Ana Cláudia Torres Vianna

Migalheira desde junho/2016.
Migalhas de Peso
1/6/2016

Mediação na Justiça do Trabalho: Buscando identidade Experiências dos Centros Integrados de Conciliação da 15ª Região

Por que o instituto da mediação tem gerado discussões tão acaloradas e apaixonadas entre os Juízes do Trabalho?
Migalhas de Peso
31/7/2020

Controle de jornada no home office

... precedente do TST. (TRT-15 – RO: 00104458420155150042, relator: Ana Claudia Torres Vianna, 6ª Câmara, Data de Publicação: 21/5/19) Portanto, diante do quanto exposto, há que se concluir que, havendo a possibilidade de fiscalização e controle da jornada de trabalho do empregado em regime de home office, não há que se falar na exceção prevista no artigo 62 da CLT, fazendo ele jus à proteção da duração da jornada. Por outro lado, em não havendo tal possibilidade, deverá ser aplicada à hipótese as disposições contidas no inciso III do artigo 62 da CLT. _________ 1 SILVA, Luiz de Pinho Pedreira. O Teletrabalho,...
Migalhas de Peso
26/9/2016

Home office para advogados pode ser uma experiência incrível

...jurídicos. Só para citar um exemplo, em Campinas, São Paulo, a juíza Ana Claudia Torres Vianna, do TRT da 15ª região, recebeu uma menção honrosa no prêmio Conciliar é Legal, do CNJ, por utilizar o WhatsApp para realizar audiências. Além disso, basta reiterar (pois este é um argumento em consenso a respeito do home office) que a prática ainda pode gerar economias em tempo, com as horas no trânsito, e em dinheiro, por questões estruturais. O que o advogado precisa, neste contexto é: disciplina e informatização. 1. A disciplina para conseguir manter o foco e a produtividade nas...
Informativo Migalhas
1/6/2016

MIGALHAS nº 3.873

...Juízes do Trabalho ?" É o que questiona a juíza do Trabalho Ana Cláudia Torres Vianna, responsável pelo Centro Integrado de Conciliação de Primeiro Grau de Campinas, ao tratar da mediação na Justiça do Trabalho e apresentar experiências dos Centros Integrados de Conciliação da 15ª região. (Clique aqui) Sociedades privadas - Participação do Estado - Contratação direta A aquisição de participação acionária minoritária pelo Estado em empresa privada não confere à sociedade vantagem perante o poder público. Portanto, não pode haver contratação direta desta empresa pelo Estado. O...
Informativo Migalhas
2/10/2008

MIGALHAS nº 1.996

MIGALHAS nº 1.996