Encerrado

  • Data: 8 e 9/2
  • Horário: 8h30 às 17h30
  • Local: Rua Primeiro de Março, 33 – Centro

Objetivo

Explanar de forma ampla as principais informações e cuidados na geração dos arquivos digitais correspondentes às escriturações fiscais e contábeis no âmbito do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), procurando expor aos participantes a importância de um senso crítico em relação à qualidade de suas informações e cuidados na sua parametrização.

Público Alvo

A profissionais de contabilidade, advogados, auditores, consultores, empresários, gerentes, encarregados de escrituração fiscal e demais interessados.

Programa

1 - EFD de ICMS e IPI

- regras do ato COTEPE 09/08
- obrigatoriedade
- compartilhamento das informações
- operações e prestações interestaduais
- layout das informações - EFD
- análise dos registros
- estudo e mapeamento das informações
- parametrização de sistemas
- possíveis não conformidades na geração dos arquivos digitais
- cruzamento de informações
- análise de arquivos
- lançamentos e composição de arquivos
- discriminação dos valores de inventário
- CIAP
- registro de controle da produção e do estoque (bloco K)

2 - EFD contribuições

- distribuição das informações- forma de detalhamento das contribuições
- informações de PIS e Cofins e Contribuição Previdenciária sobre a Receita
- obrigatoriedade
- leiaute do arquivo
- preenchimento dos registros e seus campos
- regras de validação
- destaques da legislação

3 - ECD (Escrituração Contábil Digital)

- obrigatoriedade
- mapeamento (parametrização) dos sistemas
- estrutura do arquivo digital
- layout dos registros
- informações pertinentes a cada registro
- tabelas externas
- planos de contas (usual e referenciais)
- arquivos distintos e sua obrigatoriedade
- registro específico das demonstrações contábeis

4 - ECF (Escrituração Contábil Fiscal)

- Programa Validador e Assinador (PVA)
- estrutura do arquivo
- correlação com o arquivo da ECD
- detalhamentos dos registros
- bloco 0 - dados do informante, regime de tributação e parametrizações
- bloco C - registros previamente preenchidos (correlação com a ECD)
- bloco E - registros previamente preenchidos (correlação com a ECF anterior)
- bloco J - plano de contas (de-para com o plano referencial)
- bloco K - balancetes e saldos das contas de resultado antes do encerramento
- bloco L - demonstrações contábeis com ajustes (Lucro Real)
- bloco M (e-Lalur e e-LACS) - detalhamentos das partes A e B
- bloco N - apuração do IRPJ e da CSLL (Lucro Real)
- bloco P - demonstrações e apuração do IRPJ e CSLL (Lucro Presumido)
- bloco Q - Livro Caixa
- bloco T - demonstrações e apuração do IRPJ e CSLL (Lucro Arbitrado)
- bloco U - demonstrações e apuração do IRPJ e CSLL (Imunes ou Isentas)
- bloco W - relatório "país a país"
- bloco X - detalhamentos das informações econômicas existentes
- bloco Y - detalhamentos de demais informações cabíveis

Instrutor

- Ricardo Borges Lacerda
Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade Católica de Administração e Economia – FAE. Consultor da área de ICMS. Profissional com experiência com a legislação de diversos Estados e com a implantação de ERP, no tocante à parametrização de sistemas informatizados para gestão contábil e fiscal e geração de arquivos magnéticos.

Realização

  • Cenofisco Centro de Capacitação Profissional

__________

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

TELEFONE

(11) 4862 0465

e-mail

cursos.rj@cenofisco.com.br

ou

Clique aqui

Publicado segunda-feira, 28 de janeiro de 2019