sábado, 24 de outubro de 2020

COLUNAS

Publicidade

Porandubas nº 172

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

QUE AS BENÇÃOS DA FRATERNIDADE E DA SOLIDARIEDADE ACOLHAM A TODOS NESTA NOITE DE NATAL !

Era uma vez.....

Viajando pelo interior de Minas, o arquiteto Marcos Vasconcelos encontrou um grupo de trabalhadores abrindo uma estrada :

- Esta estrada vai até onde ?

- Muito longe, muito longe, doutor. Atravessa o vale, retorce na beirada da serra, quebra pela esquerda, retoma pela direita, desemboca em frente, e vai indo, vai indo, até chegar a Ponte Nova, passando pelos baixios e cabeceiras.

- Vocês têm engenheiro, arquiteto, teodolito, instrumentos de medição ?

- Num tem não, doutor. Nós tem um burro, que nós manda ir andando, andando. Por onde ele for, aí é o melhor caminho. Nós vai picando, picando.

- E quando não tem burro ?

- Aí não tem jeito, doutor; nós chama um engenheiro mesmo.

O arquiteto seguiu adiante filosofando sobre as artes da burrice e da engenharia.

A PLÁSTICA DA PRÉ-CANDIDATA

Diz-se que Dilma Rousseff voltará à cena com feição remodelada por uma cirurgia plástica. Deve ser idéia do marqueteiro João Santana. O perigo é caprichar demais e ultrapassar as linhas do bom senso. Dilma, ao contrário do que se diz, tem boa margem (entre 7 pontos a 12 pontos percentuais), dois anos antes do pleito presidencial. Lula se esforça para viabilizar eleitoralmente a candidata. Vai testá-la até o final de 2009. Na opinião desta Coluna, trata-se de uma forte candidata. Embalada na questão do gênero. Uma mulher presidente é uma grande novidade para o Brasil. José Serra tem hoje maior recall. Mas este é um produto que definha.

CIRO, O BOQUIRROTO

Ciro Boquirroto Gomes continua batendo forte nos pares. Em suas últimas declarações, desancou o PMDB e praticamente descartou apoio a Dilma Rousseff como candidata do PT. Ciro bate-bate quer ser candidato. No momento de definição das candidaturas, espera que todos corram até ele implorando que aceite ser o ungido para a presidência da República. Esse é o sonho de uma tarde de verão. Como se trata de um verão chuvoso no Sudeste, o sonho de Ciro só pode ser o do verão seco do Nordeste, ou seja, com poucas nuvens (partidos e parlamentares) sobre sua roça ( candidatura).

ZE ANIBAL, O COSTUREIRO

José Aníbal, o líder do PSDB, já costurou mais da metade do tecido que poderá vestir novamente sua liderança entre os tucanos da Câmara. Trata-se de um perfil muito hábil, com domínio dos grandes temas nacionais, e que circula muito à vontade pelos corredores dos partidos. Com uma boa coleção de amigos, Zé Aníbal deverá - se quiser - vencer o correligionário Paulo Renato na disputa pela liderança.

CAOS AÉREO FAZ GOLS

Pois é, o caos aéreo volta a navegar sobre nossos corpos e cabeças. Alega-se que a chuvarada de São Paulo impediu clareza nos horizontes, atrasando a decolagem e aterrissagem de aviões. Trata-se de um campeonato cheio de gols contrários, feitos pelos beques da incompetência.

A TARTARUGA DO BNDES

Para alguns, o BNDES corre como lebre. Para outros, anda como uma tartaruga. É o que se vê no trato das coisas relacionadas à indústria sucro-alcooleira. Nosso presidente não perde ocasião de declarar a importância da manutenção dos investimentos para superação da crise econômica mundial. Em paralelo, a União Européia reconhece o etanol brasileiro como fonte limpa de energia. Neste contexto, o papel do BNDES no apoio a indústria do álcool poderia ser mais efetivo. Uma das explicações para a crise de crédito no país é que, na falta das fontes externas, as grandes companhias sugaram a liquidez dos bancos comerciais. Estaria ocorrendo o mesmo com o BNDES, reforçado por créditos do Tesouro ? Apenas as grandes operações andam a passos de lebre. Quantos litros de álcool brasileiros deixam de ser produzidos para que a fusão de empresas de telecomunicações seja financiada ?

UM CAVALHEIRO

O mestre Confúcio disse : "um cavalheiro exige de si mesmo; um homem vulgar exige dos outros".

GARI E A OPINIÃO PÚBLICA

O senador Garibaldi Alves, presidente do Senado, como é de seu estilo, curva-se à voz da opinião pública. Ante o clamor de contrariedade, passou a expressar a opinião de que a PEC dos Vereadores deve ser rediscutida sob a ótica da opinião pública. Significa que a decisão de aumentar a bancada de vereadores no país (aumento de 7.343 vereadores) passe a ter validade apenas na próxima eleição, em 2.012. Tem bom senso. Até lá, avaliaremos se a crise comportará aquela decisão.

