Bruna Barbieri Waquim

Migalheira desde setembro/2020.
Doutora e Mestre em Direito. Assessora Jurídica no TJMA. Diretora Cultural do IBDFAM/MA. Professora universitária. Autora dos livros "Relações Simultâneas Conjugais: o lugar da Outra no Direito de Família" (2010) e "Alienação Familiar Induzida: aprofundando o estudo da Alienação Parental" (2a edição, 2018).
/depeso
14/10/2020

Os nomes importam: reflexões sobre porque a Lei de Alienação Parental deve ser mantida (e aperfeiçoada)

Estas reflexões fazem parte da minha tese de doutorado, defendida em agosto de 2020 junto ao Centro Universitário de Brasília, em vias de publicação.
/depeso
14/9/2020

Uma solução simples para um problema complexo

Quando existe uma ação com apuração de Alienação Parental no juízo cível e uma ação de investigação de abuso sexual contra criança ou adolescente no juízo criminal.