quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

O ano de 2011 foi produtivo para o bem comum?

Resumo das descobertas científicas do ano de 2011 significativas para o homem, publicadas na revista La Recherche de fevereiro.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

"Uma ciência que não nos aproxima de Deus
nada vale. mas, se ela nos aproxima de forma equivocada,
isto é, de um Deus imaginário é pior"
S. weil

Este escriba é admirador, há anos, da revista francesa "La Recherche" (A Pesquisa), mensal, publicando, também, para seus assinantes, números especiais (dossiers) sobre um tema científico de relevo na atualidade, de tempos em tempos.

Como somos massacrados diariamente por notícias abomináveis, venho propor-lhes, nas pegadas do número 40 da La Recherche (fevereiro de 2012), um resumo das descobertas do ano de 2011, encontradas nas páginas 29 a 61.

O objetivo deste artigo é colocar os leitores, ávidos de conhecimentos sérios, ao corrente das produções humanas significativas para o homem. São as que proporcionam benefícios, direta ou indiretamente, mas, em particular, aguçam-lhe o espírito, levando-o a praticar o bem, porque, havendo esperança, sou movido a atentar sobre mim mesmo e o que posso fazer pelo próximo. Sobretudo, dou ênfase, aos mais pobres, aos marginalizados, àqueles que o capitalismo senil-financeiro causa danos sempre irreparáveis.

1 - Quase nos últimos dias do ano passado, o telescópio espacial Kepler permitiu aos seus operadores, após incessantes buscas e complicadas operações científicas (de matemática, de física espacial, de perquirições no Universo) descobrir dois novos planetas com diâmetro bem aproximado ao da Terra, em órbita ao redor de uma estrela semelhante ao Sol.

A grande surpresa que gerou esta descoberta, ainda que sejamos desatentos, é que, a partir dela, confirma-se a possibilidade de sonharmos em ampliar as pesquisas no campo que se denominam exoplanetas. Que são? A própria terminologia os explica: exo + planetas.

A consequência induzida deste fato: uma galáxia é pontilhada de planetas iguais ao nosso, et pour cause, podemos inferir, no essencial, que detectaremos vários exoplanetas para calcular sua distribuição na mesma galáxia em que vivemos. Com espanto, especula-se, já com dados científicos sérios, que existem superterras, que tem entre uma a dez vezes mais a massa do nosso planeta Terra e, hélas, são muito numerosas e, por derradeiro, começa-se a pesquisar as que, com probabilidade, tenham água liquida, porque, isso ocorrendo, podem durar muito mais.

Essa descoberta permitirá que, se recursos continuarem a fluir para os cientistas e para os laboratórios, um dia qualquer poderá acontecer a descoberta de um traço de oxigênio dentro ou fora de nosso Sistema Solar e nos surpreendermos que os homens não são os únicos seres no Universo!

2 - A segunda descoberta é maravilhosa, sobretudo para os que se interessam por planta: há plantas sexuadas que produzem clones. Em cada geração, a reprodução sexuada mistura-se com caracteres das que lhe são "parentes", melhor explicando, as plantas híbridas utilizadas pelos agricultores perdem, com o tempo, as características pelas quais foram selecionadas. A importância desse acontecimento científico reflete-se na produção de sementes, e por consequência, na produção de grãos, porque, com uma "planta modelo" poder-se-á doravante grãos clonados.

É uma descoberta que suscita esperança na aplicação prática de plantas agrícolas e aumento na produção, sobretudo de cereais, em países carentes. Mas, embora existam vários benefícios, como narrado, há dois inconvenientes que os cientistas se esforçam para superar: a necessidade, neste momento, de passar por uma etapa de manipulação genética, sem repercussões à saúde humana e a vulnerabilidade às moléstias, pois a homogeneização das culturas pode colocar em risco de ver todas as outras destruídas por uma única doença. E tudo isso pode suceder sem agrotóxicos.

Essas barreiras podem ser superadas e espero que nossos valorosos técnicos da Embrapa o façam.

3 - Se Deus criou, à sua imagem espiritual, o homem, este não se apresenta em redor do mundo, apesar de suas características físicas, de forma idêntica, quando se cuidam de especificidades regionais, por exemplo.

Todo brasileiro sensível conhece e sofre com os problemas ocorridos no Haiti e, em consequência, em diversos países africanos, com respeito à saúde. Há médicos humanitários e cientistas da mesma estirpe, longe dos que se prestam a fazer de africanos cobaias para seus testes farmacêuticos, violando os cânones éticos elementares.

