domingo, 28 de fevereiro de 2021

COLUNAS

Publicidade

Cenário - 20.2.19

FSB Inteligência

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Dia da Previdência

 

Não era exatamente sob essa atmosfera que o governo planejava embalar a reforma da Previdência, mas o fato de o texto ser enviado hoje ao Congresso não pode ser considerado um gesto qualquer.

Independentemente de como as coisas estão - e do que vai acontecer adiante -, o Planalto fez o que deveria ser feito: consolidou a proposta, assimilou as primeiras reações e conseguiu bater a meta de envolver Câmara e Senado antes do Carnaval.

Para além dos ritos de praxe, o dia será reservado a testes de estresse importantes.

Muitos deles podem indicar, inclusive, se o fluxo e as expectativas vão convergir. A que custo e em quanto tempo.

A estratégia de comunicar e detalhar a proposta recebeu ajustes de última hora tidos como decisivos. Se isso é verdade, só ficará claro nos discursos e nos gestos de logo mais.

O arcabouço preparado para esmiuçar as mudanças na Previdência é bem amplo.

Agora pela manhã, Jair Bolsonaro entregará em mãos a reforma aos parlamentares. À noite, fará um pronunciamento no rádio e na TV reforçando a importância do momento para o país.

Já Paulo Guedes e equipe farão pequenos mutirões. Vão tirar dúvidas e defender os eixos centrais do texto, além de sentar com os governadores e pactuar apoios.

 

Estados

As contrapartidas

É sabido que, no contexto da reforma da Previdência, União e governos estaduais tentam chegar a um consenso em torno de medidas capazes de minimizar a crise.

Dinheiro, prazos, acesso a ferramentas e novos critérios de controle e prestação de contas estão sobre a mesa.

Os planos e a atualização do que vem sendo chamado de novo pacto federativo serão conhecidos em março.

 

Congresso 1

Topo da pirâmide

Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, se prepararam para o dia de hoje.

Frases de efeito lapidadas com base em desdobramentos da troca de comando na Secretaria-Geral vão dar o tom.

Ambos querem transmitir mensagens de que é urgente reformar a Previdência, mas também deixar claro que sem a boa negociação os ruídos serão inevitáveis.

 

Congresso 2

Quem é quem

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) preparou há algum tempo um documento bastante executivo sobre o novo Congresso.

É um radar interessante para quem gosta de mapear as reações políticas em períodos como os vivenciados agora.

 

Sindicatos

Nas ruas

Em São Paulo, a CUT e quase todas as grandes centrais sindicais vão protestar no momento em que Bolsonaro entregará a proposta de reforma da Previdência ao Congresso.

Atos em outros Estados também estão agendados.

 

AGENDA

STF - Está na pauta de hoje do STF a retomada do julgamento sobre criminalização da homofobia.

EDUCAÇÃO

Todos os números - As estatísticas de educação utilizadas pelo Banco Mundial. Séries históricas e bancos de dados sobre acesso, conclusão, aprendizado, despesas, políticas e equidade.

SABER

Arquitetura - Uma exposição dedicada ao arquiteto francês Le Corbusier no Museu Nacional de Arte Ocidental, em Tóquio.

SUSTENTÁVEL

Prêmio - Tudo sobre o Eco2018 de Sustentabilidade, promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham), que será entregue esta semana.

TECH

Inovação - O Oiweek SciBiz, que vai acontecer no campus da USP este mês, quer debater novidades e novos negócios.

BEM-ESTAR

Ouvir - A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a União Internacional de Telecomunicações (UIT) alertam: cerca de 50% das pessoas entre 12 e 35 anos (1,1 bilhão) corre o risco de sofrer perda auditiva devido à exposição prolongada e excessiva a sons altos (leia o novo padrão internacional para a fabricação e o uso desses dispositivos).

Atualizado em: 20/2/2019 08:46