segunda-feira, 26 de outubro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Caos, ordem e progresso

Se o caos atual não nos levar à necessariamente à ordem, que ao menos seja agente propulsor de progresso.

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Sun Tzu, célebre estrategista militar chinês afirmava que "no caos, também há a oportunidade". Por sua vez, Napoleão, outro gênio militar, afirmava, sobre o mesmo tema, que no ambiente caótico da guerra, "vence quem consegue controlar melhor o caos, inclusive o seu próprio".

Estas afirmações, aparentemente elementares, são de grande profundidade e se complementam na medida em que reconhecem que desordem é condição necessária para a criação de algo novo e salientam a importância de atitude pró-ativa diante de situações aparentemente sem controle.

Diante de um cenário de crescente de incerteza e de instabilidade institucional estas lições são particularmente úteis para o Brasil, cabendo a nós brasileiros aproveitamos as oportunidades trazidas por esta desordem generalizada que enfrentamos para construir um país melhor, reforçando nossa disposição coletiva de enfrentar todos os desafios, por mais intratáveis que elas pareçam ser.

Temos a necessidade de estabelecer novos paradigmas nas mais diversas áreas, descartando ideias e práticas incompatíveis com o país que idealizamos, saindo de vez por todas de nossa zona de conforto, qualquer que ela seja.

Dentro deste contesto mais amplo, nossa atuação profissional, nos últimos anos, tem sido cada vez mais pautada por uma batalha sem trégua a favor da proteção dos direitos dos acionistas minoritários no Brasil, questão que entendemos fundamental diante da importância econômica que a segurança jurídica representa para o bom funcionamento dos mercados e da economia como um todo.

A célebre Class Action face à Petrobras, nos Estados Unidos, neste sentido, foi uma contribuição relevante para a construção de uma nova realidade, fundada em um modelo mais civilizado e responsável de ética empresarial. Envolveu, em sua concepção e concretização, uma grande dose de coragem e atitude.

O resultado, que muito nos orgulha, foi altamente positivo.

Atualmente objetivamos solidificar a proteção dos investidores brasileiros por meio de uma ação civil pública no Brasil, otimistas de que a desordem que enfrentamos possa impulsionar o advento de mudanças há muito necessárias, e que o Poder Judiciário se mostre preparado para aproveitar esta oportunidade.

Acreditamos que as dificuldades devem ser vistas como oportunidade e jamais como uma desculpa para a inércia, razão pela qual a desordem atual não pode nos impedir de constatar que caminhos que devemos trilhar coletivamente são absolutamente claros e não se fundamentam em radicalismos de qualquer viés, mas em conceitos básicos e imperiosos como a ética, trabalho, responsabilidade e a solidariedade.

Temos que seguir em frente, independentemente dos ventos que encontramos: se o caos atual não nos levar à necessariamente à ordem, que ao menos seja agente propulsor de progresso.

__________

*André de Almeida é advogado.

 

 

Atualizado em: 25/9/2019 15:59

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

Publicidade