sexta-feira, 27 de novembro de 2020

COLUNAS

Publicidade

Ídolo tem feminino?

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

O leitor Abílio Neto envia a seguinte dúvida ao Gramatigalhas:

"Prezados do Migalhas, se for possível, gostaria que o Dr. José Maria me tirasse esta dúvida: a palavra ídolo tem feminino? Grato!"

Envie sua dúvida


1) Um leitor indaga se a palavra ídolo tem feminino.

2) Para não haver dúvidas ou problemas, observa-se, num primeiro aspecto, que há, em português, substantivos que têm uma forma definida e específica para o masculino e outra para o feminino: o operário, a operária.

3) Num segundo aspecto, há os chamados comuns de dois, ou comuns de dois gêneros, que têm uma só forma para o masculino e para o feminino, e a distinção se faz pelo artigo que o precede ou por outro determinativo acompanhante: virtuoso artista, a artista.

4) Num terceiro aspecto, há o epiceno, que é o substantivo de um só gênero, e a distinção se faz pelo acréscimo dos adjetivos macho e fêmeo: cobra macha, jacaré fêmeo.

5) Por fim, lembre-se o sobrecomum, que é o substantivo de um só gênero, relativo a seres de ambos os sexos, sem variação de forma e sem distinção por artigo ou por acréscimo de determinativo acompanhante: o bebê, a criança, o indivíduo, a pessoa, a testemunha, a vítima.

6) Respondendo diretamente à indagação do leitor: ídolo é um sobrecomum, de modo que, sem variação de forma e sem distinção por artigo ou por acréscimo de determinativo acompanhante, diz respeito tanto a pessoas do sexo masculino como a pessoas do sexo feminino. Exs.: a) "Mílton Nascimento é o ídolo de muita gente" (correto); b) "Elis Regina é o ídolo de muita gente" (correto).

Atualizado em: 3/8/2016 08:24

COORDENAÇÃO

José Maria da Costa é graduado em Direito, Letras e Pedagogia. Primeiro colocado no concurso de ingresso da Magistratura paulista. Advogado. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP. Ex-Professor de Língua Latina, de Português do Curso Anglo-Latino de São Paulo, de Linguagem Forense na Escola Paulista de Magistratura, de Direito Civil na Universidade de Ribeirão Preto e na ESA da OAB/SP. Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras Jurídicas. Sócio-fundador do escritório Abrahão Issa Neto e José Maria da Costa Sociedade de Advogados.

Publicidade