quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Porandubas políticas

de 29/8/2010 a 4/9/2010

"Gosto das histórias do José Maria Alkimin (Porandubas políticas 244 - 25/8/10 - clique aqui). No entanto, as análises do Gaudêncio andam coincidindo demais com os interesses oficiais, o que se vê com a comparação entre elas e as do PT. Se o Gaudêncio parasse um pouco de defender os interesses do PT e só contasse as histórias dos grandes políticos do passado, sua coluna teria serventia melhor. Abraços,"

Tiago Bana Franco - 30/8/2010

"Estou de pleno acordo com a avaliação do colega Tiago Bana Franco (Porandubas políticas 244 - 25/8/10 - clique aqui). Bem por isso deixei de ler a coluna do Sr. Torquato há meses. É uma prova a mais de que, pelo andar da carruagem, teremos pela frente mais quatro (talvez oito) anos de obscurantismo, de mentira, de vergonha, de inversão, enfim, dos valores que os mais preparados deveriam defender."

José Fernandes da Silva - OAB/SP 62.327 - 31/8/2010

"Prezado Dr. Torquato - Ao ler o òtimo escrito do Prof. Luiz Flavio Gomes 'Existe homicídio sem o corpo da vítima?',  chama-me atenção a citação ao caso dos 'Irmãos Naves'. Muito falado, comentado em toda a história jurídica deste país. Muito comentado e falado nas ruas por muito tempo. Um caso poucos, pelo seu acontecimento, pelo seu inquérito, pelos seus julgamentos e pelos seus veredictos. Mas principalmente pelo seu desfecho. Pena que hoje, nos dias atuais dos nossos jovens de, talvez trinta anos e nas escolas de Direito, nos útimos dez anos, não mais se fala neste pavoroso 'caso'. Tive a oportunidade de lê-lo ainda criança, lá pelos idos da década de 50/60 e muito estranhou-me o fato de que depois de sexagenário, vir à estudar e formar-me em Direito, não ouvir a mínima referência sobre o caso dos 'Irmãos Naves'. É uma fato inquestionável em nossa literatura jurídica e como tal deveria ser mais conhecido e divulgado. Então, como tal, sugiro ao Migalhas que levasse ao conhecimento de grande parte dos profissionais do Direito, que não o tenham, esse fato. Respeitosamente,"

Carlos Ezequiel Santana - 1/9/2010

"Leio com agrado o que você escreve e bem, além das histórias/estórias contadas (Porandubas políticas 245 - 25/8/10 - clique aqui). Entretanto, quando se trata de candidatos tucanos e petistas, você nunca tem dúvidas : em relação aos tucanos que não dá para se fazer nada (vide 'mais um mês de campanha'), e em relação aos petistas tudo é possível (vide 'Mercadante tem chance ?'). Nada contra quem manifesta preferência por determinados partidos políticos, porém essa preferência tem que ser manifestada de maneira clara, sem deixar dúvidas, para que os leitores saibam sobre essas preferências."

Antonio Carlos de Abreu - 2/9/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram