sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Prerrogativas

de 8/8/2010 a 14/8/2010

"Pergunta-se: está errado o I. Presidente da OAB (Migalhas 2.446 - 9/8/10 - "Réplica" - clique aqui)?"

Ricardo Costa - 9/8/2010

"Ademais, é momento oportuno para os Magistrados manterem-se em silêncio e refletir sobre a afirmação do Sr. Ophir (Migalhas 2.446 - 9/8/10 - "Réplica" - clique aqui)."

Ricardo Costa - 9/8/2010

"Com todo respeito ao Nobre Presidente da APAMAGIS, mas um Juiz que está sendo processado por venda de sentença e, por medida segurança, acabou afastado do seu cargo, não pode ter o direito de receber aposentadoria de Magistrado  (Migalhas 2.446 - 9/8/10 - "Réplica" - clique aqui). Figura-se, como o próprio Presidente da OAB Dr. Ophir Cavalcante mencionou, imoral tal situação."

Rafael Janiques - escritório Serrão Advogados - 9/8/2010

"Mesmo com todo o respeito que tenho para com o nobre presidente da APAMAGIS tenho que discordar de sua colocação, pois não entendo onde está a Justiça de premiar um juiz que vende sentenças com a aposentadoria compulsória, seria o mesmo que premiar os mensaleiros com igual benefício (Migalhas 2.446 - 9/8/10 - "Réplica" - clique aqui). Ainda bem que isso não acontece no Brasil, só acontece na Noruega !"

Wagner Oliveira Navarro - 10/8/2010

"Concordo com o presidente da OAB, temos que acabar com esse corporativismo que assola o Brasil (Migalhas 2.446 - 9/8/10 - "Réplica" - clique aqui). Uma aposentadoria com vencimento integral, ainda mais quando concedida mediante a pratica de crime, somente é possível em intituições democráticas fadadas ao insucesso. Que cidadão tem o direito a aposentadoria integral ? Essas regalias são prêmios concedidos em detrimento ao interesse coletivo."

Fernando Marconato - 10/8/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram