sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

COLUNAS

Publicidade

"Atualidade de San Tiago Dantas" - Editora Lettera.doc

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Atualidade de San Tiago Dantas





Editora
: Lettera.doc
Coordenadores: Adacir Reis, Arnaldo Niskier e Marcílio Marques Moreira.
Págs: 128 p.



O livro é resultado de um seminário ocorrido em agosto de 2004 na Associação Comercial do Rio de Janeiro, sob o tema "A atualidade de San Tiago Dantas". Como expositores, grandes nomes da política, da diplomacia e do universo acadêmico brasileiro.

Desde a bela capa, desfilam, diante de nossos olhos, diferentes faces de um mesmo homem, que à medida que a leitura caminha, compõem Francisco Clementino de San Tiago Dantas, a extraordinária figura de que nos fala o título.

Ao leitor é dado conhecer o San Tiago professor, tão imbuído do espírito de esclarecer, aclarar, ajudar a entender: "Em orações que se não interrompiam, no seu encadeamento gramatical tornava claras suas elucubrações sobre a matéria. Aspectos mais difíceis da disciplina, conceitos imprecisos, distinções obscuras, o seu espírito privilegiado tornava-os acessíveis, tinha ele a qualidade singular de expor as noções mais difíceis de modo que parecessem fáceis"; o Ministro das Relações Exteriores, tão lúcido, cônscio - de maneira premonitória, até - do acerto da Política Exterior Independente, da necessidade de sua desvinculação com a política interna, a voz que defendeu a permanência de Cuba na OEA em 1962.

Dos textos emerge o político, idealizador do parlamentarismo que permitiu que João Goulart tomasse posse após a renúncia de Jânio; um político fiel à razão, para quem todas as relações sociais e o próprio governo deveriam estar submetidos "ao império da norma jurídica"; definem-se também os contornos do San Tiago advogado, profissional muito bem-sucedido, fomentador do direito de empresas, visionário do papel que essas poderiam desempenhar no desenvolvimento do país, parecerista de peso, jurista inequívoco. E, por fim, desenha-se um San Tiago das belas letras, crente nas humanidades como possibilidade de compreensão da aventura humana, para quem a literatura consistia "em uma poderosa fonte de conhecimento, de figuração e transfiguração da existência".

Em um belo ensaio sobre o Quixote, de Cervantes (D. Quixote, um apólogo da alma ocidental), destacado por vários dos expositores, San Tiago afirma que a ineficiência imediata do cavaleiro errante é símbolo da "repercussão pelo exemplo", "que recolhe, no tesouro comum, o valor aparentemente perdido das boas ações" para "operar pelo exemplo e pela germinação".

Crédulos nessa mesma semente colocam-se os autores e editores do livro, que transformam em palavras perenes o grande exemplo que San Tiago legou.

___________

Resultado :

  • Sergio João Ferreira Lievore, advogado em Colatina/ES

______________

Atualizado em: 5/11/2007 08:16