terça-feira, 20 de outubro de 2020

ISSN 1983-392X

(In) Justiça

de 22/5/2005 a 28/5/2005

"Caros migalheiros, Duas notícias. Vidas diferentes. Um homem, uma mulher. Manoel e Maria. Em comum, a experiência que tiveram com a (in)justiça desta terra de Santa Cruz. Maria Aparecida finalmente livre da cadeia onde estava, acusada de tentativa de furto. Um ano e sete dias sem liberdade e um olho sem visão. A liberdade concedida pelo STJ, aconteceu depois de duas recusas: 2ª vara criminal e T.J. de São Paulo. Manoel da Silva "morador" da Praça Pereira Coutinho, vizinho das superelites, incomodava pelo mau cheiro (sic). O poder público acionado pelas superelites que fazem da coisa pública lugar privado, numa verdadeira operação de limpeza urbana, internaram o Manoel no "Pinel". Simples notícias, mas que mostram a exaustão quem é o culpado. Quem? Nós. Sim, nós que toleramos e achamos normal que servidores públicos pagos com nosso dinheiro, tratem cidadãos dessa maneira. Tristemente,"

Armando Rodrigues Silva do Prado - 25/5/2005

Comente

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram