domingo, 17 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Eduardo Domingos Bottallo e as Arcadas

Lembro-me que quando entramos na Faculdade (...) descobrimos que ele fora agraciado pela Associação dos Advogados de São Paulo por ter sido o aluno das Arcadas que, durante todo o curso, ocupou sempre o primeiro lugar de todas as turmas da faculdade.

sexta-feira, 10 de julho de 2020

t

Encontramo-nos no "Cursinho do Castelões". Eu vindo do Pasteur, ele do São Bento e descobrimos sermos vizinhos em Vila Mariana. Nosso objetivo comum: AS ARCADAS! Resultado? Um contato diário desde então, só atenuado com a minha mudança para Brasília, 22 anos depois.

Essa "parceria" mostrou-se presente desde logo em todas as atividades: intensas durante o curso e mantidas depois na diuturna vida profissional, recreativa e familiar... padrinho do meu quarto filho!

Logo no primeiro ano da faculdade, durante a aula do "Xandóca", ao depararmos com a primeira palavra do rito de instalação do processo judicial romano, - SPONDES - surgiu a paródia sobre a melodia de uma famosa modinha de Sinhô, cantada por Mario Reis e Noel Rosa.

Bastou eu cantarolar as primeiras notas, substituindo JURA por SPONDES, para que o Eduardo vertesse para o latim o resto da melodia.

A propósito, lembro-me que quando entramos na faculdade, o Bottallo conversava com seus colegas do São Bento em latim e, quando saímos, descobrimos que ele fora agraciado pela Associação dos Advogados de São Paulo por ter sido o aluno das Arcadas que, durante todo o curso, ocupou sempre o primeiro lugar de todas as turmas da faculdade.

Agora, na partida desse grande advogado, grande professor, grande jurisconsulto e grande amigo que, anual e infalivelmente, enviava-me seu "Calendário de Trovas", achei por bem lembrá-lo através de uma singela "troça acadêmica", dentre a sua enorme atividade humanista, o que vai a seguir:

Spondes, Spondes,
Spondes mihi centum dare.
Spondes, et per tradicio
Veja que Tício seja o juiz!
Per justa causa in jure Spondes
Spondes, Spondes mihi centum dare
Ut res mancipi habere possis longa mano
Assim falou Justiniano
Tradictio fictae
Adjudicatio
Res interditae
Per garantir mancipatio
Annus finiter
Legis vacatio.
Jus romanorum, amigo,
É um esculacho.

(No bis) Maldita aula de romano!

Se alguém quiser conferir com a melodia, clique aqui.                            

SAUDADES!

_____________

*Vadim da Costa Arsky é advogado.

 

 

Atualizado em: 10/7/2020 07:26

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Douglas Lima Goulart

Douglas Lima Goulart

Migalheiro desde 2020
Ivan Esteves Barbosa

Ivan Esteves Barbosa

Migalheiro desde 2020
René Ariel Dotti

René Ariel Dotti

Migalheiro desde 2006
Anna Carolina Venturini

Anna Carolina Venturini

Migalheira desde 2014
Márcio Aguiar

Márcio Aguiar

Migalheiro desde 2020
Ivo Ricardo Lozekam

Ivo Ricardo Lozekam

Migalheiro desde 2020
Edvaldo Barreto Jr.

Edvaldo Barreto Jr.

Migalheiro desde 2020
Taciana Santos Lustosa

Taciana Santos Lustosa

Migalheira desde 2020
Ricardo Penteado

Ricardo Penteado

Migalheiro desde 2008
Diogo L. Machado de Melo

Diogo L. Machado de Melo

Migalheiro desde 2008
Vantuil Abdala

Vantuil Abdala

Migalheiro desde 2008

Publicidade