sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Há males que vêm para o bem

Importante também destacar nestas linhas finais que, na liderança da Advocacia Paulista, o Presidente Caio e toda a sua Diretoria vem empreendendo árduo combate a essas violações, junto à Comissão de Prerrogativas e ao Conselho Estadual.

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Dedico esta reflexão ao colega advogado dr. Flávio Grossi.

Querido Dr. Flávio, seu sofrimento nos emocionou e nos revoltou, mas ao mesmo tempo nos encheu de orgulho, por ter mostrado a mais pura e literal tradução daquilo que significa ser verdadeiramente um advogado. Para a advocacia e para todo o sistema do Poder Judiciário, essa máxima apesar dos contornos de "clichê" nunca foi tão verdadeira. A par da verdadeira revolução tecnológica que a pandemia trouxe às portas e às entranhas do Judiciário, vem também se expondo o sofrimento que é imposto às advogadas e advogados no exercício da sua atividade. Por óbvio que estes escritos são dirigidos a uma minoria, cujo comportamento não pode ser estendido à maioria das autoridades que fazem a grandeza do Poder Judiciário.

O desrespeito às prerrogativas profissionais, à pessoa, ao gênero, enfim, ao exercício da nobre profissão da qual tenho orgulho de fazer parte. Atos e comportamentos reprováveis e desrespeitosos por parte das autoridades judiciárias, que fazem parte da vida diária das advogadas e advogados desde quando receberam as suas primeiras habilitações para o exercício da nobre profissão, que antes ficavam restritas às salas de julgamento, ao interior dos processos, às respostas verbais desrespeitosas e irônicas durante a busca aos despachos urgentes de forma presencial e, principalmente, à dor íntima e às vezes, sensação de impotência, causadas por essas atitudes. Toda essa vasta gama de atos e comportamentos desrespeitosos que antes só faziam minar a nossa saúde física em mental, o nosso íntimo, passa a ser exposta pela publicidade virtual que se instalou nos Tribunais por força da pandemia.

Em julgamentos e audiências telepresenciais, juízes e desembargadores promovendo ofensas machistas contra advogadas, xingando advogados em comentários paralelos e ferindo o sagrado direito da defesa do cidadão, além de graves violações às prerrogativas do advogado. Tudo agora vem ao conhecimento do público e da imprensa. Este é um dos poucos legados positivos da pandemia. Essa chaga finalmente vem à luz para quem nunca nem imaginaria os sacrifícios aos quais são submetidas advogadas e advogados por dias e dias, meses e meses, anos e anos a fio, na busca e defesa dos direitos daqueles que contrataram seus serviços. Entre nós sempre dizemos que a luta contra os desmandos é maior do que a batalha processual em si, a ser travada num processo pela busca do direito.

Em países ditos desenvolvidos, a relação de confiança e parceria entre o Poder Judiciário, o Ministério Público e a Advocacia pela busca da Justiça não é lenda mas uma realidade corriqueira. Vimos esta semana a imagem de um advogado preso a uma cama de hospital, ligado a aparelhos e medicamentos, recebendo oxigênio, a participar de uma audiência virtual, por conta do capricho de um magistrado que indeferiu um pedido mais do que justificado de adiamento da audiência, em razão da condição do advogado. E vimos ainda o pior, uma das instituições profissionais dita representante de juízes o ato da defender a autoridade coatora, fato que nem merece críticas ou outros comentários, pois a própria manifestação ratifica o comportamento desrespeitoso. Vimos desembargadores participando de sessões, usando cuecas e outros desembargadores, sob uma equivocada exigência de "decoro" ou respeito, advertindo de forma deselegante e desrespeitosa, colegas advogados por estarem sem gravata ou sem o paletó.

Agora senhores e senhoras magistrados que insistem a desrespeitar a advocacia, todos estão assistindo seus atos. Quero aqui ressaltar e deixar minha mais respeitosa homenagem à grande maioria das Ministras, Desembargadoras, Ministros, Desembargadores, Juízas e Juízes que respeitam e prestigiam a Advocacia e com ela sempre buscam a verdade e a Justiça. Este é o comportamento que deve ser creditado ao Judiciário, que passa a ser, junto com a Advocacia mais respeitado pelo Cidadão, deve ser exemplo a todos os operadores do Direito. Citando a perfeita reflexão do Presidente da Seccional Paulista da OAB, Dr. Caio Augusto Silva dos Santos, "A maior autoridade do Estado Democrático de Direito, o cidadão, precisa ter ao seu lado um profissional capacitado para defender a sua visão de mundo sobre as coisas." Importante também destacar nestas linhas finais que, na liderança da Advocacia Paulista, o Presidente Caio e toda a sua Diretoria vem empreendendo árduo combate a essas violações, junto à Comissão de Prerrogativas e ao Conselho Estadual. Sem sombra de dúvidas, seguindo a premissa do Presidente Caio, o Cidadão precisa ter o exemplo de comportamento e de confiança daqueles que, juntamente com a Advocacia devem fazer valer a Justiça e o respeito à Cidadania e à Sociedade, empreendendo na compreensão de que o Advogado e a Advogada merecem respeito.

__________

*André Luiz Simões de Andrade é advogado - Conselheiro Estadual triênio 2019/2021.

t

 

 

Atualizado em: 27/11/2020 16:07

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Almir Pazzianotto Pinto

Almir Pazzianotto Pinto

Informativo Migalheiro desde 2003
Gustavo Binenbojm

Gustavo Binenbojm

Informativo Migalheiro desde 2005
André Lucenti Estevam

André Lucenti Estevam

Informativo Migalheiro desde 2020
Rogério Pires da Silva

Rogério Pires da Silva

Informativo Migalheiro desde 2005
Sóstenes Marchezine

Sóstenes Marchezine

Informativo Migalheiro desde 2021
Anna Carolina Venturini

Anna Carolina Venturini

Informativo Migalheira desde 2014
Allan de Oliveira Kuwer

Allan de Oliveira Kuwer

Informativo Migalheiro desde 2020
Antonio Pessoa Cardoso

Antonio Pessoa Cardoso

Informativo Migalheiro desde 2004
Gustavo Abdalla

Gustavo Abdalla

Informativo Migalheiro desde 2019
Daniele Sampaio

Daniele Sampaio

Informativo Migalheira desde 2020
Lilia Frankenthal

Lilia Frankenthal

Informativo Migalheira desde 2020

Publicidade