sábado, 24 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Desarquivamento de processos

de 10/4/2005 a 16/4/2005

"Ora, fossem só problemas com os arquivos, seria um paraíso (clique aqui). A advocacia militante vem sendo vilipendiada naquilo que tem de mais sagrado, as prerrogativas dos advogados. Vejam exemplos corriqueiros, cenas do cotidiano dos que se dirigem aos cartórios dos foros desta São Paulo e será vislumbrada a insana tarefa desses heróis. Os dignos conselheiros, presidentes, diretores e demais laudatários da OAB precisam descer do palanque ao qual tanto se apegam, das questões que brilham em repercussão na mídia e, com mais humildade, voltarem seus olhos e ações para aqueles que se obrigaram a representar. O "arroz-com-feijão" do nosso dia-a-dia é o que interessa, como a grande oficina do Direito e da Democracia. Perguntas que não querem se calar: E o aumento das custas feito pelo governador de São Paulo no apagar das luzes de 2003? Já se esqueceram? E os atrasos e atrasos e atrasos dos expedientes forenses depois da greve do ano passado, das férias dos magistrados tão bem urgenciadas após a edição da legislação da reforma do Judiciários? E a publicidade do orçamento e gastos? Sugiro, por exemplo, procurarem saber quanto tempo demora para ficar pronto,com o respectivo Formal de Partilha, um pequeno arrolamento, só com capazes, junto as Varas da Família de Itaquera ou da Lapa. Ou, em que pese minha ingenuidade, observem como funciona o modelo atual dos depósitos judiciais, qual o montante dos valores depositados sob encargo da Nossa Caixa com administrados pelos juízes? Onde esse dinheiro é investido? E os peritos judiciais, é consentâneo com o atual modo-devida da sociedade brasileira a manutenção do modo atual de sua escolha, sem qualquer critério objetivo? Por favor, honoráveis senhores: as grandes questões nacionais são muito importantes, mas, acima delas, a cargo da OAB-SP estão os problemas locais, pontuais. É por isso que venho rogar, saiam um pouco do foco dos holofotes, esqueçam um pouquinho sua própria imagem, senão podem terminar sozinhos, mirando-se num grande espelho, tal e qual a mítica figura que sucumbiu ante a própria beleza..."

Antenor Maschio Junior - 13/4/2005

"Considerando a eficiência que permeia esse poderoso rotativo, tenho certeza que o Magnífico Editor proíbe a formação de comissões, pois, fato notório, quem quer resolver age, quem quer notícia forma um grupo e marca reuniões."

Ana Paula Balhes Caodaglio - 14/4/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram