quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Compliance na advocacia

Mesmo não tendo como finalidade precípua a obtenção de lucro, os escritórios de advocacia devem estar atentos para essa importante ferramenta de controle, sobretudo em razão da natureza sensível, importante e de tanta repercussão social da nossa profissão.

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Essa palavra esquisita, com origem no verbo inglês "comply" (cumprir; agir de acordo com) trata-se de uma espécie de marco regulatório que impõe uma aderência compulsória dos integrantes de determinada organização às normas legais e diretrizes da própria instituição, prevenindo riscos e desvios e assim protegendo a sua imagem.

Toda organização, na exata medida de seu porte, possui poder para interferir positiva e negativamente na sociedade, e onde existe poder é salutar que exista controle. A história recente das grandes empreiteiras brasileiras é um traumático exemplo disso. A lógica capitalista, pela qual as organizações devem almejar sempre resultados maiores e mais eficientes, encontra na política de compliance um importante moderador do "vale-tudo" do mundo corporativo, obrigando os integrantes da empresa a uma plena aderência com as normas legais, regulatórias e diretrizes da própria companhia no seu dia a dia, sob constante monitoramento de um departamento próprio.

tMesmo não tendo como finalidade precípua a obtenção de lucro, os escritórios de advocacia devem estar atentos para essa importante ferramenta de controle, sobretudo em razão da natureza sensível, importante e de tanta repercussão social da nossa profissão.

Para ilustrar a relevância do tema, observamos que em não menos de 90% dos casos de corrupção no Judiciário há participação de advogados, atuando como intermediários ou corruptores. Já nos demais poderes, a operação Lava-Jato vem nos mostrando sérias suspeitas da recorrente presença de escritórios de advocacia em esquemas de lavagem de dinheiro e intermediação de propina.

De nossa parte, sem qualquer presunção quanto ao pioneirismo da iniciativa, a Limongi Advocacia já está implementando seu programa de compliance, o que, acreditamos, revela o nosso compromisso com as boas práticas e representa um importante passo para o futuro de nossa organização.

____________

t*Pedro Henrique Reynaldo Alves é sócio da Limongi Sial & Reynaldo Alves Advocacia e Consultoria Jurídica.

 

 

Atualizado em: 12/6/2019 07:55

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Giselle Farinhas

Migalheira desde 2017

Ricardo Alves de Lima

Migalheiro desde 2020

Abel Simão Amaro

Migalheiro desde 2004

Levi Rezende Lopes

Migalheiro desde 2020

Ricardo Penteado

Migalheiro desde 2008

Rogério Pires da Silva

Migalheiro desde 2005

Anna Carolina Venturini

Migalheira desde 2014

Pablo Domingues

Migalheiro desde 2017

Gustavo Santiago Martins

Migalheiro desde 2019

Cesar de Lima e Silva

Migalheiro desde 2019

Diogo L. Machado de Melo

Migalheiro desde 2008

Italo Bondezan Bordoni

Migalheiro desde 2019

Publicidade