MULTIPLICAÇÃO DOS PARTIDOS

Em 1979, existiam dois partidos em funcionamento; em 1982, havia cinco. Em 1986 até hoje, o número pulou para 29. Não há mais que quatro a cinco grandes correntes de opinião no país.

QUANDO O CAÇADOR VIRA CAÇA

O SESVESP, sindicato das empresas de segurança do Estado de São Paulo, preocupado com empresas que praticam preços inexeqüíveis - abaixo de um teto para o cumprimento das obrigações legais (tributária, trabalhista e previdenciária) e sem considerar o custo da administração e o lucro-, encaminhou ao CADE vários processos para análise de canhestras situações apuradas em perícia contábil, envolvendo empresas do setor. O quê fez o CADE ? Apurou ? Não. Acusou o sindicato de "promover cartel". Não seria mais interessante verificar se as empresas denunciadas cumprem as obrigações legais ? Caso não estejam, alguém está sendo prejudicado : ou o governo ou o empregado.

LULA E O TERCEIRO MANDATO

A cada duas semanas, emerge a tese do terceiro mandato para Lula. O presidente, como intuitivo que é, não cairá nessa armadilha. Sabe que poderia, até, ganhar o apoio das massas. Perderia, porém, a batalha da comunicação. Por isso, diz que não será mais candidato. Que quer voltar a cozinhar seu pato no sítio de São Bernardo. Um pato que lembra pacto. Pacto que poderá ressuscitar em 2.014 com os Vivas da turba. Uma curva na política faz-se necessária, vez ou outra, para a entrada do figurante numa reta.

OS NÉSCIOS

Do marquês de Maricá : "não admira que os néscios se julguem muito sabedores; eles têm a vantagem de desconhecer que ignoram".

GASOLINA MAIS BARATA ?

Não se entende a declaração do presidente Sérgio Gabrielli, da Petrobrás. Diz ele que a gasolina e o diesel não baixarão de preço. O barril de petróleo chega ao patamar dos US$ 35. A este preço, bem que poderia haver um alívio no nosso bolso em 2009. A decisão ficará por conta de Lula, no primeiro trimestre, quando serão avaliados os impactos da crise em nossa economia e, ainda, a confiança da população no governo. Gasolina mais baixa poderá servir de combustão para fazer subir o balão da imagem presidencial.

E A RECESSÃO, HEIN ?

O bem amado presidente promete : o Brasil passará ao largo da recessão. Na mesma linha, o ministro Carlos Lupi diz : o Brasil é um oceano de emprego. Lula pede : gastem, comprem geladeira, comprem carro. Leitoras e leitores, fiquem sabendo, de uma vez por todas, que o Brasil é uma Ilha de Segurança no Mar das Tormentas. Fechem os olhos para a informação e o gráfico : em novembro deste ano, mais de 40 mil brasileiros com carteira assinada perderam o emprego.

O MILIONÁRIO

Por que os endinheirados, que tanto sabem ganhar dinheiro com aplicações e especulações, perderam tanta grana com a pirâmide do vivaldino Bernard Madoff, acusado de patrocinar uma das maiores fraudes de Wall Street ? A resposta dos nossos tataravôs : "o milionário, ao ser perguntado quanto dinheiro era o bastante, respondia aflito - só um pouquinho mais, só um pouquinho mais". Há razões pelas quais o poder tende a ser uma bola de neve e é dado àqueles que o possuem.

CONSELHO À PRE-CANDIDATA DILMA

Esta Coluna dedica sua última nota aos políticos, mandatários e autoridades dos Três Poderes da República. Na edição passada, voltou sua atenção aos habitantes do Planalto. Nesta edição, dá um pequeno conselho à ministra-chefe da Casa Civil, Dilmna Rousseff, pré-candidata à presidência da República pelo PT :

1. A reforma visual exerce importância relativa. Ajuda. Mas, a reforma na estrutura do pensamento é fundamental. Significa absorver uma soma de conhecimentos sobre realidade brasileira e passar a expressar um discurso além-PAC.

2. Corra os espaços nacionais, desde já, para começar a acolher visões e impressões sobre os cantos mais recônditos da realidade brasileira.

3. Cuidado com os exageros cosméticos exigidos pelo marqueteiro. Nem todo conselho no figurino deve ser atendido. O pior que pode acontecer é a desnaturação do perfil. Um desastre.

___________________

Atualizado em: 24/12/2008 09:30

COORDENAÇÃO

Gaudêncio Torquato, jornalista, consultor de marketing institucional e político, consultor de comunicação organizacional, doutor, livre-docente e professor titular da Universidade de São Paulo e diretor-presidente da GT Marketing e Comunicação.

Publicidade