sábado, 16 de janeiro de 2021

COLUNAS

Publicidade

Cenário - 25.4.19

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Números do debate

O governo abre hoje os números que embasaram as medidas apresentadas na reforma da Previdência e eles podem trazer vantagens e desvantagens para o debate no Congresso e entre a opinião pública.

Quando o governo abrir os dados, será conhecido o impacto das mudanças propostas pelo grupo de 13 partidos que assinaram de apoio à reforma em março.

Essas legendas querem retirar da proposta as mudanças na aposentadoria rural e nos pagamentos dos Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Se os números mostraram que isso prejudica a potência fiscal da Nova Previdência, a equipe econômica pode ganhar argumentos para reforçar a necessidade de manter a íntegra da emenda constitucional.

Os números também podem ser fundamentais para atrair o empenho maior dos governadores à reforma.

Buscando esse apoio, a equipe econômica divulgou detalhes das estimativas de economia com gastos previdenciários nos estados nos próximos dez anos, caso a reforma seja aprovada.

Nesse cenário, segundo o governo, a economia pode chegar a R$ 350 bilhões para estados e o Distrito Federal na próxima década.

Do total, R$ 299 bilhões correspondem ao que as unidades da federação deixariam de gastar com pagamentos de aposentadorias, pensões e demais benefícios dos servidores estaduais e R$ 51,64 bilhões com policiais militares e bombeiros.

Comissão especial

Os nomes importam

Após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, criar a comissão especial da reforma da Previdência, é hora de prestar atenção nos nomes dos 49 integrantes e do presidente e do relator da proposta.

A oposição deve indicar seus quadros mais experientes, porque esse é o principal debate para esses partidos. Mas há dúvida sobre a escalação dos partidos de centro. Se eles escolherem seus líderes e os parlamentares mais experientes, o debate tende a ser menos estridente.

Além da composição, importa também o sinal que o Congresso emitirá com a escolha do relator e do presidente da comissão.

O primeiro terá a tarefa de negociar com o Executivo e será o alvo constante de pressão. O segundo determina o ritmo e o cronograma dos trabalhos. A relatoria nas mãos do partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, pode isolar o governo nos debates.

Gesto

O ambiente político

Numa tentativa de criar um ambiente político mais favorável nesta segunda fase de tramitação da reforma, o presidente Jair Bolsonaro foi ao rádio e à TV para agradecer os esforços dos parlamentares e do presidente Rodrigo Maia.

Esse gesto e as reuniões do conselho político que Bolsonaro se comprometeu a criar podem gerar uma articulação política mais sólida para a reforma.

Economia

Más notícias

Enquanto se concentra na aprovação da reforma da Previdência, o governo colecionou duas notícias ruins.

O emprego com carteira assinada caiu pela primeira vez no ano, com o fechamento de 43,1 mil vagas. E a arrecadação de impostos federais recuou em março em comparação com o mesmo mês do ano passado.

1º de maio

Novas medidas

De olho nas comemorações do Dia do Trabalho, na próxima semana, a equipe econômica prepara a divulgação de uma espécie de "pacote do bem" para dar mais dinamismo à economia.

Seriam medidas para modernizar o Serviço Nacional do Emprego (responsável pela qualificação dos trabalhadores), mecanismos de incentivo à inovação das empresas brasileiras, regras de desburocratização do ambiente de negócios, dentre outros itens.

A agenda serviria para confrontar os protestos contra a reforma da Previdência e a perda de empregos, que devem marcar o 1º de Maio.

Ibope

Popularidade estável

A popularidade do presidente Jair Bolsonaro está estável, segundo pesquisa Ibope, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria, mas traz um sinal de alerta:

49% dos entrevistados considera que o governo está agindo mal para combater o desemprego.

Para 35% dos brasileiros, o primeiro trimestre do governo Jair Bolsonaro é visto como ótimo ou bom.

Na contramão, 27% da população reprova a atual administração, considerando-a ruim ou péssima - para 31%, a avaliação é regular.

MCMV

Recursos até junho

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, disse aos deputados que o Minha Casa, Minha Vida só tem recursos suficientes até junho.

Depois disso, para ser executado, o programa dependerá de aporte suplementar. A informação terá impacto no setor da construção, que já enfrenta problemas com os pagamentos de obras do programa.

Bancos

Previsão de lucro

Nos próximos dias, os bancos vão divulgar seus balanços trimestrais e, apesar do crescimento ainda fraco e do mercado de trabalho estagnado, a previsão é de grandes lucros.

Juntos, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco e Santander devem ter lucro líquido recorrente de R$ 20,1 bilhões no período de janeiro a março, segundo a média das projeções de analistas no mercado.

Se confirmada a previsão, o lucro seria 16% superior ao obtido no mesmo período do ano passado.

AGENDA

Ombudsman - O governo lança hoje, às 15h, o portal do Ombudsman de Investimentos Diretos, que busca melhorar o ambiente de negócios no Brasil e atrair novos investimentos, em São Paulo.

Externo - O Banco Central divulga hoje, às 10h30, o relatório do setor externo.

CMN - O Conselho Monetário Nacional se reúne nesta quinta-feira.

Índice - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) libera hoje o IPCA-15.

Comissão - A Câmara dos Deputados instala hoje a comissão especial que vai debater o mérito da reforma da Previdência.

EDUCAÇÃO

McGraw - Estão abertas inscrições para bolsa de jornalismo econômico em Nova Iorque.

SABER

Patrimônio - Explore virtualmente ícones do patrimônio cultural e histórico no mundo.

SUSTENTÁVEL

Reciclados - Conheça a House of Marley, uma loja que vende fones de ouvido, toca-discos e caixas de som com produtos recicláveis e naturais.

TECH

Novidade - Instagram divulga nova função que permite fazer enquete nos stories.

BEM-ESTAR

Saúde - A OMS recomenda no máximo uma hora de telas para crianças até cinco anos.

 

Atualizado em: 25/4/2019 09:00