quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Como lidar com grandes intervalos de tempo no seu currículo - dicas de abordagens para advogados

Se você ficou fora do mercado de trabalho por um tempo, deve estar preparado para dizer o que você tem feito para se manter informado e atualizado.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Ter uma lacuna no currículo, isto é, um período que você não estava trabalhando ou que estava, mas em algo que você não tem interesse em incluir nele, é cada vez mais comum nos dias de hoje.

A atual taxa de desemprego fechou o segundo trimestre de 2016 em 11,3%, significando que há quase 12 milhões de pessoas procurando emprego no país. Estas pessoas estarão, em breve, novamente empregadas (esperamos nós) e todos eles terão estes intervalos de tempo no seu currículo que, muito provavelmente, precisarão explicar.

Por isso, independente do motivo da existência desta lacuna, colocamos aqui algumas dicas de como você poderá lidar com elas numa nova oportunidade de emprego.

1. Seja sempre honesto

Bons entrevistadores são treinados para procurar estes intervalos de tempo em currículos. Por isso, ele provavelmente vai querer saber o porquê de você ter deixado os empregos que listou.

Deixá-los em prol de se recolocar em um outro lugar é algo fácil de se compreender. No entanto, algumas outras perguntas irão surgir, se você tiver uma lacuna maior de tempo entre um emprego e outro, porque isso indica que houve uma saída repentina e, muita das vezes, involuntária do trabalho.

Para o entrevistador é importante saber se isso aconteceu por conflito de personalidade, baixa performance ou qualquer outro motivo que indique ser um risco contratar aquele candidato.

Todavia, também existem uma série de boas razões para ter tirado um tempo livre entre dois empregos, que às vezes, são voluntárias. A chave é estar sempre preparado para apresentar os seus motivos de forma concisa e positiva, a fim de responder as dúvidas do entrevistador e mostrar que você não é um risco.

Resista à tentação de mentir sobre as datas em seu currículo. Seu entrevistador pode ser capaz de verificar o seu histórico de trabalho e descobrir que a informação fornecida não é verdadeira. Não vale a pena correr este risco.

Dada a recessão e o estado da nossa economia, a maioria dos empregadores sabem muito bem que as empresas estão passando por cortes no orçamento, como também, por reestruturação.

Quase todos os candidatos nos dias de hoje têm este hiato - a chave é ser capaz de fornecer uma explicação razoável para isso.

Se a sua demissão foi parte de um corte maciço e não por casa de um baixo desempenho é bem fácil explicar isso para o seu entrevistador. Realce o que você aprendeu com a experiência, mantendo uma resposta breve e objetiva. Tenha em mente que o seu entrevistador estará procurando todas as luzes vermelhas que poderiam acender, tais quais, sinais de falta de profissionalismo, falta de motivação ou mesmo desonestidade.

Evite negativismo ou mesmo culpar o seu antigo empregador por ter contribuído de uma forma ruim com a sua saída. Não entre em detalhes desconfortáveis. Encontre uma forma sincera e simples de resumir o que aconteceu. Como, por exemplo:

"O escritório perdeu um cliente importante para a área x e por isso foi forçado a fazer cortes no orçamento, demitindo dois advogados - infelizmente, você era um dos membros desta equipe. No entanto, sente-se orgulhoso do trabalho que fez por lá e por poder ter uma carta de recomendação do seu ex-chefe." ou

"Eles contrataram um novo Diretor Jurídico e este decidiu que queria trazer a sua própria equipe para a organização. Foi frustrante, no início, mas você percebeu que era uma boa hora de correr atrás de um novo desafio."

2. Explicando longas lacunas no currículo

Se você ficou fora do mercado de trabalho por um tempo ou se você tem um longo hiato em seu currículo, deve estar preparado para dizer o que você tem feito para se manter informado e atualizado, a fim de assumir uma nova posição.

Bons exemplos incluem: trabalhos voluntários, autônomos ou projetos de consultoria; e na parte acadêmica, cursos de extensão, pós-graduação, etc. Se você já está há algum tempo parado e não está fazendo nada disso, é interessante começar o quanto antes. Isso vai te dar material para falar em entrevistas de emprego, como também, irá mantê-lo intelectualmente desafiado e envolvido em alguma atividade durante a sua busca por um novo trabalho.

Se o seu lapso no currículo é de um ano ou mais longe do mercado de trabalho, por algum problema pessoal ou qualquer outro motivo, você terá que ser uma pessoa particularmente eloquente para explicar o porquê de ser o melhor candidato para aquela vaga.

O fato é que os empregadores vão se preocupar com a contratação de alguém que está voltando ao trabalho, depois de um longo período sabático. Afinal, a tecnologia e os processos mudam rapidamente no mundo de hoje. Por isso, o seu desafio será mostrar que você tem se mantido atualizado e que está 100% pronto para mergulhar novamente num novo emprego em tempo integral.

Nessas situações, é ainda mais importante para demonstrar o seu comprometimento, falar sobre treinamentos, trabalhos voluntários ou autônomos. Você também deve mencionar quaisquer seminários ou conferências voltado para as áreas relacionadas àquele emprego que tenha participado, assim como associações profissionais ou entidades que tenha começado a participar. É importante também demonstrar que está atualizado sobre o mercado, não só na parte técnica, como também, na negocial. E que tem lido jornais e demais publicações que o deixam ciente das últimas mudanças.

Lembre-se de destacar as coisas importantes que tenha aprendido ou desenvolvido nestes seus meses de pausa, que são relevantes para o trabalho que você está procurando. Por exemplo, você pode ter melhorado sua liderança ao servir como mentor de algumas pessoas ou desenvolvido sua capacidade de captar clientes, enquanto buscava novas pessoas para atender como advogado autônomo.

3. Formatação do Currículo

Existem maneiras de formatar o currículo para evitar chamar muita atenção para as datas. Uma maneira é listando apenas os anos de emprego, quando o intervalo for referente apenas a alguns meses. Desta forma, a lacuna não fica tão óbvia e, caso isso seja questionado na entrevista, você tem a chance de falar sobre o assunto pessoalmente.

4. Tenha sempre Atitude

É fundamental separar um tempo, a fim de se preparar para algumas perguntas que possam ser feitas em relação às lacunas antes da entrevista. Isso irá ajudá-lo a se sentir mais confiante e menos defensiva, levando-o a ter uma outra postura e muito mais chance de sucesso no dia D.

Se você gaguejar ou for muito vago nas suas respostas, existe uma chance do entrevistador acreditar que você esteja escondendo alguma coisa dele, o que pode limar a sua chance de ser selecionado.

Por isso, ter uma atitude aberta e confiante fará toda diferença na hora H. Por isso, esteja preparado para falar sobre estes hiatos positivamente, a fim de que que eles não se tornem um inimigo para você.

____________

*Maria Olívia Machado é coach, advogada e sócia da Thelema Coaching para Advogados.







*Ana Lúcia Barros é coach, advogada e sócia da Thelema Coaching para Advogados.

Atualizado em: 1/9/2016 09:19

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

Publicidade