sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

A 5ª Revolução Industrial e o seu impacto na advocacia moderna

Para a advocacia moderna, o mais provável é que a tecnologia na área jurídica fortaleça ainda mais a nova era de inteligência virtual, oferecendo ferramentas poderosas capazes de otimizar as rotinas de trabalho.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Para especialistas a 5ª Revolução Industrial já está muito próxima de acontecer. E terá impactos diretos à tecnologia na área jurídica.

Na verdade, ela tem uma grande relação com todas as tecnologias em geral, mas é de suma importância estar atento aos impactos que ela trará também para a advocacia.

Durante muito tempo as máquinas realizaram tarefas operacionais e mecânicas, substituindo com o tempo funcionários em processos fabris, mais simples. No entanto, na esperada revolução industrial teremos as chamadas "Smart Machines", que executarão tarefas cada vez mais complexas que até hoje pareciam ser dominadas apenas pela inteligência humana.

E assim como aconteceu nas revoluções passadas, o avanço tecnológico atinge indústrias e empresas de forma exponencial. Os negócios devem se adaptar para não perder seus respectivos lugares no mercado.

Neste artigo você entenderá um pouco mais sobre a 5ª Revolução Industrial e quais impactos ela pode gerar em relação à tecnologia na área jurídica. Vamos lá?

O que é a 5ª Revolução Industrial?

Para muitos profissionais é estranho falar sobre uma 5ª Revolução Industrial quando ainda nos encontramos em um momento em que está sendo sedimentada a indústria 4.0.

Para colocar isso em perspectiva, basta pensar na 1ª Revolução Industrial, no século XVII. À medida que a tecnologia avança, se encurta também o tempo entre as inovações significativas que mudam os paradigmas da produção no mundo, por isso, acredita-se que a 5ª Revolução já esteja batendo à porta.

Este é um processo contínuo.  A 1ª Revolução Industrial aconteceu aproximadamente entre 1760 e 1860, foi praticamente um século inteiro de revolução. Enquanto a 2ª revolução industrial ocorreu entre 1860 e 1900 - com duração de 40 anos.

A 3ª Revolução Industrial aconteceu entre 1969 e 2000 - abrangendo aproximadamente 31 anos, e a 4ª Revolução ainda está em andamento, beirando a 5ª Revolução.

Ainda há um tanto de incerteza sobre como a 5ª Revolução Industrial afetará diretamente aos negócios. O que se sabe é que ela já está muito próxima de acontecer, na qual a Inteligência Artificial (IA) será acoplada em máquinas para criar outras ainda mais inteligentes que fazem todo o trabalho humano.

E como qualquer nova tecnologia, é necessário que os negócios adaptem o modo como eles trabalham para que não corram o risco de ficar para trás no mercado.

A Indústria 4.0 é caracterizada por tecnologias que fundem o mundo físico, digital e biológico, impactando diretamente a atividade econômica e industrial.

A 5ª Revolução Industrial pretende levar tudo isso adiante, inovando com a introdução à tecnologia Ciborgue (organismo dotado de partes orgânicas e cibernéticas). Esse processo alinha a tecnologia robótica à inteligência humana.

Nesta Revolução Industrial outra tecnologia em ascensão será a Computação Quântica. Isso significa muito mais Poder Computacional à área jurídica, disponibilizando aos profissionais inúmeras aplicações e ferramentas incríveis com que se trabalhar.

Estas novas tecnologias serão mais sofisticadas do que qualquer outra coisa que já se tenha visto e experimentado antes, serão mais rápidas, mais escaláveis e adotadas globalmente, e certamente trarão inovações relacionadas à profissão jurídica.

 

O que podemos esperar dela?

Realidade virtual e aumentada, Computação Quântica, Criptomoedas, Ciborgues e Inteligência Artificial acoplada a novas máquinas é apenas uma prévia do que se pode esperar da 5ª Revolução Industrial.

O surgimento de máquinas superinteligentes terá um impacto profundo e sem precedentes em nossa civilização.  Assim como nas revoluções passadas, os humanos terão que desenvolver novas habilidades.

O que vai mudar nesse novo momento é realmente a relação entre homens e máquinas, além da forma como a tecnologia poderá servir como um guia para novos modelos de produção.

As máquinas inteligentes provavelmente substituirão os humanos em algumas atividades. Isso porque a IA acoplada em máquinas fará com que esses equipamentos sejam capazes de gerenciar sua própria produtividade, além de se adaptarem individualmente em busca de mais eficiência.

Como a quinta Revolução afeta aos escritórios de advocacia?

É claro que as máquinas superinteligentes chegarão também à advocacia.

Os profissionais da área poderão contar cada vez mais com assistentes digitais com Inteligência Artificial, que se desenvolvem de maneira mais inteligente à medida que processam informações e gerenciam sua própria produtividade.

Os supercomputadores ou computadores quânticos, por exemplo, poderão ajudar os escritórios de advocacia a trabalhar com um volume de dados ainda maior e processá-los em uma velocidade jamais vista.

Estas máquinas poupariam tempo e esforço humano. Além disso, proporcionaria uma melhor análise jurídica, o que significa que os advogados ou profissionais da área jurídica serão capazes de extrair resultados de um conjunto de dados cada vez melhores.

E para uma empresa se preparar para a 5º Revolução Industrial ela precisará de sistemas, capazes de trabalhar e suportar o desconhecido, atrelado a uma estrutura ágil, ou seja, será necessário configurar serviços, produtos e procedimentos. Portanto, para gerenciar a produtividade e alcançar o sucesso, será necessário ser mais flexível e estar atento ao futuro.

Qual o possível cenário para 2050?

O impacto da 5ª Revolução Industrial será duplo: primeiro, os humanos precisarão encontrar formas de se reinventar. Ou serão substituídos pelas máquinas ou será necessário se redefinir para os novos modelos de trabalho.

O segundo impacto profundo será econômico: até hoje a receita está relacionada ao trabalho que realizamos. Mas, e se as supermáquinas passarem a executar nosso trabalho? Há duas coisas que podem ser feitas: os humanos precisarão encontrar novas formas de ganhar dinheiro ou a nossa concepção sobre economia e civilização deverá ser redefinida.

Para a advocacia moderna, o mais provável é que a tecnologia na área jurídica fortaleça ainda mais a nova era de inteligência virtual, oferecendo ferramentas poderosas capazes de otimizar as rotinas de trabalho.

__________

*Paulo Silvestre de Oliveira Junior é consultor de Inovação no escritório Machado Meyer Advogados.

t

Atualizado em: 15/2/2019 14:41

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Stanley Martins Frasão

Migalheiro desde 2002

Paulo Henrique Cremoneze

Migalheiro desde 2019

João Ibaixe Jr

Migalheiro desde 2019

Jocineia Zanardini

Migalheira desde 2020

Fernando Salzer e Silva

Migalheiro desde 2016

Marcelo Branco Gomez

Migalheiro desde 2020

Justiliana Sousa

Migalheira desde 2020

Diogo L. Machado de Melo

Migalheiro desde 2008

Selma Ferreira Lemes

Migalheira desde 2005

Luis Felipe Salomão

Migalheiro desde 2014

Ronaldo de Jesus

Migalheiro desde 2019

Publicidade