quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

BBB

de 6/3/2005 a 12/3/2005

"Quanto à migalha do nobre colega Celso Lemos (Migalhas 1.119) sobre o famigerado programa (???) Big Brother Brasil 5 (cinco??!!), informo que não é fruto do nosso subdesenvolvimento "terceiro-mundista", mas é lixo importado da Europa e EUA onde se criou essa idéia de "vigiar" (ora, ora) pessoas ininterruptamente - cuja origem se deu em uma séria (quem diria?) experiência em se analisar até que ponto as pessoas são elas mesmas (diante da sociedade) e quando (pensam que) estão sozinhas. A grande contribuição ofertada pela televisão brasileira foi a eterna e intensa profusão de glúteos, seios e bíceps dos participantes, além das rotineiras demonstrações de "inteligência" e profundidade intelectual dos mesmos. Concordo contudo que se Migalhas tivesse aderido à onda da mídia que noticia os acontecimentos desse "pograma" (isso mesmo, "pograma") eu não iria tão longe em bloqueá-lo dos meus remetentes, pois tenho certeza que o nobre Diretor desse editorial, pilar do bom senso e reserva moral da sociedade jurídica, iria de pronto demitir o infeliz que teve a também infeliz idéia de faz tal veiculação. Atenciosamente,"

Rodolfo Barreto, advogado - 7/3/2005

Nota da Redação - Tem razão o missivista. Aqui, o escorregão não seria perdoado. Os migalheiros mais antigos devem se lembrar do que aconteceu no distante 21 de maio de 2002. Naquele informativo (437), a migalha intitulada "Apanhado na teia-de-aranha" informava:

"Migalhas precisou, ontem, tomar drástica medida, dispensando um funcionário que, cedendo lamentavelmente às tentações da poderosa e milionária mídia, foi surpreendido ao sair de uma sessão do filme "Homem-Aranha". Como tal atitude, a reputação e inteligência de um homem arranha, a alta direção de Migalhas, sempre ciosa dos padrões impostos por esta Casa, viu-se obrigada ao bilhete azul."

- 7/3/2005

"O Migalhas 1.118 (2/3/05) falou do B3, é melhor não escrever com todas as letras. Acho que seria de bom tom não comentar tais assuntos da telinha, não se pode estimular as coisas ruins. Por que vocês (se posso chamá-los assim sem provocar a ira do Diretor) não mencionam os bons programas da tv cultura, os liderados por Paula Saldanha (Expedições), Valéria Grilo, Heródoto Barbeiro e Cia., Abujamra (Provocações), a programação infantil como o de domingo "Viver escola"; o jornal da Record que tem como âncora o maravilhoso Casoy? Como o Migalhas é lido até fora do país......é preciso usar de critério. Gosto do Migalhas, que apesar de pioneiro continua na vanguarda."

Suely de Souza Rodrigues Rosa - 10/3/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram