quarta-feira, 25 de novembro de 2020

COLUNAS

Publicidade

Anti

quarta-feira, 19 de abril de 2006

O leitor Josué Mastrodi envia-nos a seguinte mensagem:

"Prezados Migalheiros : lendo o tratado sobre a mentira publicado semana passada (Migalhas 1.261 - 27/9/05 - "Migalhas quentes -Tratado da mentira" - clique aqui), notei que ora foi grafado o termo 'antissocial', ora 'anti-social'. Dúvida para a seção Gramatigalhas: ambas grafias são corretas ? Saudações migalheira".

Envie sua dúvida


1) É prefixo grego, que tem o sentido de ação contrária, como, por exemplo, em antiaéreo.

2) Quanto a seu uso na formação das palavras, exige hífen antes de h, r, s: anti-higiênico, anti-rábico, anti-semita.

3) Se, todavia, as palavras são começadas por outras consoantes ou por vogais, a ligação é direta, sem hífen: antiabortivo, anticívico.

4) Não confundir com o prefixo latino ante, que indica anterioridade.

5) Assim, vejam-se as seguintes diferenças: anti-histórico significa contrário aos fatos históricos ou a seus princípios; ante-histórico quer dizer simplesmente pré-histórico.

6) Aqui vale encartar a pérola de um aluno de Direito que, em prova escrita, registrou pacto antinupcial para significar aquele contrato que os nubentes celebram antes do casamento, regularmente previsto pelo Código Civil, com o escopo de fixar regime de bens diverso do normalmente estabelecido pela lei, além de avençar outras cláusulas de convivência matrimonial; com a expressão do referido aluno, todavia, o máximo que tais noivos poderiam querer seria solenizar um pacto de jamais se casarem, por avessos à celebração de um casamento.

7) Sintetizando a questão para os prefixos ante e anti, assim leciona Arnaldo Niskier: "O prefixo ante significa anterior; já anti significa contrário. Os dois só se ligam por hífen a palavras começadas por h, r ou s; nos demais casos, os elementos se juntam sem o hífen".1

8) Voltando à específica questão da consulta, o correto é anti-social, e não antissocial.

_____________

1 Cf. NISKIER, Arnaldo. Questões Práticas da Língua Portuguesa: 700 Respostas. Rio de Janeiro: Consultor, Assessoria de Planejamento Ltda., 1992. p. 11.

Atualizado em: 13/4/2006 10:49

COORDENAÇÃO

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.

Publicidade