Com alegria, pode-se anunciar que, em 2010, ocorreu o seguinte fato: cientistas perceberam e constataram que, em todo o mundo, as crianças em estado de choque são reidratados com auxílio de uma técnica, acuradíssima, aprovada pela OMS. Surpresa: essa técnica não é adaptada às crianças africanas.

Por que?

Comprovaram que, nos países africanos, as crianças, ao receberem o tratamento, sofreram choque séptico (exemplificando: começa por uma infecção, com um agente patogênico mais agressivo, que a criança fragilizada por sua tenra idade, falta de higiene ou má nutrição, desidratando-se, tem aumento de febre, diarreia, vômitos que a inibe de beber e, por isso, ocorrem mais óbitos).

Embora a constatação tenha ocorrido, o chamado teste FEAST continua, com recomendação de vários médicos de que o processo de reidratação deve ser mudado. Por isso, os protocolos de reidratação estão sendo seriamente revisados e os resultados positivos são prematuros e esporádicos.

O certo é que os standards africanos para as crianças com choque de septicemia vão ser alterados, desde que se ofereçam melhores condições de nutrição e higiene. É questão de ética médica e política pública para a saúde.

Isso acontece. E os governos continuam a investir bilhões em armas e em inúteis forças armadas. Até quando?

4 - A física contemporânea surpreende pela velocidade de suas novas descobertas assim como pelos resultados conseguidos que se estenderam a todas os ramos de conhecimento. Até no Direito, pois quem não se recorda que o saudoso professor Goffredo da Silva Telles, já cuidava em pesquisa inédita, "Direito Quântico".

Fazendo parte das partículas elementares, socorremo-nos a Michel Gonin, físico, pesquisador e professor da Escola Politécnica de Paris.

A complexidade dessas descobertas exige texto objetivo e esclarecedor aos interessados, para perfilar este caso ao lado dos outros acontecimentos que ocorreram em 2010 e que estão sendo cuidados neste artigo.

Assim escreveu Michel Gonin: "Os neutrinos são extremamente difíceis de observar. Unicamente submetidos à interação nuclear fraca, uma das forças fundamentais do modelo padrão da física das partículas elementares, eles não interagem, quase nunca com a matéria". Continuando, e aí o interesse gerado ao mundo científico: "Eles contém, portanto informações cruciais sobre a composição do Universo e a compreensão das suas propriedades representa, sem dúvida, a chave de decifrar o modelo standard da física das partículas".

Colaboraram 500 cientistas de todo o mundo, com os físicos japoneses que, em 2011, conseguiram atingir e franquear (disponibilizar) os neutrinos pela experiência denominada T2K e, com isso, ficou "demonstrada integralmente a existência de um fenômeno chamado de oscilação quântica do sabor, ou melhor, a transformação de uma das três formas de nutrimos, ou sabores em outra".

Em palavras pobres, com esse resultado, cada vez mais, o homem busca as origens do Universo com a vantagem de que esse tipo de descobrimento quântico não se presta para produzir artefatos bélicos.

5 - Ainda os arqueólogos descobriram construções milenares. Foi na França, na região de Auvergne. Aliás, muito conhecida pela sua culinária forte, por seus patés e por sua gente amável.

Não é necessário ser conhecedor de grande experiência ou um expert em história da França para saber que, nesse país, os Romanos se mantiveram por séculos e tiveram várias batalhas. Júlio Cesar lutou nas terras contras os Galeses e ele imortalizou seu feito com o valioso texto "De bello Gallico". Quando neste pobre país ainda se estudava Latim, eu e tantas gerações percorremos as páginas bem escritas do homem que compôs um triunvirato político que comandou Roma por anos. Corajoso - naquele tempo para ser político - o cidadão não poderia ser covarde, nem medroso, nem sofrer de nenhum problema que Freud inventou séculos mais tarde.

O certo é que os arqueólogos franceses descobriram na Auvergne uma espécie de teatro Gálico. Antes desses, outro construído antes da conquista romana e tinha também função política. Lembrando, na Grécia, os Romanos construíram os primeiros teatros, mas essa descoberta está no mesmo plano de interesse científico que os teatros gálico-romanos, com função política.

A descoberta deu-se em setembro de 2011, tendo o edifício, seu traçado em semicírculo. Parece um teatro, mas tinham nele assento as assembleias políticas, além de cívicas e religiosas. Sua arquitetura diferencia-se das demais ainda encontradas na França, mas a sua característica principal é que abrigava múltiplas atividades. Era, sem dúvida, um lugar particular, donde o destaque que foi sua descoberta.

Várias hipóteses concernentes à descrição arquitetônica, ao uso, à própria configuração inusual, estão sendo cuidados pelos arqueólogos. O que ressalto deste fato é que, por precaução, o local foi isolado e muito bem protegido, para evitar que seja danificado e que, num futuro próximo, além das hipóteses levantadas, responda-se à instigante pergunta: de onde provinham os milhares de expectadores para os quais os edifícios foram construídos.

