sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Mercado de Trabalho

de 25/7/2010 a 31/7/2010

"Gostaria apenas de responder algumas questões (Migalhas 1.833 - 8/2/08 - "Ameaça aos advogados" - clique aqui): Quem, com isenção, irá traduzir o direito dos cidadãos e empresas? O Estado? Um compudador? O estudo do direito não é algo barato. Além de todo o custo financeiro aplicado, há a dedicação do profissional. Quem pagará isso? Será que no futuro, advogado será como os médicos que, infelizmente, estão ganhando 15 ou 20 reais por consulta? E com isso dar um atendimento superficial e ineficaz? Como fazer para alinhar custo-benefício na advocacia? Obrigado!"

Robson Neves - 26/7/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram