quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

COLUNAS

Publicidade

Cenário - 5.11.18

FSB Inteligência

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Bolsonaro em Brasília

O ritmo da transição ganhará novo impulso esta semana com a presença do presidente eleito Jair Bolsonaro em Brasília.

A viagem prevista para amanhã cumpre mais uma etapa do rito pós-eleitoral e formaliza uma das tradições republicanas de maior deferência aos Poderes.

As agendas na capital vão reforçar mensagens de união e urgência - as mesmas indicadas nos últimos dias com foco na economia e na pacificação do país.

Bolsonaro terá encontros na Câmara, no Senado, no STF e no Planalto. O tour vai até quarta-feira, quando o presidente eleito terá reunião com o presidente Michel Temer.

A passagem por Brasília acontecerá sem prejuízo para a montagem da estrutura do futuro governo, que seguirá em formação.

O mesmo se aplica ao time que ficará no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), que está praticamente pronto para começar a trabalhar.

Diário oficial 

Entra e sai

O Diário Oficial da União passa a ser leitura obrigatória para quem quer entender o novo governo.

E não só por causa da nomeação de Onyx Lorenzoni (DEM-RS) para o cargo de ministro extraordinário do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro - oficializada hoje.

A seção dois está carregada de nomeações e exonerações.

Municípios

Repartindo o dinheiro

Com a oscilação do tamanho de suas populações, 135 cidades podem ter o Fundo de Participação reduzido. Outras 105 pode ter os recursos ampliados.

A Bahia é o Estado que tende a perder mais: 56 municípios tiveram redução do número populacional, segundo o IBGE.

Já São Paulo e Rio Grande do Sul registraram crescimento.

Com as alterações, o governo Federal precisa atualizar o cálculo de repasse, que utiliza o critério per capita.

Congresso

Termômetro

O Congresso terá amanhã a primeira grande missão depois das eleições.

É que os parlamentares vão analisar vetos do presidente Michel Temer que envolvem geração de despesas para o futuro governo, como a autorização de retorno do Simples para pequenos empresários inadimplentes, remuneração de agentes comunitários de saúde, programa socioeducativo para menores em conflito com a lei e a isenção total do PIS/Confins sobre o óleo diesel.

Educação

Redes sociais

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados promoverá amanhã audiência pública para debater o impacto das redes sociais no tradicional currículo escolar.

AGENDA

Missão - A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) está no Brasil. Até o dia 12, os representantes estrangeiros terão reuniões em Brasília e farão visitas de campo a Minas Gerais, Maranhão, Roraima, Pará, Mato Grosso do Sul, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro.

Justiça Eleitoral - Eleitores podem, a partir de hoje, solicitar transferência de domicílio eleitoral e revisão de dados cadastrais.

Sociedade - O Movimento Negro Unificado será homenageado hoje em sessão solene da Câmara.

SABER

Música - A Orquestra de Câmara de Viena é a atração especial convidada para o encerramento da temporada 2018 da Cultura Artística, amanhã, em São Paulo.

SUSTENTÁVEL

Avanço - Cientistas (em inglês) descobriram uma variedade de bactérias capaz de ajudar as plantas a reter a água de maneira natural. O objetivo é usar este micróbio em maior escala para combater as secas e aumentar o rendimento das culturas.

TECH

Futuro - Pesquisador (em inglês) aprofunda o debate sobre as teorias em torno da influência dos bots - programas capazes de automatizar respostas nas mídias sociais - na opinião das pessoas.

BEM-ESTAR

Leite - Nova técnica expõe adulteração 'invisível' do leite. Grupo da Unicamp simula a fraude com os quatro adulterantes mais usados e analisa as reações provocadas por eles.

JORNAIS

Novo Congresso - Levantamento mostra que um terço do Congresso eleito é acusado de crimes como corrupção, lavagem, assédio sexual e estelionato ou é réu em ações por improbidade administrativa. (manchete de O Estado de S. Paulo)

Bancadas - O número de médicos e professores caiu na Câmara após as eleições de 2018, enquanto o de militares e religiosos subiu. (Folha de S.Paulo)

STF - Enquanto o presidente eleito defende lotar as prisões, o STF possui jurisprudência que obriga o Estado a indenizar presos em estabelecimentos superlotados. (manchete em O Globo)

Bolsonaro - Jair Bolsonaro esteve em um culto evangélico ontem e, em breve discurso, afirmou que pretende seguir os passos de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro, e ser um 'pacificador'. (Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo)

Indústria - Dez entidades do setor industrial levaram ao deputado Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil, proposta para criação do Ministério da Produção, Trabalho e Comércio. (manchete do Valor Econômico)

Conjuntura - Em entrevista, os presidentes do conselho de administração do Itaú Unibanco, Roberto Setubal e Pedro Moreira Salles, afirmam que o crescimento do país está condicionado à pacificação, mas avaliam que o cenário fica "mais claro" após eleição. (manchete da Folha de S.Paulo)

Mercado - As operações de abertura de capital em Bolsa de empresas brasileiras devem ser destravadas à medida que se consolidam as previsões de crescimento e as reformas avancem. (Folha de S. Paulo e O Globo)

Enem - O primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve como tema da redação a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet. (todos os veículos)

Atualizado em: 5/11/2018 08:57