sábado, 16 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

O segredo da vitória

Embora as dificuldades e desafios de 2020, muitos saíram sem saldo negativo de qualquer ordem e até positivo. Inclusive, alguns disseram que foi um ano excepcional.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Pesquisa do Datafolha, cuja coleta foi realizada entre 8 e 10 de dezembro, constatou que 68% dos entrevistados disseram acreditar que o ano de 2021 será melhor do que o ano de 2020.

Notório que, por conta da pandemia global, o ano de 2020 implicou em um choque de realidade. No ano passado a covid-19 impactou a vida de todos. Um ano de grandes enfrentamentos. Milhões de seres humanos levados a óbito jamais deixaram 2020. Muitos saíram deste ano com sérios problemas a resolver, especialmente de saúde e econômicos. O PIB foi negativo. Inúmeros casamentos foram dissolvidos etc. Entraves e obstáculos não faltaram. Enfim, 2020 foi um ano difícil e desafiador.

No entanto, embora as dificuldades e desafios de 2020, muitos saíram sem saldo negativo de qualquer ordem e até positivo. Inclusive, alguns disseram que foi um ano excepcional. Aliás, o índice do capitalismo humanista - o iCapH - junto à Cidade de São Paulo, com coleta de dados nos dias 5 e 6 de dezembro de 2020, trouxe como resultado que a população, em comparação a 2019, não sentiu queda em seu bem estar econômico.

Pelo contrário, conquanto avaliado em ambos os anos como regular; o iCapH, em 2020, comparativamente ao ano anterior, subiu 174 pontos, ou seja, 4%. A população não foi mais crítica do que no ano de 2019. Pelo iCapH, a taxa de confiança no Governo, acumulada, em suas três esferas, União, Estados com Distrito Federal e Municípios, ficou em 52%, ou seja, a maioria da população; contra 46% que não confia, a qual é alta considerando-se que 43% daqueles que confiam, apurou-se que confiam pouco.

Logo, no que se apegar para entender 2020? Como se programar para 2021? Sugiro o mais sábio dos reis, Salomão. Segundo Eclesiastes:

"Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu.

Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou,

Tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir,

Tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar,

Tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter,

Tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora,

Tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar,

Tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.

O que ganha o trabalhador com todo o seu esforço?

Tenho visto o fardo que Deus impôs aos homens.

Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim este não consegue compreender inteiramente o que Deus fez.

Descobri que não há nada melhor para o homem do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive.

Descobri também que poder comer, beber e ser recompensado pelo seu trabalho, é um presente de Deus."

De fato, o choque de realidade em 2020, aos meus olhos, alargou meus sentidos. Foi quebrado o frenesi do dia a dia, rasgou-se o véu da ilusão do cotidiano e emergiu aquilo que verdadeiramente importa. O universo e tudo que há nele, ficou mais claro e simples.

Salomão está certo quando escreveu que tudo a seu tempo; poder comer, beber e ser recompensado pelo seu trabalho, é um presente de Deus; e, que não há nada melhor do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive. O iCapH apurou que na avaliação do povo de São Paulo, 45% acredita que o paulistano se comportou de maneira mais solidária; contra 32% que foi mais egoísta.

Então, aprenda com 2020. Assuma para si, como são poderosas e úteis estas máximas de Salomão. À luz desta sabedoria antiga e valiosa, tudo aquilo que era nosso e realmente importa será devolvido e nossos sonhos perdidos serão retomados. Por este duro aprendizado do ano que partiu, receba, para 2021, o Segredo da Vitória!

Atualizado em: 7/1/2021 08:12

Ricardo Sayeg

Advogado especialista em superação de crises e contencioso estratégico de demandas complexas. Professor livre-docente em Direito Econômico da PUC/SP. PHD e mestre em Direito Comercial pela PUC/SP. Advogado do escritório HSLAW.

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Flávia Pereira Ribeiro

Flávia Pereira Ribeiro

Migalheira desde 2019
Valmir Pontes Filho

Valmir Pontes Filho

Migalheiro desde 2004
Justiliana Sousa

Justiliana Sousa

Migalheira desde 2020
Murillo de Aragão

Murillo de Aragão

Migalheiro desde 2018
Letícia Baddauy

Letícia Baddauy

Migalheira desde 2020
Ana Paula Caodaglio

Ana Paula Caodaglio

Migalheira desde 2016
Diogo L. Machado de Melo

Diogo L. Machado de Melo

Migalheiro desde 2008
Carla Louzada Marques

Carla Louzada Marques

Migalheira desde 2020
Nicole Cunha

Nicole Cunha

Migalheira desde 2021
Quésia Falcão de Dutra

Quésia Falcão de Dutra

Migalheira desde 2019
Rogério Pires da Silva

Rogério Pires da Silva

Migalheiro desde 2005
Cleanto Farina Weidlich

Cleanto Farina Weidlich

Migalheiro desde 2007

Publicidade