sexta-feira, 30 de outubro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Lei nº. 11.638/07 - Obrigatoriedade de publicação das demonstrações financeiras

Carlos Eduardo Jaksim Hein

Após um longo período tramitando no Congresso Nacional, foi promulgada a lei nº. 11.638/07, em 28 de dezembro de 2007, que altera e revoga dispositivos da lei nº. 6.404/76 (lei das Sociedades por Ações). Esta nova lei apresentou mudanças que entraram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2008.

sexta-feira, 6 de junho de 2008


Lei nº. 11.638/07 - Obrigatoriedade de publicação das demonstrações financeiras

Carlos Eduardo Jaksim Hein*

Após um longo período tramitando no Congresso Nacional, foi promulgada a lei nº. 11.638/07 (clique aqui), em 28 de dezembro de 2007, que altera e revoga dispositivos da Lei nº. 6.404/76 (lei das Sociedades por Ações - clique aqui). Esta nova lei apresentou mudanças que entraram em vigor a partir de 1º de janeiro de 2008.

O objetivo principal desta lei, que teve como origem o Projeto de Lei nº. 3.741/00, é o de tentar adequar as empresas brasileiras ao mercado internacional, iniciando uma uniformização das regras e práticas contábeis internacionais, principalmente os emanados pelo IFRS (International Financial Reporting Standards), publicados e revisados pelo IASB (International Accouting Standards Board)

Polêmica - Porém, a grande polêmica acerca desta lei, era sobre a obrigatoriedade das sociedades limitadas de grande porte de publicar seus balanços. De acordo com esta lei, as sociedades de grande porte são aquelas que possuem um ativo total superior a 240 milhões de reais ou receita bruta superior a 300 milhões de reais, não especificando qual o regime societário adotado por cada empresa para se enquadrar como empresa de grande porte. A dúvida foi agravada devido ao fato de que o projeto de Lei nº. 3.741/00 que resultou a Lei nº. 11.638/07 indicava expressamente em seu texto que "As disposições relativas à elaboração e publicação de demonstrações contábeis, inclusive demonstrações consolidadas, e a obrigatoriedade de auditoria independente, previstas na lei das sociedades por ações, relativamente às companhias abertas, aplicam-se também às sociedades de grande porte, mesmo quando não constituídas sob a forma de sociedades por ações".

Porém, este projeto de lei foi alterado, e as disposições relativas sobre a publicação obrigatória das demonstrações foram excluídas. Mas mesmo assim, devido a inúmeros questionamentos, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), através de comunicado, emitiu seu entendimento sobre o assunto: "embora não haja menção expressa à obrigatoriedade de publicação dessas demonstrações financeiras, qualquer divulgação voluntária ou mesmo para atendimento de solicitações específicas (credores, fornecedores, clientes, empregados, etc.), as referidas demonstrações deverão ter o devido grau de transparência e estar totalmente em linha com a nova lei (art. 3º)".

Entende-se, portanto, que não há a obrigatoriedade expressa por parte das sociedades limitadas de grande porte de publicar suas demonstrações financeiras, o que existe é a necessidade de se enquadrar nos parâmetros da nova lei caso esta empresa voluntariamente queira efetuar a publicação.

_____________

*Acadêmico de Direito





_______________

Atualizado em: 6/6/2008 14:41

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Selma Ferreira Lemes

Migalheira desde 2005

Ricardo Penteado

Migalheiro desde 2008

Gilberto Giusti

Migalheiro desde 2003

Valmir Pontes Filho

Migalheiro desde 2004

Sérgio Roxo da Fonseca

Migalheiro desde 2004

Allan de Oliveira Kuwer

Migalheiro desde 2020

René Ariel Dotti

Migalheiro desde 2006

Marília Lira de Farias

Migalheira desde 2020

Anna Carolina Venturini

Migalheira desde 2014

Antonio Pessoa Cardoso

Migalheiro desde 2004

Murillo de Aragão

Migalheiro desde 2018

Maria Berenice Dias

Migalheira desde 2002

Publicidade