quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

Será possível?

Gercino Gerson Gomes Neto e Affonso Ghizzo Neto

Numa sociedade marcada pelo exercício arbitrário e imoral de poder, seria possível uma singela campanha educativa modificar a presente realidade?

quarta-feira, 18 de junho de 2008


Será possível?

Gercino Gerson Gomes Neto*

Affonso Ghizzo Neto**

Numa sociedade marcada pelo exercício arbitrário e imoral de poder, seria possível uma singela campanha educativa modificar a presente realidade? O Projeto "O que você tem a ver com a corrupção?", muito mais do que uma campanha que nasceu em Santa Catarina (2004), foi abraçado pelo Ministério Público brasileiro, tomando, hoje, proporções inimagináveis. Voltado principalmente para crianças e adolescentes, o objetivo principal é prevenir atos de corrupção, a partir da mudança de pequenos hábitos do dia-a-dia como comprar reproduções piratas, furar a fila, "colar" na escola etc. Além da importante função de investigação e da atuação judicial, torna-se necessário o papel educativo do MP junto às escolas para mostrar a crianças e adolescentes os reflexos nefastos da corrupção na educação, saúde e segurança etc.

Ocorre que todos estados brasileiros estão lançando simultaneamente atividades e manifestações públicas, com o envolvimento das sociedades locais, com o objetivo de unir forças numa tarefa que parece impossível: diminuir e atenuar a prática dos atos de corrupção no Brasil. Pode parecer sonho ou ilusão. Uma verdadeira missão impossível. Numa sociedade em que se cultiva muitas vezes o favorecimento indevido e o tráfico de influência, poderia parecer ingenuidade apostar na mobilização social a partir de uma simples reflexão: o que todos nós temos a ver com a corrupção?

Pois bem, o que estamos assistindo, com muita naturalidade, é o engajamento surpreendente de diversos cidadãos brasileiros. O site oficial do Projeto recebe uma média mensal de 100 adesões de novos agentes multiplicadores da campanha que, de posse do respectivo kit, começam a desenvolver nas suas cidades ações educativas para o fortalecimento ético das novas gerações. Vários trabalhos "formiguinhas" que, somados, certamente farão a diferença num futuro próximo. As denúncias também são diversas, assim como testemunhos perplexos, porém esperançosos.

Só para se ter uma idéia do que está ocorrendo Brasil afora, em Rondônia, o arcebispo de Porto Velho, Dom Moacir Grechi, destacou a importância da campanha, enfatizando a necessidade de a sociedade se libertar da cultura da corrupção, a partir das pequenas condutas erradas. Já o Padre Luiz, da Pastoral Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB, fez uma dinâmica com as crianças, que fizeram simbolicamente o plantio de uma árvore com as principais sementes para o combate à corrupção: como a honestidade, a transparência e a cooperação mútua. Bons exemplos que nos fazem acreditar: Sim, é possível!

_____________

*Procurador-Geral de Justiça do MP/SC

**Coordenador Nacional do Projeto





_______________

Atualizado em: 16/6/2008 16:20

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Carla Domenico

Carla Domenico

Informativo Migalheira desde 2011
René Ariel Dotti

René Ariel Dotti

Informativo Migalheiro desde 2006
Ivan Esteves Barbosa

Ivan Esteves Barbosa

Informativo Migalheiro desde 2020
Camila Crespi Castro

Camila Crespi Castro

Informativo Migalheira desde 2019
Ricardo Penteado

Ricardo Penteado

Informativo Migalheiro desde 2008
Letícia Baddauy

Letícia Baddauy

Informativo Migalheira desde 2020
Cleanto Farina Weidlich

Cleanto Farina Weidlich

Informativo Migalheiro desde 2007
Gilberto Bercovici

Gilberto Bercovici

Informativo Migalheiro desde 2007
Agnaldo Bastos

Agnaldo Bastos

Informativo Migalheiro desde 2018
Nicole Cunha

Nicole Cunha

Informativo Migalheira desde 2021

Publicidade