terça-feira, 1 de dezembro de 2020

COLUNAS

Publicidade

Cenário - 30.8.19

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Orçamento + PPA

O governo deve enviar hoje ao Congresso um 'combo' poderoso que, entre outras coisas, vai sinalizar as ambições e os limites da administração pública.

A proposta de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020 e o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023 chegam ao Legislativo depois de correções de rumo e algum atraso no cronograma.

Sob forte influência da lei que impôs teto aos gastos (relembre a Emenda 95), as peças combinam expectativas econômicas à clássica busca por equilíbrio entre o mundo ideal e o que é possível fazer.

A partir do ano que vem, Legislativo, Judiciário, Ministério Público e a Defensoria Pública não vão ter mais como suporte eventuais compensações do Poder Executivo.

O Painel do Teto de Gastos - disponível no site do Tesouro Nacional - mostra o quanto essa restrição já se manifesta nos números (ou na tendência deles). O modelo, bastante didático, retrata a evolução das despesas gerais (acesse aqui).

Esplanada

Clima

As horas que antecedem o envio do Orçamento ao Congresso são as mais tensas em qualquer governo.

Os ministérios pressionam por verbas e as disputas se acirram.

Conjuntura

Olhando à frente

O déficit primário somou R$ 35,2 bilhões nos sete primeiros meses do ano - resultado que aponta certo alívio para a meta de R$ 139 bilhões do ano.

Parte do bom desempenho vem da dificuldade do governo para aplicar recursos obrigatórios.

Conforme as explicações mais elaboradas, isso ocorre devido ao excesso de vinculações de despesas e à evolução mais lenta de projetos - a troca da gestão federal provocou uma grande revisão dos gastos e isso influenciou a execução orçamentária.

O governo chama esse fenômeno de "empoçamento".

No primeiro semestre, foram R$ 12,1 bilhões "empoçados", que ao final do ano poderão ser usados para abater o rombo fiscal (veja mais).

Mercado de trabalho

Desemprego cai

A taxa de desemprego no Brasil recuou para 11,8% no trimestre encerrado em julho. São 12,6 milhões de pessoas, de acordo com informações divulgadas na manhã desta sexta-feira (30) pelo IBGE.

É a quarta queda seguida na comparação com o mês anterior (leia os detalhes).

Inadimplência

Como estão as empresas

O número de empresas com contas em atraso continua crescendo no país, embora de forma mais moderada em relação aos anos anteriores.

Em julho, houve aumento de 3,5% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os dados são do CNDL (consulte).

Segurança

Novo programa

O governo Federal lançou seu plano de segurança pública. De início, apenas cinco cidades vão receber as ações.

O orçamento previsto para o "Em frente, Brasil" é de R$ 20 milhões. As ações envolvem todas as forças de segurança, além de iniciativas de repressão e sociais.

AGENDA

Contas públicas - O Banco Central divulga hoje as estatísticas fiscais do setor público consolidado de julho.

EDUCAÇÃO

Oportunidade - USP abre vagas para medalhistas de competições de ciências (leia).

SABER

Espaço - Pesquisa recalcula a idade da Lua.

SUSTENTÁVEL

Território - Saiba mais sobre como é dividido o uso da terra no Brasil.

TECH

Vida moderna - MacBook Pro está sofrendo restrições de embarques em aviões no Brasil (saiba mais).

BEM-ESTAR

Saúde - Como se sentem as pessoas que têm intolerância a sons do cotidiano (leia).

Atualizado em: 30/8/2019 09:58