Treineiros

1/3/2005
Adauto Suannes

"Deu no Migalhas - "Sou, portanto, e há anos, defensor de que o exame seja o mais rigoroso possível, inclusive com antiga prova oral. - Alexandre Thiollier"

Tomo da oportunidade para solicitar ao querido colega Thiollier, que admiro de longa data, que nos informe com que argumentos tem defendido a constitucionalidade dos exames orais, seja em provas da OAB, do MP, da Magistratura ou de ingresso em qualquer outro cargo ou posto. Sou dos que lutaram por sua eliminação, o que conseguimos parcialmente, pois ainda é utilizado nos exames do MP, da Magistratura e para acesso às cátedras. A prova oral tem a grande "vantagem" de permitir a eliminação de candidatos indesejáveis, como ficou célebre no Largo de São Francisco, onde um competentíssimo candidato, depois ministro do STF, foi preterido em favor do filho de um homem da casa. E quem foi aluno do filho sabe do que estou falando. Um gelado abraço (menos 4 graus) do"

Envie sua Migalha