quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

O serviço de transporte de passageiros Uber chega a Brasília

Chegam também as discussões e brigas que acompanham a empresa por todos os lugares do mundo onde opera.

quinta-feira, 26 de março de 2015

No final do mês de fevereiro a empresa Uber promoveu uma grande festa na Torre de TV para comemorar o início de sua operação na capital da República.

Com isso, a Uber passa a oferecer seus serviços em quatro grandes capitais do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. Tudo para a ira dos taxistas destas cidades.

Mas afinal, o que é Uber? Ele é um aplicativo para celular, App, que oferece um serviço parecido com o táxi convencional. O interessado deve baixar e instalar o programa em seu celular; fazer um pequeno cadastro, com a indicação de nome e e-mail; e, ao final, digitar o número de um cartão de crédito válido. Feito isso, o usuário estará apto a pedir um carro com motorista para transportá-lo até o endereço desejado.

Através do aplicativo, a pessoa informa o local em que se encontra, inclusive por meio do geolocalizador do próprio celular, e para onde deseja ir. Pode, ainda, saber em quanto tempo o carro chegará, além de ter uma prévia de quanto custará a corrida.

Segundo os taxistas, a empresa Uber presta um serviço ilegal, tendo em vista que eles detêm autorização legal do Estado para prestar o serviço de transporte público remunerado. A Uber, por sua vez, se defende, e sustenta que o serviço prestado por intermédio de seu aplicativo é transporte de natureza privada, bem diferente da atividade dos taxistas. Neste ponto, chama à atenção o slogan da empresa: "Seu motorista particular". Importante pontuar, inclusive, que taxistas podem se cadastrar para prestarem serviços para a Uber de forma não exclusiva.

Argumentos à parte, o que ficou claro no evento de lançamento do aplicativo Uber em Brasília é que a empresa deseja ser regulada. Tanto que tais dizeres constavam do telão durante a festa: "Queremos ser regulados".

Creio que o Governo do DF, em tempos de vacas magras, tem a oportunidade de resolver dois problemas com uma atitude só: regulando o serviço oferecido pela Uber. De um lado, coloca na legalidade uma opção a mais de transporte para o consumidor do DF e de outro supre o caixa do Governo que já opera no "volume morto".

A opção simples de jogar um novo serviço tecnológico na ilegalidade mostrou-se, no passado, ineficaz. A guerra travada pela Indústria da Música contra o Napster, programa de compartilhamento de músicas, provou que uma aparente vitória legal foi, na verdade, uma derrota na prática, pois o compartilhamento de músicas aumentou de forma alarmante.

Não acredito que o Uber seja uma ameaça real aos taxistas, ao passo que, definitivamente, ele é mais uma opção para os usuários de transporte do DF, ou seja, todos nos, que sofremos com a escassez de serviços de transporte público e privado de qualidade.

Sustento isso por enxergar certa similaridade em relação a discussões passadas travadas entre nichos consolidados e as novas opções geradas pela tecnologia. O livro digital não matou o livro físico, pelo contrário, as vendas dos últimos aumentaram no decorrer dos anos. O Facebook não eliminou as amizades no mundo real, de forma oposta, implementou-as. Graças aos serviços de música streaming, um número imenso de pessoas está pagando para ouvir música, turbinando o mercado fonográfico e deixando de compartilhar músicas de forma gratuita e pirata.

____________________

*Frederico Meinberg Ceroy é promotor de Justiça do MP/DF e presidente do Instituto Brasileiro de Direito Digital - IBDDIG.

Instituto Brasileiro de Direito Digital - IBDDIG

Atualizado em: 25/3/2015 16:14

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Edvaldo Barreto Jr.

Edvaldo Barreto Jr.

Informativo Migalheiro desde 2020
Murillo de Aragão

Murillo de Aragão

Informativo Migalheiro desde 2018
Valmir Pontes Filho

Valmir Pontes Filho

Informativo Migalheiro desde 2004
Carla Domenico

Carla Domenico

Informativo Migalheira desde 2011
Sérgio Roxo da Fonseca

Sérgio Roxo da Fonseca

Informativo Migalheiro desde 2004
Lenio Luiz Streck

Lenio Luiz Streck

Informativo Migalheiro desde 2005
Carlos Barbosa

Carlos Barbosa

Informativo Migalheiro desde 2019
Taciana Santos Lustosa

Taciana Santos Lustosa

Informativo Migalheira desde 2020
Diogo L. Machado de Melo

Diogo L. Machado de Melo

Informativo Migalheiro desde 2008
Jones Figueirêdo Alves

Jones Figueirêdo Alves

Informativo Migalheiro desde 2011

Publicidade