quinta-feira, 22 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Eros Grau

de 6/6/2010 a 12/6/2010

"Na Folha, de 2/6 – A10 (clique aqui), afirma-se que colegas do STF o veem como conservador e, no final da página, ele é exaltado 'como conservador das garantias constitucionais'. Nenhum aposentado se esquecerá de que, mesmo depois de o STF ter invalidado a cobrança da contribuição dos aposentados e pensionistas por falta de base constitucional, o ex-ministro Eros Grau lavrou um parecer em defesa da contribuição, ferindo frontalmente a cláusula pétrea do direito adquirido, e, coincidentemente, pouco tempo depois, ganhou uma cadeira no STF. Na Folha: 'Na década de 80, quando era professor-adjunto da USP, Eros conheceu um sindicalista chamado Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República que o nomearia para o Supremo. Ficaram amigos.' Sobre o Projeto Ficha Limpa afirmou que só é possível tornar alguém inelegível se este tem condenação transitada em julgado, o que fez com que muita gente escapasse da degola."

Conrado de Paulo - 7/6/2010

"'Migos, se é que ele tem mesmo esta estátua, caramba!, é para divulgar mesmo (Migalhas 2.400 - 2/6/10 - "Que não seja imortal, posto que é Eros")."

Flavio Musa - 7/6/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram