quinta-feira, 29 de outubro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Então é Natal, Eudes Quintino

Então é Natal

Desejos natalinos brotam do fundo do coração. Assim, desfrute momentos maravilhosos junto àqueles que lhe são caros.

domingo, 24 de dezembro de 2017

Pois é, meu amigo. Mais um Natal chegando e mais um ano vai se findando. Na realidade, vai se esvaindo, deslizando lentamente entre os dedos das mãos, sem que você consiga segurá-lo, desfazendo todos os propósitos e sonhos arquitetados, realizados ou não, e colocando-o frente a frente com o próximo desafio.

Já que se vive em plena era da cibernética, pode-se dizer que o tempo passa mais rápido do que a nuvem, vem e vai como o vento e com ele se desfaz. Nem as cinzas são recolhidas, a não ser as que encontraram refúgio e se alojam em nossas memórias. Ali, cuidadosamente, guardamos as parceiras e testemunhas de nossas vidas. Machado de Assis anunciava que os anos passam nos atropelando, os acontecimentos vêm uns sobre os outros e as sensações também.

Não é preciso remontar os anos da infância e mocidade para dimensionar o tempo. Basta ver o glorioso nascimento de cada dia, num venturoso parto e num indescritível crepúsculo. Momentos e mais momentos que se somam e escrevem a história de todos nós. "Contemplar mais entardeceres, subir nas montanhas, nadar nos rios..." canta a inesquecível poesia de Jorge Luis Borges. Pois se não sabe, disso é feita a vida, de momentos. Não perca o agora. Carpe diem, dizia o poeta romano Horácio, aconselhando a viver maravilhosamente seu dia de hoje. É um presente do presente.

Se o tempo é o senhor da razão, o homem é o senhor do tempo. E, diante de tamanho poder, que seja dada a ordem para que paralise, pelo menos por alguns instantes, a terrível contagem dos segundos que formam um minuto, que desafoga na hora e esta, por sua vez, multiplicada de forma imperdoável, acrescenta mais um dia. Mais um para o tempo, menos um para você.

Tempus fugit. Irreversivelmente o tempo foge. É o depurador da natureza.

Enquanto isso, na contagem regressiva, ainda com tempo, pois há o Natal e a passagem para o próximo ano, à moda antiga, expresso meus votos: que você possa apreciar a beleza singela da Sonata ao Luar, de Beethoven, e dançar rodopiando o Bolero de Ravel; que você possa mirar o infinito e fazer com que, usando as cores e pincéis que lhe foram confiados, seja o artífice da nova era e pinte o mundo de acordo com a sua cor, para que a travessia seja mais excitante e a paisagem mais bela; que você possa sentir o amor em toda sua plenitude, abrir os braços e ir ao encontro das boas coisas da vida; que você possa sentir o milagre da vida, tão belo quanto curto, que deveria ser cultivado como as flores mais raras; que você possa pedir colo a Deus e nessa efusão de abraços afetuosos, sentir a grandiosidade do espírito humano, vocacionado para o infinito e a eternidade; que você possa fazer da pena o estilete a penetrar interiores e pinçar, no fundo, os fantasmas que habitam os porões da alma humana, devassá-los e cegá-los com a luz da verdade; que você possa carregar neste corpo nanico o gigante sonho que acalenta em sua alma e realizar o sucesso pluralista de suas aspirações; que você possa fazer da solidariedade sua bandeira para desinchar o egoísmo que consome as pessoas e reverter em dividendos de bonança e a mais perfeita sintonia fina nos elevados projetos humanitários; que você possa buscar o sucesso que é merecedor, pelo seu talento e, a cada virada de página, receba os aplausos com a franciscana humildade; que você possa, enfim, vencer todas as dificuldades enfrentando-as com a afiada espada do Anjo Exterminador que, com toda certeza, é seu protetor contra as hostes inimigas.

Desejos natalinos brotam do fundo do coração. Assim, desfrute momentos maravilhosos junto àqueles que lhe são caros. Se faltar alguém, eleja a prece como mensageira para que encaminhe ao destinatário todo sentimento de paz e do mais puro afeto.

__________

*Eudes Quintino de Oliveira Júnior é promotor de Justiça aposentado, mestre em Direito Público, pós-doutorado em Ciências da Saúde. Advogado e reitor da Unorp.



 

Atualizado em: 22/12/2017 10:40

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Ricardo Penteado

Migalheiro desde 2008

Luis Felipe Salomão

Migalheiro desde 2014

Valmir Pontes Filho

Migalheiro desde 2004

Rogério Pires da Silva

Migalheiro desde 2005

Marco Aurélio Mello

Migalheiro desde 2014

Carla Domenico

Migalheira desde 2011

Vantuil Abdala

Migalheiro desde 2008

Anna Carolina Venturini

Migalheira desde 2014

Miguel Reale Júnior

Migalheiro desde 2003

Selma Ferreira Lemes

Migalheira desde 2005

Marília Lira de Farias

Migalheira desde 2020

Murillo de Aragão

Migalheiro desde 2018

Abel Simão Amaro

Migalheiro desde 2004

Publicidade