sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

O que é o Geodireito?

O universo jurídico vem se defrontando com desafios que questionam a letra fria da lei. Diversos tipos de desenvolvimento científico, como o tecnológico, o econômico e o ambiental, que culminaram no atual estágio de integração humana e entre os povos, denominado globalização, acabaram por tornar o Direito uma ciência de complexa organicidade.

terça-feira, 9 de março de 2010


O que é o Geodireito?

Luiz Antonio Ugeda Sanches*

O universo jurídico vem se defrontando com desafios que questionam a letra fria da lei. Diversos tipos de desenvolvimento científico, como o tecnológico, o econômico e o ambiental, que culminaram no atual estágio de integração humana e entre os povos, denominado globalização, acabaram por tornar o Direito uma ciência de complexa organicidade.

A tecnologia sempre precede o Direito. Em tal afirmação, propõe-se a existência de distintos ramos do Direito, tais como, das Telecomunicações, da Energia, do Saneamento, Espacial, Aeroviário, dos Transportes, Minerário, da Saúde, enfim, tantos quanto a tecnologia motivar a criatividade dos juristas. Como conseqüência, obtém-se uma grande desarticulação metodológica que não contribui para compreender o Direito como um sistema unificado.

No que concerne ao viés econômico, este tornou-se um dado indispensável na construção do Direito contemporâneo. É o que propõe a corrente anglo-saxã do Law & Economics, com grandes implicações nos estudos sobre agências reguladoras, constituição das tarifas, serviços públicos e práticas concorrenciais abusivas. Todavia, nesse sentido, excluem-se da análise os fatores sociais, o que não contribui para a diminuição das desigualdades sociais e regionais.

Essa transversalidade, como a aproximação entre Direito e Biologia, também é importante para compreender o funcionamento do ecossistema e modelos de atuação e intervenção, ou seja, para preservar o meio ambiente e o homem como uma de suas componentes. O Biodireito e o Direito Ambiental despontaram essa necessidade de compreender a Ecologia e o conjunto de normativas que buscarão a manutenção da sustentabilidade do planeta. Esta interdisciplinaridade cunhou a expressão "desenvolvimento sustentável", que muito contribuiu para demonstrar que o desenvolvimento não pode comprometer as cadeias alimentares e a existência das gerações presentes e futuras.

Mas nem tudo é êxito. Há uma grande dificuldade dos especialistas em compatibilizar normas onde se tem a União, os 27 Entes Federados e os 5560 Municípios brasileiros legislando ao mesmo tempo sob matéria ambiental, bem como apontar o ponto de equilíbrio entre desenvolvimento e preservação ambiental.

No entanto, o desenvolvimento tecnológico, econômico e ambiental tem como palco comum o espaço, que, por sua vez, encontra na Geografia a base científica para estudar suas dimensões. O solo em que pisamos, edificamos, onde empregamos as técnicas, as trocas econômicas, que nos conserva enquanto humanidade, enfim, é no espaço que as relações humanas ocorrem, de forma que se torna secundário indagar se a repercussão em determinado espaço é tecnológica, econômica, social ou ambiental. Logo, o estudo do espaço dentro do Direito passa a ser uma técnica de análise jurídica necessária e factível.

Tal sistematização impõe a releitura dessa interdisciplinaridade, que vem sendo chamada de Geodireito. Por meio dos recortes do território (superfície, subterrâneo, marítimo, aéreo e espacial), busca-se harmonizar a escala geográfica (internacional, nacional, regional e local), perante aquela jurídica (União, Estados, Distrito Federal e Municípios), por intermédio das técnicas geotecnológicas. No próximo artigo discorreremos sobre a matriz constitucional do Geodireito.

_______________

*Diretor-Executivo do IGD - Instituto Geodireito

 

 

 

___________

Atualizado em: 8/3/2010 11:17

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Guershom David

Migalheiro desde 2020

Luís Roberto Barroso

Migalheiro desde 2003

Roberto Rosas

Migalheiro desde 2015

Sílvio de Salvo Venosa

Migalheiro desde 2019

Maria Berenice Dias

Migalheira desde 2002

Gisele Nascimento

Migalheira desde 2017

Luis Felipe Salomão

Migalheiro desde 2014

Pedro Dalese

Migalheiro desde 2020

Camila Crespi Castro

Migalheira desde 2019

Leonardo Quintiliano

Migalheiro desde 2019

Luciane Bombach

Migalheira desde 2019

Abel Simão Amaro

Migalheiro desde 2004

Publicidade