A Thomson Reuters – Revista dos Tribunais lança a obra "Direito Administrativo do Medo" escrita pelo professor Rodrigo Valgas dos Santos.

O medo no processo de tomada de decisão, o risco e a fuga da responsabilização dos agentes públicos dos órgãos de controle externo estão em evidência no Direito Administrativo contemporâneo. Paralisia decisória ou “apagão das canetas” são conhecidas manifestações do problema.

O tema do "Direito Administrativo do Medo" entrou no jargão dos administrativistas e gestores públicos. Afinal, ordenar despesa pública no Brasil tem exposto os administradores a elevada carga de risco decisório, a tal ponto que os agentes públicos passam a atuar não na busca do interesse público, mas visando sua autoproteção.

A obra conta com o prefácio de Marçal Justen Filho, além de ser o primeiro a tratar com profundidade o fenômeno. Leitura indispensável a quem deseja compreender a Administração Pública brasileira na atualidade. Além de QR com Vídeo de apresentação e vídeos internos de introdução para cada capítulo.

_________

Rodrigo Valgas dos Santos
Pós-graduado em Direito Administrativo pela FURB. Mestre em Direito do Estado pela UFPR. Doutor em Direito pela UFSC. Professor de Direito Administrativo. Segundo vice-presidente do Instituto Brasileiro de Direito Administrativo (IBDA)

_________

_________

Publicado terça-feira, 20 de outubro de 2020