Encerrado


Palestra

Receita Federal normatiza a aplicação das normas do RTT. O que muda?

  • Data: 23/10
  • Horário: 9 às 13h
  • Local: Golden Tulip Paulista Plaza (Alameda Santos, 85, Jd. Paulista, São Paulo/SP)

Objetivo

Por meio da IN RFB nº 1.397/2013 a Receita Federal do Brasil normatizou a aplicação do Regime Tributário de Transição (RTT) para as empresas do lucro real, presumido e arbitrado. O RTT determina que para fins de apuração do IRPJ, CSLL, PIS e COFINS devam ser considerados os critérios contábeis de 2007. Essa norma faz com que existam duas contabilidades: uma societária, com os novos critérios contábeis, e outra para fins fiscais, com os critérios de 2007. Essa diferença tem provocado dúvidas na aplicação do RTT. O objetivo da palestra é esclarecer essas dúvidas, especificamente quanto ao cálculo e pagamento: (a) dos juros remuneratórios sobre o capital próprio (JCP); (b) dos ajustes efetuados em função de investimentos avaliados pelo valor de patrimônio líquido - método de equivalência patrimonial (MEP); e da parcela isenta e excedentes dos lucros e dividendos distribuídos.

Público-alvo

Profissionais de Contabilidade, Administradores, Economistas, Assessores, Auditores, Consultores, Advogados e profissionais envolvidos com a área fiscal e tributária das empresas.

Programa

1. O que é RTT;

2. Qual a finalidade do RTT;

3. PJ Obrigadas a apurarem o RTT;

4. Procedimentos para apurar o RTT;

5. Empresas tributadas com base no lucro real:

a. apuração do IRPJ e da CSLL;

b. apuração do PIS / COFINS;

c. ajustes a serem feitos no Lalur (adições, exclusões e compensações);

6. Empresas tributadas com base no lucro presumido:

a. apuração do IRPJ e da CSLL;

b. apuração do PIS / COFINS;

c. ajustes a serem feitos na memória de cálculo.

7. Elaboração das demonstrações financeiras;

8. Prêmio na emissão de debêntures - procedimentos;

9. Subvenção de investimentos e doações – procedimentos;

10. Cálculo e pagamento da remuneração de juros sobre capital próprio;

11. Ajustes efetuados dos investimentos avaliados pelo valor do patrimônio líquido (MEP);

12. Lucro e dividendo a ser considerado para fins de isenção do imposto de renda; e

13. Nova Escrituração Contábil Fiscal.

Instrutores/palestrantes

- Wagner Mendes
Contador; Pós-graduado - Gestão em Controladoria, Auditoria e Tributos, pela FGV. MBA Executivo Internacional, pela Ohio University. Consultor Tributário com atuação nas áreas de imposto de renda, contribuição social sobre o lucro líquido, contribuição para o PIS-Pasep, contribuição para o financiamento da seguridade social (COFINS), legislação societária e contabilidade. Professor /Palestrante do CRC/SP, SESCON/SP, SINDUSCON/SP e SINDCONT/SP e de Campinas entre outros. Palestrante pela unidade de negócios Tax & Accounting da Thomson Reuters no Brasil (vertical Information/FISCOSOFT).

Programação

9h - Início

10 às 10h15 - Coffee-break

13h - Encerramento

Carga horária

3 horas e 45 minutos

*Inclusos : Material de apoio; Coffee-break; Certificado e plantão de dúvidas: 1 pergunta a ser enviada em até 10 dias corridos após a realização da Palestra.

Investimento

Por R$ 490,00

De R$ 520,00 por R$ 490,00 - Valor promocional para inscrições efetivadas até 18/10.

Realização

  • Thomson Reuters – FISCOSoft

______________

Ganhadora :

  • Lenise Haiter

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

TELEFONE

(11) 3382-1030

e-mail

cursos@fiscosoft.com.br

ou

Clique aqui

Publicado segunda-feira, 7 de outubro de 2013