segunda-feira, 30 de novembro de 2020

COLUNAS

Publicidade

Cenário 13.1.20

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

A nova base no gelo

Completamente reconstruída, a estação Comandante Ferraz na Antártica será reinaugurada oficialmente amanhã.

É um dos eventos mais aguardados e mais celebrados pela comunidade científica neste ano.

São 17 laboratórios distribuídos em uma área edificada de cerca de 4.500 m2. A estrutura tem capacidade para acomodar até 64 pessoas (clique aqui para acessar a galeria de fotos).

O projeto (veja os detalhes) segue padrões internacionais de eficiência energética, sustentabilidade, segurança e conforto. Os materiais, os processos utilizados e os testes de qualidade, tudo respeitou protocolos bastante rígidos.

A reforma e a ampliação vão permitir, entre outras coisas, a retomada de pesquisas em biologia, oceanografia, glaciologia, meteorologia e antropologia (assista ao vídeo).

O vice-presidente Hamilton Mourão participará da cerimônia, que terá transmissão ao vivo pela internet.

Construção

Detalhes da obra

Criada em 1984, a estação pegou fogo em fevereiro de 2012 - o incêndio comprometeu 70% das instalações.

Por causa do clima, o trabalho de reconstrução ocorreu durante os verões antárticos - entre outubro e abril.

A estatal chinesa CEIEC venceu a licitação com uma proposta de US$ 99,6 milhões - a companhia tem projetos em 160 países - e alguns equipamentos foram pré-montados na China e transportados para o local.

Conexão

'Bairro' carioca

A Estação Comandante Ferraz conta com um novíssimo sistema de telecomunicações.

Detalhe: pesquisadores e militares realizam conexões como se estivessem fazendo uma chamada local no Rio de Janeiro.

É que a antena instalada pela Oi na Antártica para levar a tecnologia 4G à estação brasileira transmite via satélite o sinal diretamente para a central telefônica da operadora em Barra de Guaratiba, na Zona Oeste do Rio.

Acordo China-EUA

Quase lá

Está tudo pronto para a assinatura, na quarta-feira (15), do acordo chamado de "primeira fase" entre Estados Unidos e China.

O documento põe fim à escalada de tensões entre os dois países e normaliza as relações comerciais e tarifárias.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, tem atuado como uma espécie de porta-voz dos últimos detalhes. Segundo ele, o acordo prevê que a China compre US$ 200 bilhões em produtos americanos por ano, sendo algo entre US$ 40 bilhões e US$ 50 bilhões só agrícolas.

A Casa Branca já disparou cerca de 200 convites para políticos e empresários e fará um grande evento.

Irã

Mais ruídos

O presidente Hassan Rouhani assinou a lei que inclui o Pentágono na lista de organizações terroristas.

A informação está em destaque hoje na lista de assuntos principais da Agência de Notícias da República Islâmica.

AGENDA

Bolsonaro - O presidente Jair Bolsonaro está no Guarujá (SP) sem compromissos oficiais

Guedes - O ministro da Economia, Paulo Guedes, retorna hoje de férias e tem reuniões internas com secretários da pasta

Banco Central - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, passa o dia em encontros fechados com outros presidentes de bancos centrais na reunião bimestral do Banco de Compensações Internacionais (BIS), em Basileia, na Suíça.

BNDES - O presidente do banco, Gustavo Montezano, reúne-se em Brasília com executivos do Credit Suisse e do Bank of America Merrill Lynch

Roda viva - Costanza Pascolato, empresária e consultora de moda, será entrevistada hoje, às 22h, no programa da TV Cultura

Oscar - A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anuncia hoje pela manhã os indicados ao Oscar 2020 (acompanhe por aqui)

EDUCAÇÃO

Dinheiro e consumo - Escola do Procon-SP abre inscrições para palestras de orientação financeira e direitos básicos do consumidor (saiba mais)

SABER

Diário - Como o filósofo Roger Scruton descreveu seu último ano de vida (veja)

SUSTENTÁVEL

Verde integrado - Os projetos de florestas urbanas e verticais do arquiteto Stefano Boeri

TECH

Sentidos - De fórmulas químicas a mapas interativos, como preservar cheiros e odores para a posteridade (saiba mais)

BEM-ESTAR

Anvisa - Um balanço de todas as ações regulatórias da Anvisa no quadriênio que termina em 2020 (saiba mais)

Atualizado em: 13/1/2020 09:51