quarta-feira, 21 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

Falecimento - José Eduardo Loureiro

de 29/8/2010 a 4/9/2010

"Lamento profundamente o falecimento do Dr. José Loureiro (Migalhas 2.461 - 31/8/10 - "Falecimentos" - clique aqui). Tive a honra de estagiar, por parco período, em seu escritório. A advocacia bandeirante perdeu um ícone. Condolências à família."

Aarão Miranda da Silva - 31/8/2010

"Sinto-me profundamente triste com a notícia do falecimento do Dr. José Eduardo Loureiro  (Migalhas 2.461 - 31/8/10 - "Falecimentos" - clique aqui). Sua trajetória de luz e sucesso foi uma grande lição de vida para todos nós. Seu amor, sua dedicação, sua generosidade, seus sonhos, sua sabedoria e seus ensinamentos estarão sempre presentes em nossas vidas. Conheci-o quando Presidente da 11ª Sub-Seção da Ordem dos Advogados do Brasil (Espírito Santo do Pinhal/SP), quando relevantes serviços prestou à nossa querida OAB/SP. Deixando aqui uma singela e imorredoura gratidão em homenagem ao mesmo, relembro de Fernando Pessoa : 'Tudo vale a pena quando a alma não é pequena'. As minhas condolências todas à família enlutada."

Silvio Salvador Sposito - OAB/SP 31.671 - 1/9/2010

"Comunico aos amigos migalheiros que dia 30/8, em São Paulo, faleceu o advogado Doutor José Eduardo Loureiro, ex-presidente da Seccional de São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil, no biênio de 1.985/87,  homem íntegro, excelente chefe de família e modelo de advogado (Migalhas 2.461 - 31/8/10 - "Falecimentos" - clique aqui)."

Said Halah - 1/9/2010

"A advocacia brasileira está enlutada pelo falecimento do Dr. José Eduardo Loureiro (Migalhas 2.461 - 31/8/10 - "Falecimentos" - clique aqui). Além de ter sido conselheiro da AASP e IASP, foi presidente da OAB-SP quando teve papel importante na redemocratização do país no período que sucedeu à morte de Tancredo Neves. Esse advogado à moda antiga, que ainda redigia suas petições numa velha máquina de escrever manual, era um verdadeiro fidalgo. Parecia ser ranzinza, mas fazia isso com muita graça de modo a revelar desde logo ser dotado de um espírito muito divertido e plenamente aberto ao diálogo. Conversar com o Loureiro era sempre muito enriquecedor, pois sempre a tudo ouvia com muita atenção e sempre tinha algo de positivo a transmitir. Como advogado íntegro e correto tinha a consciência de seu importante papel na construção das decisões e no alcance da Justiça. Esse é um depoimento que não poderíamos deixar registrar em agradecimento ao nosso querido Loureiro, pelo apoio que ele dedicou à advocacia pública no Estado de São Paulo, ao tempo em que a primeira signatária foi Procuradora Geral do Estado e o segundo um de seus assessores. Sem falar no seu imprescindível apoio à realização do Seminário 'Propostas para a Constituinte' pelo Centro de Estudos da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo, cujos debates foram registrados em um histórico documento de mais de 400 páginas no volume 24 da Revista da PGE."

Norma Kyriakos e Edgard Silveira Bueno Filho - 2/9/2010

"O Dr. José Eduardo Loureiro foi, sem dúvida alguma, um dos melhores e mais íntegros homens que tive a honra de conhecer (Migalhas 2.461 - 31/8/10 - "Falecimentos" - clique aqui). Tais predicados só poderiam resultar em um advogado ímpar, exemplo para todos os seus pares. À família enlutada, da qual tenho a honra e o privilégio de conhecer os filhos e filhas (no plural), envio meus sinceros pêsames, daqui de Lisboa, Portugal."

João Garcez Ghirardi - 2/9/2010

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram