deflagrada a partir da delação do ex-ministro Palocci nos governos Lula e Dilma, demonstram que o aprofundamento das investigações vão revelar propinas além das já delatados por empresários, ao nominar o ministro da Fazenda Guido Mantega, bancos e financeiras. A Polícia Federal obteve pendrives com chaves do programa de distribuição de propina da Odebrecht, que vai ampliar as investigações. São essas investigações que fazem os gangsteres fazer qualquer coisa para barrar a Lava Jato e Bolsonaro, sem se importar com o que poderão pensar a maioria dos demais mortais. São bilhões de reais a serem recuperados ao erário."

28/8/2019
Maria Matos

"Lamentável ver ministros tão poderosos anular sentenças de cidadãos que contribuíram para desviar a aplicação de recursos públicos (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato). Triste assistir a essa guerra pelo poder!"

28/8/2019
Nilson Theodoro

"Enquanto isso, por todo o território brasileiro, são inúmeras as atrocidades que se cometem no Direito processual, afirmando o Tribunal em segunda instância que não detectado prejuízo não há nulidade (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato). E aqui, a ordem na apresentação das alegações finais não foi observada e daí a nulidade reconhecida. Bem foi o MD. relator, ministro Fachin, o resto todos nós já sabemos. E de resto o que foi de importante no julgamento, segundo a mídia, incluindo este rotativo, não foi a ordem processual, mas sim a anulação de uma decisão do ex-juiz Moro. Uma pena!"

28/8/2019
Neiva de Fátima Pereira

"Mais uma 'inovação' do nobre STF (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato)!"

28/8/2019
Durval Tavares

"Segunda turma (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato)? Gostaria de ouvir o plenário do STF."

29/8/2019
Joaquim Carlos Adolpho do Amaral Schmidt

"O STF - 2ª Turma - cria uma nova regra processual para majorar um pouco mais a impunidade já prevista em lei (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato). O criminoso que já cumpriu cerca de dois anos de cadeia ainda deve alguns anos de xilindró! Ele não foi absolvido, claro!"

29/8/2019
Adilson Dallari

"Data vênia, o réu colaborador não acusa ninguém: apenas relata fatos (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato). Quem acusa é o MP. Lewandowski e Gilmar criaram uma nova etapa processual: as razões semi finais."

29/8/2019
Maria Tereza Goes Perestrelo

"No caso Bendine, que ficou preso por dois anos e agora se constata uma ilegalidade, a pergunta é: quem lhe devolve os meses de cárcere (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato)? Bendine continua na condição de réu e culpado igualmente do assalto que seu partido fez aos cofres públicos! Ou a decisão do STF lhe tira a essa condição?"

30/8/2019
Marcos Cesar Lins da Silva

"Vergonha (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato)! Absurdo!"

30/8/2019
Mirna Cianci

"Perfeito o professor Dallari, meu eterno mestre (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato). Mas nao é só. Sem prejuízo nao há nulidade. O próprio STF consagrou esse entendimento. Assim, nao basta a inversa. É preciso demonstrar caso a caso que o rito impediu o uso de um argumento capaz de evitar, por si, a condenação. Isso não foi feito."

30/8/2019
Robson Manfre

"Uma brilhante oratória (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações finais – Lava Jato). Uma aula de sustentação oral nos deu o colega e dr. Alberto Zacharias Toron. Parabéns!"

31/8/2019
João Sérgio Leal Pereira

"Que horror, que vergonha (Migalhas quentes – 26/8/19). Ainda continuamos a observar tempos estranhos onde a confusão é plantada com o objeto de propagação de mentiras. É preciso reagir a esse estado de coisas. Preocupa-me o silêncio das pessoas de bem."

Liberdade econômica

28/8/2019
George Marum Ferreira

"A visão da Anamatra sobre o assunto - MP da Liberdade Econômica - é muito refratária a qualquer tipo de mudança (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Liberdade econômica – II). Se dependesse de grande parte da magistratura do trabalho, as relações de trabalho no Brasil permaneceriam intocáveis e estáticas no curso do tempo, como que algo sagrado, dogmático. Os direitos mudam, se renovam, adquirem novas roupagens e podem ser vivenciados por outras formas e métodos. Infelizmente a Anamatra é uma voz conservadora que não aprecia mudanças."

