domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Conhecendo nossos políticos

de 27/2/2005 a 5/3/2005

"São estes nossos grandes representantes, que vergonha. Por essas e por outras que deixamos de acreditar em nosso Legislativo. (Clique aqui)."

Daniela Camargo Schmidt - 3/3/2005

"Há algum tempo, um amigo voltando de uma viagem à União Soviética (que existia então), contou-me que ficara impressionado com o fato de que os campos agrícolas do país, e isso não muito longe de Moscou, eram lavrados como antigamente. Como antigamente, entenda-se, significa que os lavradores utilizavam, ainda, aquelas enormes ferramentas puxadas por cavalos ou bois, que ficavam, na outra ponta, presos aos ombros do lavrador que, ao mesmo tempo, controlava o animal e mantinha a direção da linha de corte no solo cultivável. Ocorreu-lhe, então, perguntar ao guia que o ciceronava, como era possível que um país que tinha colocado o homem no espaço ainda mantivesse tão arcaicos métodos de cultivo do solo. Pela explicação, pode ele entender que em um país comunista, no qual o Estado é dono de tudo, principalmente dos empregos, e que está obrigando a manter empregados para todos os cidadãos, não era conveniente automatizar o cultivo do campo, já que isso provocaria a redução do número de postos de trabalho, criando dificuldades para o governo com relação a manter os empregos existentes. Ainda que, naquelas circunstâncias, isso fizesse algum sentido, fica difícil entender que, em 1994, o nobre deputado Aldo Rebelo tenha apresentado projeto de lei (PL-4502/1994), pelo qual pretende a proibição da adoção, pelos órgãos públicos de inovação tecnológica poupadora de mão de obra. Graças ao bom Deus, referido projeto, depois de 9 anos de tramitação, não obstante tenha recebido parecer favorável do relator De. Dr. Hélio (sabe-se lá quem é), foi devidamente arquivado em 31/1/2003. É claro que, nesses 9 anos, uma porção de desocupados esteve “trabalhando” no projeto, levando-o de cá para lá e de lá para cá, até que se arquivasse essa sandice. O nobre deputado tem, por outro lado, enormes preocupações, como se pode ver por outros processos de sua “Larva”...

- sugere a emissão de selo, pelos correios, para homenagear o líder negro Zumbi dos Palmares.

- proíbe a instalação de bombas de auto-serviço nos postos de abastecimento de combustíveis.

- visando construir um campo de futebol a cada 1000 lotes e a cada 1000 unidades habitacionais.

- proíbe a utilização do sistema de catraca eletrônica nos veículos de transporte coletivo de passageiros.

- sugere ao Poder Executivo o tombamento dos campos de futebol de várzea localizados em terrenos da União.

- institui o dia 31 de outubro como o dia do Saci.

- dispõe sobre a promoção, a proteção, a defesa e o uso da língua portuguesa, projeto esse que dispõe, expressamente, que

“Todo e qualquer uso de palavra ou expressão em língua estrangeira, ressalvados os casos excepcionados nesta lei e na sua regulamentação, será considerado lesivo ao patrimônio cultural brasileiro, punível na forma da lei”.

Ocupando-se o Dep. Aldo Rebelo, agora, das negociações políticas do Planalto, em especial no tocante à eleição na Câmara dos Deputados, não é de estranhar que tenha vencido o Dep. Severino Cavalcanti."

Wilson Silveira - CRUZEIRO/NEWMARC Patentes e Marcas Ltda - 3/3/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram