quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Provimento do CNJ possibilita alterações de sobrenome em registros civis

Com esta regulamentação, passou a ser permitida em todo o país a correção do sobrenome dos genitores nos registros de nascimento e de casamento dos filhos, sem o necessário ajuizamento de ação de retificação.

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Resultado de imagem para Provimento do CNJ possibilita alterações de sobrenome em registros civisBuscando regulamentar uma situação cotidiana e aperfeiçoar as atividades dos ofícios de Registro Civil das Pessoas Naturais, no dia 3 de julho foi publicado o provimento 82, do CNJ.

Com esta regulamentação, passou a ser permitida em todo o país a correção do sobrenome dos genitores nos registros de nascimento e de casamento dos filhos, sem o necessário ajuizamento de ação de retificação.

Tal situação ocorrerá nos casos em que houver a mudança do sobrenome do genitor em razão de alteração do seu estado civil (por casamento, restabelecimento da sociedade conjugal, separação, divórcio ou viuvez).

Para tanto, basta apresentar no Registro Civil do filho a certidão de alteração do patronímico dos genitores e requerer a alteração.

O acréscimo de sobrenome, quando o filho tiver sido registrado apenas com o patronímico do outro genitor, dependerá do consentimento do menor, quando este for maior de 16 anos.

Com isso, haverá uma exponencial redução das ações de retificações e os documentos retratarão o nome atual dos genitores, evitando-se desgastes em viagens internacionais, hospedagens e até mesmo na apresentação de documentos aptos a comprovar a filiação em situações cotidianas, eis que muitas vezes os documentos dos genitores não retratam o que consta nos documentos dos filhos. 

Assim como bem destacado na própria norma, "é direito da personalidade ter um nome, nele compreendidos o prenome e o sobrenome (art. 16, da Lei 10.406, de 10 de janeiro de 2002, Código de Processo Civil), e que ter o patronímico familiar dos seus genitores consiste no retrato da identidade da pessoa, em sintonia com princípio fundamental da dignidade humana".

Ademais, o provimento tratou de um assunto já abordado na edição 41 deste Boletim e permitiu que viúvos voltem a utilizar seus nomes de solteiros após o falecimento do cônjuge, por meio do mesmo procedimento de averbação no Registro Civil.

___________

t*Thais Guimarães é advogada do Escritório Professor René Dotti.

Atualizado em: 10/9/2019 08:30

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Ivan Esteves Barbosa

Ivan Esteves Barbosa

Informativo Migalheiro desde 2020
Gisele Nascimento

Gisele Nascimento

Informativo Migalheira desde 2017
Renato da Fonseca Janon

Renato da Fonseca Janon

Informativo Migalheiro desde 2017
Valmir Pontes Filho

Valmir Pontes Filho

Informativo Migalheiro desde 2004
Antonio Pessoa Cardoso

Antonio Pessoa Cardoso

Informativo Migalheiro desde 2004
Allan de Oliveira Kuwer

Allan de Oliveira Kuwer

Informativo Migalheiro desde 2020
Ricardo Penteado

Ricardo Penteado

Informativo Migalheiro desde 2008
João Ibaixe Jr

João Ibaixe Jr

Informativo Migalheiro desde 2019
Letícia Baddauy

Letícia Baddauy

Informativo Migalheira desde 2020
Luís Roberto Barroso

Luís Roberto Barroso

Informativo Migalheiro desde 2003

Publicidade