domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Migalhas

de 11/4/2010 a 17/4/2010

"Essencial! Começo o dia com migalhas, termino o dia satisfeito! Bons assuntos, boas colunas."

Haroldo de Moura e Oliveira Junior - 12/4/2010

"Lei, ora a lei! Toda vez que esbarro com uma lei nova lembro-me de Getúlio: a lei, ora a lei! Vejamos a que protege os idosos, os com problemas físicos, as mães gestantes e com filhos no colo, como ela é desrespeitada. Certa vez eu estive nos Correios e fiquei no 3º lugar na fila especial. Na fila normal havia uns 30, eu contei e fiquei aguardando. Para ela havia 6 guichês atendendo. Em cerca de meia hora eles foram atendidos e eu continuava na fila especial. Em suma: as leis necessitam de interpretação e pelo jeito o brasileiro, em questão de interpretação é nulo, e até os juízes erram muitas vezes data venia, embora muitos errem propositadamente.  O que quer dizer preferência? Quer dizer antes de todos; mas criam um guichê para os que deveriam ser beneficiados e inúmeros outros para os demais. Qual a preferência? No início do mês fiquei numa fila mais de uma hora na Caixa Econômica, hoje Banco do Brasil. Frequentemente, não encontro vagas em estacionamento de supermercados e quando dou conta, constato inúmeros cidadãos e cidadãs usando aquelas vagas sem ter direito e pior, sem punição."

Olavo Príncipe Credidio – OAB/SP 56.299 - 15/4/2010

"Caro editor, gostaria de deixar registradas minhas congratulações pela migalha que abriu o informativo de hoje (Migalhas 2.367 – 15/4/10 - clique aqui). Confesso que não entendi como a citação inicial do texto sutil e ao mesmo tempo explícito de Eça de Queirós iria se relacionar com algum tema jurídico. Só entendi quando li o texto que veio em seguida, que é um primor de irreverência e bom humor, incomuns em se tratando de noticiário jurídico. Tomei a liberdade de transcrever o texto no meu blog pessoal. Estupendo. Parabéns migalhas!"

Eduardo Barbosa Sebenelli - 16/4/2010

"Há dias que leio umas certas migalhas, tendenciosas, que me deixa muito brava e cá comigo : sem comentários !!! Mas, há, também, migalhas (textos, artigos, comentários) que valem ouro. E há, migalhas hilariantes como esta comentada pelo dr. Eduardo Barbosa Sebenelli. Há tempos, indo para o forum, vi anunciando no mural de uma drogaria, o preço de uma unidade da 'pilulinha' azul e pensei : caro hein !!! Este remédio é para uns poucos privilegiados ou 'desprivilegiados' (Migalhas 2.367 – 15/4/10 - clique aqui)."

 

Luiza Resende - 16/4/2010

"Para o leitor Eduardo Sebenelli: 'mas este é o Migalhas, meu caro, rsrsrsr!'"

Oswaldo Pepe - 16/4/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram