quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Paulo Medina

de 15/8/2010 a 21/8/2010

"Congratulo-me com a manifestação do desembargador Nelson Missias de Morais, líder da magistratura mineira, a respeito do ministro Paulo Medina (Migalhas 2.449 - 12/8/10 - "Carta à magistratura" - clique aqui). O que conheço de Paulo Medina são coisas boas, coisas de bom juiz, de homem honesto. Ele foi submetido a um linchamento público. A sua carta, que Migalhas publicou, é um desabafo de um homem ferido, de um cidadão que quer Justiça. Importante, agora, bem afirma o desembargador Missias, é aguardar a decisão do Supremo Tribunal, Corte na qual pode-se confiar."

Carlos Velloso - escritório Advocacia Velloso - 16/8/2010

"Estou de acordo com o entendimento do Ministro Carlos Velloso (Migalhas 2.449 - 12/8/10 - "Carta à magistratura" - clique aqui). O Ministro Paulo Medina, conhecido há vários anos, sempre foi íntegro, honesto, leal e cumpridor de seus deveres. Não se sabe a razão da decisão do CNJ, mas discordo totalmente dela."

Alberto Magno Gontijo Mendes - escritório Gontijo Mendes Advogados e Associados - 16/8/2010

"Vou pedir vista do caso (Migalhas 2.449 - 12/8/10 - "Carta à magistratura" - clique aqui).
Do volumoso processo
Neste vindouro recesso
Rogando elástico prazo
Mesmo que for com atraso
Vou destrinçar toda a prova
A ver se a instância renova
O desmentido que falta
Pr' eu espalhar voz bem alta
Que desonesto é uma ova

Vou aplicar boa sova
Só dependendo da pauta."

Ontõe Gago - Ipu/CE - 17/8/2010

"O Ministro Paulo Medina (e pra mim nunca deixará de sê-lo) é um ser humano sem igual (Migalhas 2.449 - 12/8/10 - "Carta à magistratura" - clique aqui). Falo isso como parte vencida. Em uma era em que poucos se dignam a receber advogados, o Min. Paulo Medina, quebrando todo o protocolo, nos recebeu com toda cortesia em seu gabinete, advogado e partes. O Min. Paulo Medina é um homem de espírito público e eminentemente humanista. Tenho certeza que sua obra não vai parar por aqui."

Rivaldo Germano da Silva - 17/8/2010

"Até prova em contrário, o excelente Juiz e Ministro Paulo Medina tem toda a minha solidariedade (Migalhas 2.449 - 12/8/10 - "Carta à magistratura" - clique aqui). Da leitura de seu texto, dificilmente encontrar-se-á, ali, um homem culpado. Cabe ao STF deliberar sobre o caso, com toda a serenidade e prudência - e com celeridade."

Milton Córdova Júnior - 19/8/2010

"Eu entendo bem o que sente o juiz Paulo Medina, pois nada é mais revoltante do que sofrer uma injustiça praticada pela própria Justiça (Migalhas 2.449 - 12/8/10 - "Carta à magistratura" - clique aqui) ! Acrescento mais, Justiça é só a de DEUS..."

Cassia Louzada - 21/8/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram