quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

COLUNAS

Publicidade

Marketing jurídico nas faculdades

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

 

O amigo Fernando Prudente pergunta:

"Uma questão não me sai da cabeça e foi por isso que resolvi escrever pra coluna. Por que o advogado não tem a matéria de marketing jurídico na faculdade já que isso ajudará na carreira dele?".

Fernando, obrigado pela pergunta. Pois é, você cutucou a ferida. Vejo que, não apenas você, mas muitos advogados percebem essa necessidade justamente depois de saírem da faculdade (não sei se esse foi o seu caso) e aí não dá para voltar atrás. A vida efetiva do advogado já começou, mesmo sem os conhecimentos básicos de atuação em marketing.

A verdade é uma só: a faculdade prepara o advogado para ser advogado e não para administrar uma carreira ou um escritório. Por enquanto a metodologia das faculdades não se modernizar e evoluir para ensinar, não apenas a parte técnica, mas também a parte "comportamental de sucesso" ao advogado que quer ter uma carreira estável, o novo entrante vai, invariavelmente, iniciar seus trabalhos bastante perdido no que tem que fazer.

Mas o que seria esse "comportamental de sucesso" que o advogado deveria conhecer? Me refiro então às áreas correlatas à advocacia, mas que tem um grande peso no dia a dia, como marketing, financeiro, comercial, administrativo e até contábil, entre outras. Os cursos formadores deveriam pelo menos oferecer noções básicas de cada uma destas atividades para que o advogado saísse da faculdade pronto para administrar e promover sua carreira e negócios. Infelizmente nenhum advogado tem sucesso apenas conhecendo o Direito e isso é um fato.

A boa notícia é que, além desta coluna que tenta ajudar nestas questões, diversos outros modos são facilmente acessíveis para o melhor entendimento do marketing jurídico - e de outras áreas de igual importância em uma carreira de sucesso - tais como: livros, artigos (aqui no Migalhas tem um monte), vídeos, tutoriais, palestras, cursos, seminários e congressos diversos. O que não dá é para usar a desculpa do "eu não sabia como fazer".

Fica aqui, então, meu pedido às faculdades em geral: pensem no advogado não apenas como um ser técnico, mas sim como um "empresário conhecedor do Direito" que precisa crescer, ser reconhecido e evoluir na sua carreira. E para isso, precisa de formação adequada.

Espero ter ajudado.

Confira toda sexta-feira a coluna "Marketing Jurídico" e envie suas dúvidas sobre marketing jurídico, gestão de escritórios, cotidiano dos advogados empreendedores ou dúvidas gerais sobre o dia a dia jurídico por e-mail (com o título Coluna Marketing Jurídico) que terei um grande prazer em ajudar.

Bom crescimento!

Atualizado em: 11/10/2019 09:16

Publicidade