28/8/2019
Maurício Reis

"Na verdade, quem traz insegurança jurídica é a Anamatra, em tudo o que contraria suas posições ideológicas (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – Liberdade econômica – II). A norma vem justamente para trazer segurança jurídica, mas isso nunca será possível enquanto não acabarmos com o chamado 'ativismo judicial', que é um eufemismo para a violação do princípio da separação de poderes."

Lula

29/8/2019
Paulo Cosme

"Na chamada da matéria 'Em processo do Instituto Lula, Fachin permite que defesa apresente alegações após delatores', a chamada da matéria enviada por e-mail com o cabeçalho 'Alegações após o delator', me pareceu um pouco tendenciosa (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações após o delator). Ao dizer que 'pelo visto o ministro Fachin, convenceu-se de que havia afronta ao princípio do contraditório', o responsável pela chamada não considerou que o em. ministro Fachin tenha atuado com cautela e precaução para evitar futuras decisões que anulem sentenças, decisões, etc. Até porque ultimamente tem-se privilegiado em demasia o processo (instrumento) em detrimento do direito material (objetivo). Muitas decisões ideológicas sem observação da essência do processo que é a realização do direito material e sem observação do princípio 'pas de nullité sans grief'. Princípio esse muitas vezes lembrado pelo saudo ministro-poeta Ayres Brito que, sempre ponderado, lembrava aos pares que como instrumento, no processo não há que se falar em nulidade sem prova efetiva de prejuízo. Para que horizonte caminha o Direito brasileiro? Pergunto não como crítico desse ou daquele julgador, advogado, legislador, mas como preocupado com as consequências lá à frente, após o limite do horizonte que podemos enxergar hoje."

29/8/2019
Marilda Boer

"Vamos parar com o excesso de formalismo em nome do Direito de Defesa (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Alegações após o delator)! Me poupem: todos sabemos que os juízes da Lava Jato estão lidando com o maior esquema de bandidagem e canalhice do mundo! As provas são cabais! Vamos parar de criminalizar o lado errado: não havia provas contra estes bandidos? E o dinheiro roubado e as vidas ceifadas? Vergonha!"

Maus-tratos

27/8/2019
Bruno Santos Morcelli

"Excelente decisão (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – Animais - Maus-tratos - Dano coletivo). Vai de encontro com a importância do assunto perante a sociedade atual, que trata o animal não como um objeto mas como sujeito de direitos."

28/8/2019
Jane S. Souza

"O magistrado fez a coisa certa (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – Animais - Maus-tratos - Dano coletivo). Eu apoio a atitude dele."

Migalhas Edilícias

26/8/2019
Sérgio Eduardo Martinez

"Obrigado pela publicação ao Migalhas e aos coordenadores da coluna Migalhas Edilícias Andre Abelha e Alexandre Junqueira Gomide (Migalhas Edilícias – 23/8/19)."

Música no fórum

29/8/2019
Sebastião Pereira Gomes

"Parabéns ao grande juiz (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Quem canta seus males espanta). Excelente ideia de aproximação das duas respeitadas duplas sertanejas. Que eles voltem a continuar unidos."

30/8/2019
Valter Rodrigues Froes Conta

"Esse Juiz é porreta (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Quem canta seus males espanta). Isso é mais que uma simples conciliação, é levar a paz aos litigantes."

OAB

28/8/2019
Durval Tavares

"Só pela forma desrespeitosa e ofensiva contra uma advogada já demonstrou não reunir condições de presidir a OAB (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB)."

28/8/2019
Silvia Nunes de Oliveira

"Os bacharéis rogam pelo momento de poder exercer sua profissão de advogado sem a exploração da OAB e clamam pelo fim do exame de Ordem (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB)."