A moral deste tema: ainda é possível com vontade política e com dinheiro público bem aproveitado, restaurar-se o passado, ainda que perpassado por séculos. A História sempre pode ser possível reconstruída e aproveitada para a formação de uma verdadeira consciência nacional.

6 - Poucas pessoas podem ter conhecimento de que existiam pesquisas de que o envelhecimento proviria do sangue. Pois é, cientistas da Universidade de Stanford desmentem as estórias de que somente os vampiros sobrevivem, porque bebem sangue humano.

Como se explica ou se tenta elucidar que o envelhecimento é do sangue e que experiências bem sucedidas com ratos, através do isolamento do sangue deles, sobretudo dos mais velhos, detectaram uma proteína responsável pela diminuição das capacidades da aprendizagem e da memorização.

O essencial para, sem ser profissional, entender-se esta nova descoberta que desvela alguns dos mistérios do envelhecimento, fazendo tremer os mágicos que vendem cosméticos e faturam bilhões, e pode ser resumido: a) a mudança de sangue entre os ratos jovens e velhos faz com que se formem novos neurônios nestes últimos; b) uma injeção de sangue de rato velho num outro, mais novo, deteriora suas performances cognitivas e uma proteína responsável por esse "fenômeno" já foi identificada.

O processo de perda de memória, quando feito este procedimento, diminui, pois que passa a irrigar o sangue onde não circulava como na juventude, além de haver identificação científica dos novos neurônios e comparados com a idade da "amostra" viva.

A possibilidade de redução do envelhecimento, porque tanto os cientistas franceses como americanos concluíram que o "cérebro de um animal com mais idade ainda tem um potencial que se pode apreciar". E, para superar o próprio envelhecimento, que se acumula com os anos, é necessário implantar uma nova irrigação com o sangue jovem para que uma certa plasticidade - conhecida pela ciência - como sinatica e, como num lance de mágica, constata-se que no envelhecimento, o cérebro acumula cicatrizes inflamatórias antigas.

Em resumo, o fascínio desta descoberta embrionária, abre campos novos não somente para as capacidades cognitivas dos humanos, como, por exemplo, renovar, quase que reconstruindo, um novo fígado, sem transplante ou outro procedimento, difícil e que de doador.

Que Deus bendiga esses cientistas e que, em breve, se ponham em práticas estes métodos.

7 - Como no mundo contemporâneo uma boa noticia, usualmente, é seguida de outra ruim, mas, como também, conhecendo certos acontecimentos nocivos, a humanidade, dentro do possível, procura-se reduzi-los ou minimizá-los, nunca vencê-los, porque são graves abordemos, de fronte, a lamentável ocorrência de destruição recorde da camada de ozônio no Ártico.

Como ocorreu e por quê?

Tanto quanto basta, considere-se que o ozônio se rarefez, consideravelmente, no sul do Ártico no fim de março de 2011. Atribuem os cientistas que os responsáveis desta catástrofe ecológica sejam os mesmos que a lhe deram causa no Hemisfério Sul: tudo causado pelas agressões dos gases produzidos pelo homem. Isso ocorrendo, o fenômeno, corolário que explica a excepcional queda das temperaturas hibernais, também pour et pour cause, foi acompanhado de redução de circulação atmosférica abaixo do polo, criando condições perversas, para que os agentes resultantes da insensatez humano reagissem , destruindo a camada de ozônio.

E, concluindo a cientista Sophie Gordin-Beekman, sem retoques, diz que isso poderá ser diminuído, se as atividades nocivas pelo homo sapiens desaparecerem da atmosfera (p.55).

Qual a probabilidade é impossível certificar-se ou acreditar-se ou aceitar-se, porque a ganância humana não tem pêias ou freios. Veja-se o delírio brasileiro com quase vinte fabricas de automóveis movidos à gasolina ou não.

8 - Probabilidade é possível que os neurônios sejam controlados pelo pensamento? Poderemos comandar conscientemente as atividades, cerebrais especificas? Vamos ingressar num campo cientifico que parece ficção.

Dois professores do Centro Internacional de Pesquisas Cientificas de Paris, Pierre-Marie Lledo e Gilles Gleuri, contamos que isso é possível, tendo em consideração que já testaram dispositivos onde os eletrodos implantados no cérebro de macacos permitem controlar seus movimentos; dois macacos aprenderam - milagre? - a regular atividades de seus neurônios que comandam a atenção e este comando, que é resultado de um processo não motor, abre as portas para o autocontrole dos processos mentais do homem.

Esses avanços do neurobiologia, sem qualquer reparo, poderão resultar em benefício humano de relevância espantosa e, queiram ou não, vem ao encontro dos resultados milenares das meditações budistas. Esses, quando apropriadamente conduzidos e praticados, o que levou Dalai-Lama, em 2005, a declarar que o autocontrole, pelo homem é o resultado de seus próprios (humanos) processos mentais.

E Confúcio, sempre maravilhando os ocidentais os ocidentais, vesgos à realidade da vida, há muito séculos, escreveu: "Conhecer é discernir o que se compreende e o que não se compreende".

9 - E as bactérias, que tantas surpresas provocam, nos leigos e nos profissionais, que surpresa causaram em 2011?

Surpresa para mim. Jamais imaginei que as bactérias tem um novo modo de comunicação entre si. Isso foi comprovado e, deste estágio, a partir de sua membrana, elas constroem tubos muito finos que lhe permitem trocar as proteínas e o DNA. É pouco?

Suficiente para os leigos, mas ávidos de conhecer como avança a ciência, que os cientistas resumiram a descoberta mencionada, através de que uma proteína fluorescente verde pode passar diretamente das bactérias que as produzem para a outra, que não o podem fazê-lo. Esta transferência fluorescente efetua-se através de monotubos que interligam as bactérias. E esses monotubos permitem as mudanças não só das proteínas suas do próprio DNA, entre as bactérias que não sejam obrigatoriamente da mesma espécie.

Os resultados práticos dessa embrionária atuação, mas de grande importância, poderão levar a mudanças radicais, sobretudo na utilização dos antibióticos e dos efeitos colaterais que, atualmente, eles geram em muitos pacientes. Não é pouco!

10 - Geralmente imagina-se que os cientistas sejam personagens que vivem fora da realidade, como é entendido o mundo pelo qual, no qual e dentro do qual, somos meros hóspedes de passagem. E são, mas a maioria pelo bem e para o bem da humanidade.

Fazendo o que lhes guia a reação, buscam satisfazer seus verdadeiros anseios e depois, desvinculados na maioria, de valores no material, sobretudo pecuniários.

A clássica paleontologia sempre nos apresentou animais de coloração cinzenta (que é de mau gosto): aqueles que desapareceram na era secundária.

Ora, a importância dessa descoberta que, para muitos parecerá inútil, induziu os cientistas a aprofundar novas perspectivas à paleontologia. Interessa-lhes que os fosseis sejam melhor entendidos, porque, a ver de muitos, originaram as espécies que restaram e ainda vivem. Sobretudo tem em conto que a descoberta de melanina, de cobre e de outros elementos determinariam a cor dos animais, pelo análise de traços metálicos que permitem reconstituir a repartição dos pigmentos e sobretudo, a presença de organismos produtores desses pigmentos. Esses dados, depois de constatados, como sucedeu, tiveram em conta que, conhecidos, que foi constatada a maneira pela qual as condições bem secas como encontradas após milhares de anos constituíram a razão para estancar a degradação dos tecidos biológicos.

Com isso ocorrendo, a importância de composição dos tecidos dos animais pré-históricos passa a ter o maior valor para sua compreensão e aprofundamento na ciência paleontológica.

Os cientistas voltados às eras paleontológicas trabalham para a humanidade e, como disse Confúcio, "o sábio exerce sua vigilância num lugar onde ninguém o pode ver: no seu coração". É o lhes faz felizes porque "a ciência progride, apontando a imensidão do que é ignorado" (L. Pauwels).

__________

*Jayme Vita Roso é advogado e fundador do site Auditoria Jurídica








__________

Atualizado em: 14/6/2012 14:28

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Luís Roberto Barroso

Luís Roberto Barroso

Informativo Migalheiro desde 2003
Gustavo Binenbojm

Gustavo Binenbojm

Informativo Migalheiro desde 2005
Bruno Emanuel S Learte

Bruno Emanuel S Learte

Informativo Migalheiro desde 2021
Carla Domenico

Carla Domenico

Informativo Migalheira desde 2011
Teresa Arruda Alvim

Teresa Arruda Alvim

Informativo Migalheira desde 2006
Camila Crespi Castro

Camila Crespi Castro

Informativo Migalheira desde 2019
Ricardo Penteado

Ricardo Penteado

Informativo Migalheiro desde 2008
Nicole Cunha

Nicole Cunha

Informativo Migalheira desde 2021
Charline Pinheiro Dias

Charline Pinheiro Dias

Informativo Migalheira desde 2019
Scilio Faver

Scilio Faver

Informativo Migalheiro desde 2020

Publicidade