sábado, 5 de dezembro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

O pré-sal é nosso

O senador Sarney escreveu artigo publicado na Folha de S. Paulo, afirmando que ficou espantado ao ler depoimento do ex-presidente do Banco Central norte-americano no qual registrava que a guerra declarada contra os árabes teve o petróleo como motivo. Muito mais espantoso é saber que o senador Sarney acreditava noutra hipótese! Qual o sentido de sacrificar tantas vidas de jovens norte-americanos, europeus e, principalmente árabes.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009


O pré-sal é nosso

Sérgio Roxo da Fonseca*

O senador Sarney escreveu artigo publicado na Folha de S. Paulo, afirmando que ficou espantado ao ler depoimento do ex-presidente do Banco Central norte-americano no qual registrava que a guerra declarada contra os árabes teve o petróleo como motivo. Muito mais espantoso é saber que o senador Sarney acreditava noutra hipótese! Qual o sentido de sacrificar tantas vidas de jovens norte-americanos, europeus e, principalmente árabes.

A administração do petróleo sempre envolveu violência e crimes confessados e in confessados. O escritor e promotor de Justiça Monteiro Lobato foi processado, preso e condenado por defender a idéia segundo a qual havia petróleo no Brasil. Não só ele. Muitos outros foram presos. Alguns mortos.

Meus pais eram aconselhados a não permitir, durante a minha infância, que eu lesse os livros de Monteiro Lobato, sob a acusação de ser um malvado comunista, muito embora promotor de Justiça, fazendeiro e adido da embaixada brasileira em Washington.

Muito se fez contra a exploração do petróleo no e pelo Brasil. E ainda se faz. A guerra é interminável. No passado contrataram um norte-americano, "mister" Link, apresentado como a mais importante autoridade na matéria, para dizer que no Brasil não havia petróleo, razão pela qual não adiantava gastar dinheiro com isso.

Pois o povo brasileiro se insurgiu contra a guerra ideológica, criou a Petrobrás, que descobriu petróleo na terra e no mar. O povo brasileiro foi à guerra e venceu até agora todas as batalhas.

Nem há necessidade de dizer que toda a luta foi acompanhada de muita borrachada, muita prisão e com a insuperável antipatia da grande imprensa.

Desmentindo os velhos do restelo, os brasileiros descobriram a riqueza em sua terra e em seu mar. Face à nova realidade, aqueles que argumentavam com a inexistência do petróleo, agora pugnam por entregar a riqueza para quem não levantou uma palha para encontrá-la. Ao contrário, sustentam que o petróleo deve ser entregue para aqueles que lutaram e lutam com unhas e dentes contra o sucesso por nós alcançado.

O grande mestre Bresser Pereira (Folha de S. Paulo, 7/7/2009) registrou que a descoberta da riqueza, se não for explorada pelo povo brasileiro, deverá converter-se em instrumento de sua derrota. Realmente, grandes países produtores de óleo foram transformados em vila miséria, como, por exemplo, Nigéria, países árabes, e principalmente a Venezuela. O que adiantou para aqueles povos ter tão grande riqueza em seus domínios? Nada. Ou melhor, apenas a miséria de sua gente.

Aqueles que sucederam Monteiro Lobato, Gondim da Fonseca, Gabriel Passos e Luiz Carlos Raya, entre outros, têm o dever histórico de continuar lutando pela defesa de nossas riquezas. Especialmente o petróleo. Ser nacionalista não é um pecado, diz Bresser Pereira, pois é esta a qualidade dos grandes homens dos países desenvolvidos. O petróleo é nosso e o pré-sal também.

________________



*Advogado, Procurador de Justiça aposentado do Ministério Público de São Paulo, professor da Faculdade de Direito COC





__________________

Atualizado em: 16/9/2009 11:16

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Scilio Faver

Migalheiro desde 2020

Camila Crespi Castro

Migalheira desde 2019

Márcio Aguiar

Migalheiro desde 2020

Douglas Lima Goulart

Migalheiro desde 2020

Diego Mancini Aurani

Migalheiro desde 2020

Gustavo Abdalla

Migalheiro desde 2019

Luís Roberto Barroso

Migalheiro desde 2003

Jocineia Zanardini

Migalheira desde 2020

Leonardo Quintiliano

Migalheiro desde 2019

Diogo L. Machado de Melo

Migalheiro desde 2008

Antonio Pessoa Cardoso

Migalheiro desde 2004

Stanley Martins Frasão

Migalheiro desde 2002

Publicidade