terça-feira, 1 de dezembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Suporte de TI terceirizado se apresenta como ferramenta de gestão inteligente em grandes multinacionais

As demandas de rotina de uma área de TI são compostas de uma série de pequenos detalhes que, se mal administrados, podem gerar danos irreparáveis à saúde de uma empresa.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

A palavra "terceirização" tem provocado arrepios na maioria dos setores da economia brasileira. Em tempos como os de hoje, em que os direitos trabalhistas têm sido amplamente debatidos e que uma nova legislação em relação à contratação de terceiros para a prestação de qualquer tipo de serviço está em curso, existe uma espécie de demonização do termo.

Diante de tudo isso, é importante desmistificar o conceito de terceirização. Trata-se de algo plural. Em empresas de determinado segmento, que precisam do apoio de uma equipe de outro segmento totalmente distinto para operar, a terceirização pode significar contar com profissionais especializados e atualizados. Esses são valores fundamentais, sobretudo para especialistas da área de TI, que lidam com uma dinâmica própria, de evolução rápida e constante, o que pode conflitar com o ritmo de um negócio de um ramo diferente.

Este conceito se aplica a empresas de diversos tamanhos. Por exemplo, uma companhia aérea de operação internacional, que tem como especialidade, além do transporte de pessoas e cargas, a prestação de serviços relacionados à hospitalidade, depende de uma operação integrada entre suas bases para existir. Como vivemos em plena era digital, o sucesso de uma operação integrada está diretamente ligado ao bom funcionamento das tecnologias adotadas pelas empresas.

Considerando que iniciar ou manter uma grande estrutura de operação em um país longe da matriz é um desafio oneroso e, neste cenário, possivelmente desnecessário, terceirizar o suporte de TI é certamente uma solução econômica, viável e eficiente, que garante a boa qualidade e o andamento das atividades de uma filial ou subsidiária de uma operação internacional.

As demandas de rotina de uma área de TI são compostas de uma série de pequenos detalhes que, se mal administrados, podem gerar danos irreparáveis à saúde de uma empresa. Portanto, essa é uma decisão importante, que requer critérios bem definidos, para que a equipe prestadora de serviço tenha o nível de envolvimento necessário com o negócio da empresa contratante.

A melhor maneira de fazer uma boa escolha é priorizar empresas que tenham experiência, boa reputação no mercado, preço justo e que tenham a cultura de se comprometer com os negócios e particularidades de seus clientes, inclusive em relação à língua. Integrar é comunicar-se com eficiência. Empresas como a Penso Tecnologia, que oferecem suporte na língua que seus clientes desejarem, têm se destacado no mercado de TI.

Contando com um serviço terceirizado de suporte de TI que garanta um serviço escalável, diligente e de alta qualidade, questões tecnológicas do dia a dia deixam de ser uma preocupação dentro da empresa, liberando gestores e diretores para se concentrarem unicamente no desenvolvimento do negócio. Assim, a opção pela terceirização de uma área, especialmente a de TI, deixará de ser vista como um fantasma e se tornará um sinônimo de gestão inteligente.

__________

*Thiago Madeira de Lima é diretor executivo da Penso Tecnologia.

 

 

 

 


Ktree Penso Tecnologia da Informacao Ltda.

Atualizado em: 8/7/2016 08:28

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

André Lucenti Estevam

Migalheiro desde 2020

Ricardo Penteado

Migalheiro desde 2008

Pedro Dalese

Migalheiro desde 2020

Marília Lira de Farias

Migalheira desde 2020

Marcelo Branco Gomez

Migalheiro desde 2020

Carla Domenico

Migalheira desde 2011

Sérgio Roxo da Fonseca

Migalheiro desde 2004

Selma Ferreira Lemes

Migalheira desde 2005

Carlos Barbosa

Migalheiro desde 2019

Allan de Oliveira Kuwer

Migalheiro desde 2020

Teresa Arruda Alvim

Migalheira desde 2006

Renato de Mello Almada

Migalheiro desde 2008

Gustavo Santiago Martins

Migalheiro desde 2019

Publicidade