sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Governo Lula

de 18/4/2010 a 24/4/2010

"Marisa Letícia e a mulher de Celso Amorim foram condecoradas com a mais alta comenda tupiniquim. José Alencar e o secretário-geral do Itamaraty, Antonio Patriota, entregaram a dupla o galardão da distinção no grau de Grã-Cruz, da Ordem de Rio Branco, a mais honrosa condecoração nacional. Lula e Celso Amorim aproveitaram a viagem que faziam aos EUA, para, por intermédio do vice-presidente de Lula, e o diplomata do Itamaraty, homenagear suas mulheres. A grande questão é saber o que elas teriam feito para merecer tamanho galardão."

Iracema Palombello - 19/4/2010

"Ora, ora, caríssima Iracema. A sua pergunta seria pertinente num país com um grau mínimo de seriedade. Agora, no país cujo primeiro magistrado é o deplorável paranóide Lula da Silva, o presidente do Senado, o inqualificável Zé do Sarney, o presidente da Câmara de Deputados é o famigerado ventríloquo dos rufiões do PMDB, a pergunta é de uma ingenuidade atroz. Que fizeram as damas citadas para receberem as honras da Casa que um dia foi de Rio Branco e hoje é dominada por homúnculos das dimensões de um Pinheiro Guimarães e Celso Amorim, por sua vez manuseados á distância por outro homúnculo, Garcia o rei do top-top? Ora, fizeram nada! Ah! Temos o silêncio pitonísico da loura do Planalto emérita carregadora de bolsas. Apenas são ligadas a figurões da malta mais pérfida que já ocupou o poder no país das Bruzundangas. A presença do Zé Alencar, outra mediocridade triunfante, foi a joia da coroa do piquenique classe C no Itamarati."

Alexandre de Macedo Marques - 20/4/2010

"As hordas nazistas do PT atualizam-se. Além das arruaças na Avenida Paulista, ou onde o partido necessite de arruaças, atualizam-se. Agora agem na Internet. Num episódio em que se misturam o viés paranóide petista e a fragilidade dos dirigentes da TV Globo, retirou esta do ar um comercial que fazia parte da campanha dos 45 anos da emissora. É vergonhoso que os métodos nazistas de intimidação do partido das "boquinhas", mensalões, cuecas e mercadores retalhistas do Estado Brasileiro tenham encontrado na emissora dirigentes pusilânimes. Proféticas as palavras do poema, tantas vezes atribuído a Brecht, mas de autoria de Eduardo Alves da Costa: "... Até que um dia, o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a luz, e, conhecendo nosso medo arranca-nos a voz da garganta. E já não podemos dizer nada ..." Já começou!"

Alexandre de Macedo Marques - 20/4/2010

"As idas e vindas na aprovação da construção da Hidrelétrica de Belo Monte, e o esforço do governo em tocar o projeto até, se necessário, sozinho, além de eleitoreiro me parece pior: cheira outro grande mensalão do PT e da candidata do governo, se eleita. Tomara que esteja errado."

Eduardo Augusto de Campos Pires - 22/4/2010

"Apesar de extremamente contundente, o Dr. Alexandre pintou um quadro da atual politicalha brasileira que é simplesmente irretocável!"

Iracema Palombello - 23/4/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram