domingo, 29 de novembro de 2020

COLUNAS

Publicidade

Porandubas nº 280

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Maranhão

Historinha do Maranhão. O desembargador Deoclides Mourão, tio do escritor, jornalista e poeta Gerardo Mello Mourão, fez acordo com Urbano Santos para candidatura ao governo. Eleito, Urbano não cumpriu o acordo. Deoclides mandou-lhe uma carta :

- Senhor governador, diz o povo que o homem se pega pela palavra, o boi pelo chifre e a vaca pelo rabo. Supondo não ter V.Exa. nenhum desses acessórios, não sei por onde começar.

Mato Grosso do Sul

Historinha do Mato Grosso (hoje, do Sul). O ministro Mário Henrique Simonsen, ministro da Fazenda do Governo Geisel, foi a Campo Grande discutir os problemas econômicos e financeiros de Mato Grosso do Sul. O fazendeiro Fernando Junqueira Franco pediu a palavra :

- Senhor ministro, depois que juro virou correção monetária, fazendeiro passou a ser empresário rural e roçar pasto chama-se investimento, nosso negócio acabou tornando-se uma merda.

Relatos do amigo Sebastião Nery.

Cabral desce ladeira 

Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro, desce a ladeira do prestígio. Como se sabe, Cabral era visto como um dos governantes mais prestigiados por Lula e, ultimamente, pela presidente Dilma. Guarda aquele jeitão carioca de conquistar as pessoas. O acidente com o helicóptero, na Bahia, escancarou a relação de interesses entre o chefe do Executivo carioca e empresas. Mostrou, por exemplo, que o governador viajou para a Bahia num jatinho de Eike Batista, que teria sido beneficiado com quase R$ 80 milhões de incentivos fiscais. O empresário que pilotava o helicóptero, que também morreu no acidente, teria também sido beneficiado. Cabral terá de dar explicações sob pena de continuar sob tiroteio midiático.

Gangorra

A presidente Dilma começa a exibir jogo de cintura. Era favorável ao sigilo eterno de documentos. Agora, já pensa que esse sigilo deve ser, no máximo, de 50 anos. Jobim, o ministro da Defesa, tem dito que os documentos da ditadura - aqueles guardados na caixa preta - sumiram, não havendo, portanto, razão para eternizar o sigilo. Outra mudança de posição se deu em relação às licitações de obra para a Copa. Agora, diz-se a favor de um regime diferenciado de licitações. Ou será que alguns jornais não souberam fazer a lição de casa ? (Confiram a nota abaixo). T.S.Eliot dizia : "Só os imbecis não mudam porque carregam o defeito desde o berço".

Manchetes opostas  

Manchete de ontem do O Estado de S.Paulo : "Dilma manda base aprovar sigilo em todas as licitações".

Manchete de ontem da Folha de S.Paulo : "Dilma volta atrás e abre orçamentos de obras da Copa".

Jesus I

Renato Battaglia, advogado e leitor da Coluna, envia um conjunto de provas sobre a nacionalidade de Jesus. Distribuídas ao longo do texto. Portanto, o contraditório deve ser dirigido a ele.

Três provas de que Jesus era judeu :

1 - Assumiu os negócios do pai;

2 - Viveu em casa até os 33 anos;

3 - Tinha certeza de que a mãe era virgem; e a mãe tinha certeza de que ele era Deus. (Continua)

Verdes em fuga 

Os verdes comandados por Marina Silva têm data marcada para a fuga do PV : 7 de julho. O exército verde da acreana vai à luta pela criação de uma nova sigla. Que terá dois conceitos-chave : Verde e Cidadania. O novo partido não deverá ter problemas. O ambiente social favorece os horizontes esverdeados da ex-candidata à presidência da República.

Tiro pela culatra 

Quem não se lembra ? Um dos temas de campanha do governo Dilma era a desoneração da folha de pagamento. A promessa, alvissareira, era a de que, quanto menos onerosa for a contratação do trabalhador, mais trabalho formal se cria. Portanto, menor será o desemprego. Simples, não é ? Ocorre que, pelo fato de, mais uma vez, o Congresso não ter legislado sobre o aviso prévio "proporcional", o STF julgará recursos nessa direção, proposto por funcionários da Vale. Dependendo do resultado, muitas empresas se precaverão desse ônus extra e começarão a dispensar os empregados de maior tempo de casa. Eis mais um paradoxo de nosso país : a legislação que deveria proteger o trabalhador, por excesso de proteção acabará gerando a ciranda do desemprego.

Nordeste farto e fértil 

Petrolina-Juazeiro. Que maravilha contemplar a exuberância regional. Navegar pelo lago de Sobradinho é enxergar o futuro da região. 250 km de água. Energia por todos os lados. Fruticultura. 7 vinícolas, entre as quais os Grupos Rio Sol (Del Vale) e Terra Nova (Miolo). Domínio tecnológico do ciclo da uva. Quatro estações do ano ao mesmo tempo na cultura da uva. Bodódromo em Petrolina, um circuito de bons restaurantes. Carne macia e saudável. Queijo de cabra. Festejos juninos e massa acorrendo aos shows com muita energia. E dinheiro no bolso. Museus contando a história do sertão. Orla cheia de bares e gente alegre. Grande Universidade. Juazeiro-Petrolina, exemplo de pólo de desenvolvimento bem sucedido. Durante quatro dias, vi o progresso nordestino.

Jesus II

Três provas de que Jesus era irlandês :

1 - Nunca foi casado;

2 - Nunca teve emprego fixo;

3 - O último pedido dele foi uma bebida. (Continua)

Pagando o pato  

Muitos órgãos públicos vêm contratando serviços terceirizados por meio do pregão eletrônico, valendo-se de preços que sequer pagam os encargos trabalhistas. Dirigentes fecham os olhos para os riscos dessa prática. O TST acaba de confirmar que os órgãos públicos serão chamados a pagar indenizações trabalhistas resultantes de contratações feitas por empresas inidôneas. Ora, como o órgão público é um ser inanimado, quem deverá pagar o pato por esse risco, serão os atores que tomaram as decisões, os participantes da jogada infeliz, desde o pregoeiro até o dirigente. O TST fez o alerta. Só não enxerga quem não quer.

Chávez sob mistério 

Hugo Chávez está em Cuba convalescendo, há 20 dias, de um processo cirúrgico. O comandante está envolto em mistério. O vice-presidente da Venezuela promete que o país terá Chávez ainda por muito tempo. A Rádio Peão diz que ele está com câncer. Por que o tão falante presidente não abre a boca para dizer o que tem ? O silêncio fala alto.

Jesus III

Três provas de que Jesus era italiano :

1 - Falava gesticulando muito;

2 - Tomava vinho em todas as refeições;

3 - A mulher mais importante da sua vida era a mamma. (Continua)

Mercadante chama os hackers

O ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, quer homenagear os hackers que invadiram os computadores do governo Federal, a partir da Receita. Mercadante convida o grupo a trabalhar para o governo. Deve estar se inspirando em um caso ou outro de hacker arrependido dos Estados Unidos e da Europa, onde os controles são muito mais rígidos e onde a cultura do respeito à ordem é generalizada. O ex-senador esquece que essa figura aprecia a transgressão. Seu hobby é agredir, ferir, promover ruptura. Trata-se de um fenômeno ligado a autoestima. Trabalhando no governo, os hackers brasileiros desmontariam, do dia para a noite, todo o sistema de controles governamentais.

O líder no Congresso

A presidente Dilma deve anunciar nas próximas horas o nome do líder do governo no Congresso. Será do PT ou do PMDB ? O deputado Mendes Ribeiro, do RS, já esteve pertinho da porta de entrada. O PT reagiu forte. Defende que o nome seja do partido. O deputado Arlindo Chinaglia é o candidato do presidente da Câmara, deputado Marco Maia. Que quer retribuir o apoio dado a ele por Chinaglia por ocasião da disputa pela presidência da Câmara Federal. Os senadores do PT querem que o nome saia do grupo petista no Senado.

Boom imobiliário 

Estrangeiros descobriram a mina : o mercado imobiliário brasileiro. Compram casas, apartamentos, terrenos. O Brasil é o solo da vez.

Jesus IV

Três provas de que Jesus era americano (californiano hippie) :

1 - Nunca cortava o cabelo;

2 - Andava descalço;

3 - Inventou nova religião. (Continua)

Graziano, cuidando da fome 

O agrônomo José Graziano foi o idealizador do programa Fome Zero. Que gorou no início do primeiro mandato de Lula. Depois, a ideia foi incorporada pelo Bolsa Família. Graziano chega à Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) com a missão de aliviar a fome do mundo. Entra bem no modelo que Lula quer implantar em países do mundo faminto.

