quinta-feira, 29 de outubro de 2020

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

PIS e Cofins não-cumulativos - Impacto no Crédito presumido de IPI

Fábio Garcia Silva

Além do já fartamente discutido aumento da carga tributária trazido pela adoção da sistemática não-cumulativa para a apuração das contribuições ao PIS e a Cofins

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2005


PIS e Cofins não-cumulativos - Impacto no crédito presumido de IPI como ressarcimento do PIS e Cofins sobre as exportações


Fábio Garcia Silva*

Além do já fartamente discutido aumento da carga tributária trazido pela adoção da sistemática não-cumulativa para a apuração das contribuições ao PIS e a Cofins, os contribuintes sujeitos a essa sistemática tiveram outro importante reflexo: a impossibilidade de utilização do Crédito Presumido do IPI.

Com este novo modelo de tributação, hoje disciplinado pelas Leis 10.637/02 e 10.833/03, desde dezembro de 2002 e fevereiro de 2004, respectivamente para o PIS e a Cofins, estes contribuintes não mais dispõem deste importante benefício legal para redução da carga tributária "exportada" com suas mercadorias.

Não obstante, os contribuintes exportadores sujeitos ao PIS e a Cofins não-cumulativos têm resguardado o direito de sua utilização pelo período anterior à sua entrada em vigor ou sua adoção. Para tanto, se faz necessário o levantamento de toda a documentação pertinente (livros fiscais de registro de entrada, saída e apuração do IPI, DCTF's e DIPJ's do período, registro de estoque, etc.), bem como o atendimento das obrigações acessórias exigidas pela legislação (preenchimento de Demonstrativo de Crédito Presumido - DCP, DCTF, etc.).

Os contribuintes exportadores sujeitos à sistemática não-cumulativa poderão obter vantagens fiscais apurando o Crédito Presumido de IPI para Ressarcimento do Pis e Cofins presente nas exportações realizadas nos últimos 10 anos, contados da data da entrega da solicitação do Crédito Presumido. Tal benefício será calculado integralmente (PIS e COFINS) até novembro de 2002 e, de dezembro de 2002 até janeiro de 2004, apenas para o ressarcimento da parcela relativa a Cofins.
____________

*Advogado da Manhães Moreira Advogados Associados









__________

Atualizado em: 11/2/2005 10:15

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

AUTORES MIGALHAS VIP

Marco Aurélio Mello

Migalheiro desde 2014

Maria Berenice Dias

Migalheira desde 2002

Luis Felipe Salomão

Migalheiro desde 2014

Jones Figueirêdo Alves

Migalheiro desde 2011

Sérgio Roxo da Fonseca

Migalheiro desde 2004

Carla Domenico

Migalheira desde 2011

Gustavo Binenbojm

Migalheiro desde 2005

Gilberto Giusti

Migalheiro desde 2003

Murillo de Aragão

Migalheiro desde 2018

Teresa Arruda Alvim

Migalheira desde 2006

Publicidade