segunda-feira, 26 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Nepotismo

de 10/4/2005 a 16/4/2005

"...E o Severino está errado?" (Migalhas 1.146 - 12/4/05 - "Severinada").

Antonio Cândido Dinamarco - OAB-SP 32.673 - 13/4/2005

"Em atenção à manifestação do Sr. Presidente da Câmara Federal, Dep. Severino Cavalcanti - publicada no Migalhas 1.146, de 12 de abril -, considerando que os juízes nomeiam parentes para cargos em comissão, gostaria de deixar registrado que, no Estado de São Paulo, em 19 de julho de 1.991, foi editada a Lei Estadual nº 7.451 que “veda, em cargos de comissão, a nomeação de cônjuge, de afim e de parente em linha reta ou colateral até o 3º grau, inclusive, de qualquer dos integrantes do Poder Judiciário do Estado de São Paulo”. Esta lei foi editada com base no dever moral de se evitar troca de favores no Judiciário de São Paulo e a competência para sua legislação cabe ao Tribunal de Justiça de cada Estado da Federação. Infelizmente, cabe apenas lamentar o ocorrido - a defesa do nepotismo no País - pelo Sr. Severino que se utiliza de informações falaciosas para justificar atos imorais."

Viviane Limongi - advogada - Ever Systems - 13/4/2005

"Acho que Severino não está se referindo à Justiça Estadual, mas nos TRFs há nepotismo, sim. Nem advogado sou, mas passo a defender Severino em nome de uma tese imoral: em terra de sapo, de cócoras com ele. Severino, mais uma vez, ganha uma sextilha:

'Condenam o Severino
Defendendo o filhotismo
Se esquecendo que o Lula
Patrocina o ministrismo
E os cumpanhêro-ministru
Que adotam o esposismo!'

Na Justiça Federal há de tudo, até ministrismo!"

Zé Preá - 13/4/2005

"Severino, Severino ondes estás com a cabeça? A cada notícia que leio sobre este ser, me dá uma vontade de pegar um avião e ir a Brasília falar uma poucas e boas, não basta o fato dele querer daquela vez aumentar os salários dos nossos ilustres políticos, agora ele emprega toda a família dele lá no Senado. É, realmente ele está lutando contra o desemprego: Contra o desemprego da família dele! Daqui a pouco até o cachorro dessa digníssima pessoa vai estar ocupando um cargo administrativo. E nós aqui olhando admirados, pensando como isto pode acontecer: nepotismo... Quem sabe um dia não entendamos... quem sabe?"

Lidiane Caetano - 15/4/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram