domingo, 25 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Serra

de 23/5/2010 a 29/5/2010

"Não sei o porquê da surpresa. José Serra disse apenas o que estava preso na garganta dos brasileiros de bem e também na da população mundial de bem (Folha de S. Paulo, 27/5/10, "Serra diz que Bolívia é cúmplice de traficantes"). A Bolívia, sob o estímulo de seu presidente, insiste na industrialização das folhas de coca sob a alegação de que as substâncias que encerra têm finalidades terapêuticas. Ora, qual a garantia e a segurança que o governo boliviano dá ao mundo? A liberdade de plantio e colheita deve ser controlada pelo governo boliviano: se assim é, o governo deverá ter condições de saber o quanto se planta e colhe de coca no país e, assim, o tráfico deveria estar menos intenso. Se o governo boliviano não sabe (ou não tem condições de saber quanto se planta e se colhe), bem, então aquela postura do governo boliviano é politicamente incorreta e revela incapacidade administrativa e policial; a rigor, revela uma complacência com o tráfico em vez de ser inclemente no seu combate. De qualquer forma, consideradas as notícias das apreensões em todo mundo, a quantidade que circula, proveniente ou não da Bolívia, é muito superior às aplicações terapêuticas. Aqui está o que o governo boliviano deve fazer: esclarecer (e não ficar bravo)."

Pedro Luís de Campos Vergueiro - 28/5/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram