quarta-feira, 28 de outubro de 2020

INFORMATIVO

Publicidade

Migalhas nº 577

Sexta-feira, 6 de dezembro de 2002 - nº 577 - Fechamento às 8h23.

"Our doubts are traitors, / And make us lose the good we oft may win / By fearing to attempt."

(Nossas dúvidas são traidoras, / E nos fazem perder o que com freqüência poderíamos ganhar / Por simples medo de arriscar)

SHAKESPEARE (1564 - 1616)

Dúvidas

Em meio a uma guerra entre os partidos aliados e depois de descartar a permanência de Armínio Fraga na presidência do BC sem conseguir um nome para o cargo, Lula, com dúvidas, adiou ontem, pela terceira vez, o anúncio do Ministério.

Frustração

A frustração da promessa de nomeação ontem da equipe econômica acentuou o retorno da tensão ao mercado financeiro.

Mercado à espera

O dólar comercial encerrou o dia em alta pelo terceiro dia seguido. A moeda norte-americana fechou vendida por R$ 3,77. A alta em relação a ontem é de 1,21%. O motivo da alta do dólar é a inquietação dos agentes econômicos sobre a "falta de definição do novo Ministério".

O poder do Poder

O editorial do JB diz que a "demora já começa a provocar fissuras no interior do PT. Surgem indícios de uma disputa de estilo palaciano entre José Dirceu e Antônio Palocci." (Clique aqui)

Arquimedes

O Estadão de hoje diz que "Lula está descobrindo o que de fato faz com que se movam as alavancas do poder - e não é a paz, nem o amor."

Descascando

José Sarney, sem perder a oportunidade de cutucar FHC, afirma, em seu artigo, que "Ninguém governa sem receber e deixar heranças e hipotecas administravas, umas grandes, outras pequenas, boas e más. O abacaxi de Lula é tamanho família."

Caolho

Assim como Migalhas já havia anunciado, Marcito Moreira Alves, em artigo intitulado A terra dos cegos, n'O Globo, afirma que "Palocci, o oráculo de Delfos da nova república petista, deixa cair uma profecia aqui, uma informação ali, podendo ser interpretadas segundo a percepção dos interessados." (Clique aqui)

PT sem ética, segundo Jânio de Freitas

O respeitado jornalista Jânio de Freitas proclama hoje em sua coluna na Folha de S. Paulo que "Em matéria ética não há concessões que se justifiquem. A providência do PT, admitindo na Câmara o foro privilegiado de julgamento para governantes e ex-governantes, em troca de mais alguma verba no Orçamento de 2003, trai uma das mais fortes razões da maioria eleitoral para fazer de Lula o vitorioso: a moralização da vida política e administrativa.(...) O PT deve explicações ao eleitorado de Luiz Inácio Lula da Silva, mas, sobretudo, deve a correção da sua atitude, antes que se reproduza."

Não incidência de IR

O Senado aprovou projeto de lei que acaba com o desconto do IR sobre salários recebidos acumuladamente, nos casos em que o valor mensal do rendimento for isento. O projeto vai agora à sanção presidencial. Serão beneficiados, principalmente, os trabalhadores com salários em atraso e que estariam isentos se recebessem em dia.

Querendo gastar

Um banco deverá, de acordo com decisão do STJ, pagar indenização a correntista que não recebeu talão de cheques. (Clique aqui)

Isenção da Cofins

Segundo o STJ, a isenção da Cofins concedida às exportações é aplicável à Zona Franca de Manaus. (Clique aqui)

Deu praia

É legal a decisão que barrou entrada de advogada, trajando bermudas, em tribunal do RJ. (Clique aqui)

Sonorização ambiental

O STJ afastou a cobrança de multa por sonorização ambiental. (Clique aqui)

Pusilanimidade

Em artigo n'O Globo de hoje o advogado Virgílio Cartago de Mattos explica porque não se assustou com a pequena repercussão causada pelo decreto que permite à Receita Federal investigar correntistas com movimentação superior à R$ 5.000,00. "Dei-me conta também de que, na verdade, constitui apenas uma pequena mostra do silencioso e gradual processo de supressão de direitos e garantias individuais, consagrados na CF/88, em razão do que não haveria nenhum motivo especial para esperar manifestações indignadas neste momento, uma vez que preciosos conceitos e valores, tais como liberdade, individualidade e privacidade, vêm sendo paulatinamente esquecidos" (Clique aqui)

Transigindo

José Dirceu já admite abrir mão da MP 66, em virtude das reivindicações que vêm sendo feitas por governadores e parlamentares em troca da aprovação da proposta.

Mais ou menos a MP 66

O texto apresentado ontem foi lido no plenário, e a MP pode ser votada na próxima terça-feira.

O projeto mantém a maior alíquota do IR, 27,5%, em 2003 e a alíquota de 9% para a CSLL e estabelece regras para o fim da cumulatividade do PIS/Pasep.

O maior obstáculo para o PT foi apresentado pelo PMDB, contrário à ampliação do teto da Cide de R$ 0,50 para R$ 0,86. O PT quer o aumento para ter receita adicional de R$ 800 milhões por ano.

O projeto de conversão confirmou as alterações já anunciadas, mas trouxe uma novidade: a delimitação em 25 anos nas concessões para os portos, com prorrogação de dez anos.

O projeto excluiu os serviços de telecomunicações e as empresas de comunicação da regra que extingue a cumulatividade na cobrança do PIS/Pasep. As empresas que passarem a pagar o PIS/Pasep pelo valor agregado serão taxadas com alíquota de 1,65%. As excluídas continuarão a pagar 0,65% sobre o faturamento. Neste último caso, estarão as empresas que pagam o IR pelo lucro presumido.

Opinião

O jornal Folha de S. Paulo diz ser favorável ao fim do voto obrigatório. Segundo o jornal paulistano, "Ao tornar o voto obrigatório, nós de algum modo reduzimos o grau de liberdade que existe por trás da decisão espontânea do cidadão de ir à seção eleitoral e escolher um candidato. E o eleitor que vota livremente é um eleitor mais autônomo, mais consciente. Seu voto também tende a ser qualitativamente melhor do que o daquele que vai à urna apenas porque a lei exige que ele assim o faça."

Lei da Mordaça

O PT conseguiu obstruir ontem a votação no plenário do Senado do projeto de Lei da Mordaça. A lei determina a punição, com prisão de até dois anos, de procuradores da República, promotores, delegados, juízes e conselheiros dos tribunais de contas que revelarem fatos ou informações sobre os quais tenham conhecimento em razão do cargo que exercem. Agora, a Lei da Mordaça não tem mais dia certo para ser votada e pode ficar para a próxima legislatura.

Crítica

O jornalista Marcelo Beraba comenta a Lei da Mordaça em artigo na Folha de S. Paulo. Para ele, "É uma vergonha para o currículo do presidente FHC e de seus representantes no Senado a aprovação, às pressas, de forma quase clandestina, do novo texto da chamada "Lei da Mordaça"."

Agressão, segundo Marco Aurélio

O presidente do STF, ministro Marco Aurélio de Mello, criticou a Lei da Mordaça, dizendo que o projeto em discussão no Senado "beira a agressão" e que é uma iniciativa que lembra "a época de totalitarismo, do qual não temos a menor saudade".

Nada bom para Itamar

Itamar Franco disse ontem que está pessimista quanto à edição da MP que poderá liberar recursos para o Estado pagar o 13º aos servidores estaduais.

"Hoje será o dia D. Estamos vivendo um mundo fantasmagórico em torno desse processo, que um dia será revelado. Tem muita coisa a ser revelada."Itamar Franco

De angelical só o nome

A Justiça decretou a prisão temporária do empresário João Arcanjo Ribeiro, conhecido como "O comendador". O Estado do Mato Grosso vive dias tensos.

Sem combustível

A United Airlines chegou ontem mais perto da concordata depois que o governo federal dos EUA negou a garantia para um empréstimo de US$ 1,8 bilhão.

Seminário

Na próxima segunda, dia 9 de dezembro, em SP, acontece o importante Seminário "O impacto do novo Código Civil nas relações comerciais e contratuais" - É uma ótima oportunidade para os causídicos se inteirarem das mudanças ocorridas com o advento do novo compêndio civil. Clique na coluna de Eventos do site Migalhas e saiba como participar do Seminário. A Internews, organizadora do Seminário, ofere vantagens aos leitores de Migalhas. (clique aqui)

Bom fim de semana !

________

Migalhas Cliping

The New York Times - EUA

"U.S. Is Pressuring Inspectors in Iraq to Aid Defections"

Financial Times Americas - Inglaterra

"Venezuela strike hits oil industry"

Público - Portugal

"Governo não sabe se Secreta Militar investiga políticos"

Corriere Della Sera - Itália

"Jeans, polo, voglia d'Europa: l'ultimo volo di due ragazzi africani"

Clarín - Argentina

"El jefe del Central otra vez amargó irse"

O Estado de São Paulo - São Paulo

"Indústria bate recorde de atividade dos últimos 10 anos"

Jornal do Brasil - Rio de Janeiro

"Manobra contra Dirceu adia anúncio do Ministério"

Folha de São Paulo - São Paulo

"Indefinição do PT eleva dólar e risco"

O Globo - Rio de Janeiro

"Indefinição sobre sucessor de Armínio no BC agita mercados"

O Estado de Minas - Belo Horizonte

"Dólar sobe com suspense de Lula"

O Popular - Goiânia

"O retorno do dragão - 6,58%"

Diário de Cuiabá - Cuiabá

"Procura-se - João Arcanjo Ribeiro"

O Povo - Fortaleza

"Prefeitura quer mudar valor de cálculo do IPTU"

Jornal do Commercio - Recife

"IPTU sobe 8,45%"

O Imparcial - São Luís

"Passagem de ônibus sobem 25% domingo"

___________

Apoiadores :

  • O'Dwyer, Oliveira & Leite Advogados Associados - Prof. Edson O'Dwyer
  • Oliveira Neves & Associados
  • Osorio e Maya Ferreira Advogados
  • Pinheiro Neto Advogados
  • Preto Villa Real Advogados
  • Rayes, Fagundes & Oliveira Ramos Advogados Associados
  • Reale Advogados Associados - Prof. Miguel Reale e Dr. Miguel Reale Júnior
  • Saeki Advogados
  • Silva Telles Advogados - Prof. Goffredo da Silva Telles Junior e Dra. Maria Eugenia Raposo da Silva Telles
  • Tess Advogados
  • Trigueiro Fontes Advogados Associados
  • Amaro, Stuber e Advogados Associados
  • Armelin, Daibes, Aldred, Fagoni, Cunha e Matos Advogados
  • Azevedo, Cesnik, Quintino & Salinas Advogados
  • Boccuzzi Advogados Associados
  • Bottallo e Gennari Advogados
  • Daniel Advogados
  • Demarest e Almeida Advogados
  • De Rosa, Siqueira, Almeida, Mello, Barros Barreto e Advogados Associados
  • De Vivo, Whitaker e Gouveia Gioielli Advogados
  • Felipe Amodeo Advogados Associados
  • Felsberg, Pedretti, Mannrich e Aidar - Advogados e Consultores Legais
  • Goulart Penteado, Iervolino e Lefosse Advogados
  • Homero Costa Advogados
  • Jayme Vita Roso Advogados e Consultores Jurídicos
  • Lobo & Ibeas Advogados
  • Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques, Advocacia
  • Marrey Advogados Associados - Dr. José Adriano Marrey Neto
_______________________***______________________

Atualizado em: 1/1/1900 00:00

INFORMATIVO

Cadastre-se e receba gratuitamente o informativo diário por email ou pelo Migalhas App.

CADASTRAR

AUTORES MIGALHAS VIP

Abel Simão Amaro

Migalheiro desde 2004

Maria Berenice Dias

Migalheira desde 2002

Marília Lira de Farias

Migalheira desde 2020

Almir Pazzianotto Pinto

Migalheiro desde 2003

Carla Domenico

Migalheira desde 2011

Rogério Pires da Silva

Migalheiro desde 2005

Luis Felipe Salomão

Migalheiro desde 2014

Júlio César Bueno

Migalheiro desde 2004

Gilberto Bercovici

Migalheiro desde 2007

Luís Roberto Barroso

Migalheiro desde 2003

Gilberto Giusti

Migalheiro desde 2003

Publicidade