Ideli e os aloprados 

Ideli Salvatti não irá ao Congresso para falar sobre os aloprados. Como é sabido, seu nome consta da relação (onde está também o nome do falecido Orestes Quércia) que tomara conhecimento da operação voltada para implodir a candidatura Serra à presidência no último pleito. Ideli agora é a ministra de Relações Institucionais. E será blindada pelo exército governista. Mercadante, por sua vez, foi ao Senado e enfrentou as frágeis perguntas da oposição sobre o tema. Argumentou que se Quércia estivesse vivo, a "história fantasiosa não se sustentava de pé meia hora". De fato, Quércia era aliado do PSDB e não do PT.

Distensão política 

Sob o governo Dilma, o clima político está mais distendido. Tensões existem, aqui e ali, mas não contêm aquela dose incendiária dos tempos de Lula. A presidente tem sinalizado com gestos de elegância e educação política. Coisa que se viu na mensagem por ocasião dos 80 anos de FHC e na presença de ministros no enterro do ex-ministro da Educação, Paulo Renato de Souza.

Paulo Renato  

Paulo Renato foi por bom tempo meu companheiro de página 2 no Estadão, aos domingos. Como ministro da Educação do governo FHC, criou o Bolsa Escola, carro chefe dos programas sociais do atual governo. A Coluna rende homenagens ao tucano, que faleceu no sábado passado.

Itamar 

O senador Itamar Franco, gravemente enfermo, é outro brasileiro que merece nossas homenagens. Presidente da República, foi ele quem implantou o Plano Real. Feito que abriu o ciclo da estabilidade monetária, consolidado por Fernando Henrique e continuado por Luiz Inácio.

Lula

Dilma fez bem em nomear Lula para chefiar missão na Guiné Equatorial. Todos se recordam do sonho acalentado pelo ex-presidente : estender os braços assistencialistas do governo petista pelo mundo carente. Pois bem, chegou a vez. Vamos, agora, conferir.

Jesus V

Três provas de que Jesus era francês :

1 - Nunca trocava de roupa;

2 - Não lavava os pés;

3 - Não falava inglês. (Continua)

Domínio das mulheres 

O ciclo de domínio das mulheres se expande com a eleição da francesa, Christine Lagarde, para comandar o FMI. Será a primeira mulher no cargo, sendo o 11º europeu a ocupá-lo consecutivamente. Lagarde foi apontada para um mandato de cinco anos que começa no próximo dia 5 de julho. O rival, o mexicano Agustin Carstens, recebeu apoio público de apenas três países da comissão; por isso mesmo, esta abandonou o voto formal e nomeou a diretora-gerente por consenso.

Aborto de anencéfalos  

O STF se prepara para julgar a questão polêmica de aborto quando a gravidez é de feto anencéfalo (sem cérebro). 5 ministros tendem a votar pelo direito de escolha da mãe; 3 tendem a votar contra e 2 ainda são uma incógnita. E um dos ministros, Toffoli, não decidiu se vai participar do julgamento, que está marcado para agosto. Lembrete : o Código Penal autoriza o aborto quando a gravidez é resultado de estupro ou quando a vida da mãe está em risco. Outro lembrete : o Estado é laico.

Jesus VI

Três provas de que Jesus era brasileiro :

1 - Vivia sempre liso;

2 - Vivia fazendo milagres;

3 - Prometia o céu e entregava o inferno...

Conclusão

Não foi possível chegar a um consenso sobre a nacionalidade de Jesus. Quanto a Judas... Todos concordam que era argentino.

Conselho às autoridades olímpicas  

Há dois colegiados encarregados de definir políticas e ações visando preparar o país para acolher a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Há muita discussão sobre o calendário das obras, deixando no ar a dúvida : haverá tempo hábil e orçamento para o gigantesco programa de obras ? Nesse sentido, a Coluna sugere às autoridades olímpicas :

1. Organizem um rigoroso programa de ações e controlem de maneira rigorosa as operações de campo.

2. Definam responsabilidades, façam as devidas divisões de tarefas, falem menos e ajam mais.

3. Dêem ampla visibilidade aos trabalhos de campo, evitem versões fantasiosas e trabalhem todo tempo sob o império da transparência, verdade e tempestividade.

____________

Atualizado em: 29/6/2011 08:49

COORDENAÇÃO

Gaudêncio Torquato jornalista, consultor de marketing institucional e político, consultor de comunicação organizacional, doutor, livre-docente e professor titular da Universidade de São Paulo e diretor-presidente da GT Marketing e Comunicação.

Publicidade