28/8/2019
Rômulo de Andrade Peixoto

"Cargo que lhe foi confiado por quem (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB)? Deve-se sim, dar voz aos advogados para que estes se manifestem sobre suas escolhas, o que nunca nos foi dado!"

28/8/2019
Berivaldo Ribeiro Santos

"'Cargo confiado' (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB)? Quem confiou?"

29/8/2019
Paulo Roberto Bastos

"É totalmente reprovável e merece responder seus atos políticos com a ofensa não só a autoridades do país, mas também a uma colega com críticas manifestamente discriminatória contra advogada em total desrespeito ao Estatuto dos Advogados incorrendo em falta grave, que na qualidade de presidente deve sofrer punição severa para servir de exemplo à classe (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB). A função que ocupa não lhe concede ou lhe permite firmar contratos sem a devida publicidade e concorrência através de licitação, vez que se trata de empresas públicas. Portanto, sou totalmente favorável a cassação do mandato, pois seus atos são atos escusos ao bom exercício do mandato para o qual foi eleito."

30/8/2019
Durval Tavares

"Se realmente mantiver conduta compatível com o cargo, estará mostrando forte autocrítica e força para continuar na direção da OAB (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB)."

30/8/2019
Lincoln Nunes

"Apesar da redução do tom do sr. advogado, como notado pelo Exmo juiz, o feito não cessa nem os registros retroagem, pelo contrário, o feito está profundamente marcado pelo peso de suas palavras, contra a figura de maior representatividade que é o presidente do país (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB). Isso não deve ser esquecido e sim reparado com as medidas cabíveis, e a primeira a ser tomada é o fastamento do sr. advogado da posição que hoje ocupa, pois suas palavras representam o pensamento de uma classe, ao menos deveria e, pela ação interposta, seguramente esta classe não comunga com sua fala e comportamento."

30/8/2019
Zenilda Cordeiro Mishima

"Só agora, a vistas de sofrer uma sanção, adota tom ameno (Migalhas 4.675 – 28/8/19 – OAB)? Tudo o que ele causou nos opositores do governo não será apagado. Eles acreditaram nesse dr. Ele tem é que se retratar. Sofrer suspensão."

Pena de censura

27/8/2019
Jaci Inglês de Morais

"A verdade é que só o intocável Gilmar Mendes pode ofender a PGR (Migalhas quentes – 27/8/19)."

28/8/2019
Milton Rosa

"Pura censura (Migalhas quentes – 27/8/19). Um manda prender e o outro manda soltar. Alguma coisa está errada."

28/8/2019
Alexandre Barros

"Quer dizer então que 'liberdade de expressão' é só para elogiar (Migalhas quentes – 27/8/19)? Sei..."

Perturbação de tranquilidade

27/8/2019
Pedro Martins Filho

"As pessoas estão chatas demais e intolerantes em demasia (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – Cocoricocó)! Nunca vi falar numa atitude dessa. A natureza deixada pelo criador é sábia. Será que agora os coitados dos galos não podem nem cantar mais; será possível que vamos ter que colocar cadeado no bico das aves? Onde vamos parar com tamanha intolerância?"

27/8/2019
Ruth Freire do Vale

"Absurdo (Migalhas 4.674 – 27/8/19 – Cocoricocó)."

Riocentro

29/8/2019
Flávio Antas Corrêa

"Com todas as 'vênias' possíveis, é importante lembrar que a Lei da Anistia, apontada pelo magistrado, foi declarada constitucional pelo STF e, acima de tudo foi ampla, geral e irrestrita (Migalhas 4.676 – 29/8/19 – Riocentro). Assim, tudo que aconteceu antes de 1979 está resolvido, inclusive os crimes praticados pelos guerrilheiros, alguns deles presos hoje por prática de corrupção. Quanto a ser terrorismo ou não, importa ressaltar que os fatos acontecidos não podem ser entendidos como tal, visto que à época, sequer esse tipo legal existia e, como é cediço, a lei não retroage para prejudicar o réu. Essa história está fulminada pela prescrição. Crime contra a humanidade? Um atentado que não se consumou e as vítimas foram os dois militares. É incompreensível."

Envie sua Migalha